Menu
Busca segunda, 21 de junho de 2021
(67) 99257-3397

Antônio João questiona Liberdade de Imprensa

04 maio 2006 - 15h30

O senador Antonio João (PTB-MS) manifestou ontem a sua preocupação com a “politização” de parte do Judiciário do Estado de Mato Grosso do Sul, em relação a ações que tramitam na justiça, contra jornais, jornalistas e emissoras de televisão. Segundo ele, a influência de governantes, ex-governantes e políticos dentro dos tribunais “é extremamente malévola” para a manutenção da liberdade de imprensa.O senador por Mato Grosso do Sul cita, como exemplo, as últimas investidas feitas pelo ex-prefeito André Puccinelli, pré-candidato do PMDB ao Governo do Estado, alvo de acusações de superfaturamento e lavagem de dinheiro. “O ex-alcaide abdica de responder às acusações, não dá explicações e, de forma clara, diz que está garantido em direitos de resposta através do Poder Judiciário. “Ao invés de recorrer à Justiça, o ex-prefeito deveria usar do espaço oferecido pela imprensa e, na condição de ex-empregado público, dar as suas explicações. Mas como ele não tem explicações a dar, vai para a Justiça, exerce a sua influência e, eventualmente consegue direitos de respostas que não respondem às acusações que sofre: ele reage de forma agressiva e deixa tudo sem resposta”, afirmou o senador.Antonio João cita, como exemplo de liberdade de imprensa, a forma de atuar do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), que não tem processo contra nenhum jornalista, nem contra veículos de comunicação. “Ele é um homem público, sabe que está exposto às críticas e reage respondendo em outras entrevistas, dando explicações. Não se esconde nem se protege no Judiciário”. O senador também afirmou que o Supremo Tribunal Federal (STF) não aceita as pressões de governantes, de governos e políticos contra a liberdade de imprensa, derrubando 99,9% das ações intentadas. “O STF não é político, como ocorre com pequena parcela, felizmente, do Judiciário de primeira e segunda instâncias em todo o País. É o maior e o último reduto de defesa da liberdade de imprensa, graças a Deus”. Caso contrário, dentro de mais alguns anos, governantes e políticos seriam os novos donos de jornais, que aí só falariam bem deles, porque a indústria das multas indenizatórias acabaria com jornais e revistas e ainda colocaria jornalistas na cadeia. “Seria o golpe fatal contra a democracia”.A assinatura do Tratado de Chapultepec, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na última quarta-feira, é o primeiro sinal forte de que a imprensa vai ter mais condições de continuar cumprindo, no Brasil, o seu dever de denunciar as mazelas dos governantes e ex-governantes, segundo o senador do Mato Grosso do Sul. “O problema que resta é a postura do Judiciário, que não poderá ser usado, consciente ou inconscientemente, pelos políticos como forma de calar a imprensa. Às vezes eu sinto enorme decepção com o posicionamento de alguns juízes, contra essa liberdade e com a conseqüente ameaça que isso representa”. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTES
Filipe Toledo supera Medina na final e fatura título do Surf Ranch Pro
Adolescentes são apreendidos com 40 tabletes de maconha em cidade de MS
TRÁFICO DE DRGOAS
Adolescentes são apreendidos com 40 tabletes de maconha em cidade de MS
FUTEBOL
Athletico-PR vira para cima do Atlético-GO e lidera o Brasileirão
Três pacientes aguardam por leitos de UTI Covid em Dourados
SISTEMA DE SAÚDE
Três pacientes aguardam por leitos de UTI Covid em Dourados
IMUNIZAÇÃO
Brasil recebe lote de vacinas da Pfizer pelo consórcio Covax Facility
ESPORTES
Liga das Nações: Brasil termina 1ª fase com vitória e enfrenta Japão
CULTURA
Exposição com obras de Conceição dos Bugres fica no Masp até janeiro
POLÍTICA
Congresso recebe iluminação verde para incentivar preservação ambiental
PANDEMIA
Brasil registra 17,9 milhões de casos de covid-19 e 501,8 mil mortes
POLÍTICA
Vereadores votam LDO da Capital na terça-feira com projeção de R$ 4,669 bilhões

Mais Lidas

ASSASSINATO
Investigações apontam que mulher foi atraída para o local do crime por proposta de trabalho
VIVAL DOS IPÊS
Com suspeita de latrocínio, mulher é encontrada morta em Dourados
LAGUNA CARAPÃ
Veículo de mulher morta em Dourados é encontrado
REGIÃO
Preso, motorista de Corolla que matou moto entregador nega "racha"