Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
CAMAPUÃ

Aluno de cinco anos agride professora e caso vai parar na delegacia

29 fevereiro 2016 - 19h05



Uma professora, de 24 anos, procurou a polícia na manhã desta segunda-feira (29) para relatar a agressão que havia sofrido horas antes em uma creche onde trabalha no Bairro Vila Industrial, em Camapuã.

De acordo com o Midiamax, consta no registro policial que a agressão aconteceu por volta das 9 horas de hoje.

A professora relatou à polícia que foi agredida com um soco no olho direito por um aluno da creche, de 5 anos. O caso foi registrado na Delegacia de Polícia de Camapuã como lesão corporal dolosa.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IMUNIZAÇÃO
Profissionais do Hospital Regional de Ponta Porã recebem primeira dose da vacina 
Fios de energia elétrica são furtados em construção no residencial Bonanza
DOURADOS
Fios de energia elétrica são furtados em construção no residencial Bonanza
Associação anuncia expansão e geração de empregos em Dourados
MERCADO DE TRABALHO
Associação anuncia expansão e geração de empregos em Dourados
JUSTIÇA
Desembargador é condenado a indenizar guarda por ofensas em Santos
Carro é recuperado em menos de 24 horas após furto na região de fronteira
ANTÔNIO JOÃO
Carro é recuperado em menos de 24 horas após furto na região de fronteira
BODOQUENA
Em uma semana, três motoristas embriagados foram conduzidos para delegacia
ONLINE
Detran-MS inicia primeiro leilão do ano e mais de 150 veículos
CIÊNCIA
Estudante brasileira de 16 anos descobre asteroide durante pesquisa
DECISÃO
Acidente de trânsito gera indenização e pensão mensal vitalícia
IMUNIZAÇÃO 
Mais de 700 doses da vacina contra a Covid foram aplicadas em Dourados

Mais Lidas

DOURADOS
Segundo corpo encontrado às margens da BR-163 é identificado
VIAGEM SANTA
PF deflagra operação contra tráfico de drogas em empresas de turismo religioso de Dourados
DOURADOS
Um dos corpos encontrados às margens da BR-163 foi quase decapitado
DOURADOS
Alvo da PF, empresário foi preso com armas e fortuna ao sofrer atentado em 2019