Menu
Busca sábado, 15 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Aluna de Direito pega 7 anos por tramar roubo do carro da mãe

24 fevereiro 2011 - 17h17

Uma estudante de Direito foi condenada na Baixada Fluminense a sete anos, oito meses e 24 dias de prisão, em regime inicial fechado, por tramar o roubo do carro de sua mãe, em agosto de 2009, quando tinha 19 anos. De acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira pelo Tribunal de Justiça do Estado, Lauren Maya Portella Silva dos Santos planejou o crime junto com o namorado, o office boy Marcos Vinícius de Souza Almeida, que também foi condenado. O juiz determinou a prisão cautelar da jovem.

Segundo a denúncia do Ministério Público, a mãe da estudante foi abordada, a 300 m de sua casa, em Nova Iguaçu, por Rodrigo Marques Cerqueira e Bruno Pereira Cardoso. De acordo com o MP, eles estavam armados em uma moto e levaram o veículo, o celular e a carteira da vítima. Almeida teria observado a ação.

"Independente de quem tenha partido a ideia, Marcos ou Lauren, o fato é que ambos foram responsáveis pelo planejamento do roubo. Marcos ficou encarregado de contatar Rodrigo e Bruno, que iriam executar o roubo, enquanto Lauren passaria todas as informações ao grupo, indicando qual seria o melhor dia, hora e local para a execução do roubo", afirmou na sentença o juiz Richard Robert Fairclough, em exercício na 6ª Vara Criminal de Nova Iguaçu.

Em sua decisão, Fairclough considerou que a estudante, "ao mesmo tempo em que sincroniza a ação do roubo, fala com a vítima, sua mãe, se despedindo, e ainda pede para que a mesma traga um doce da festa". Para o magistrado, Lauren agiu de forma dissimulada, ardilosa e não demonstrou preocupação ou arrependimento. De acordo com o TJ, a estudante é filha de uma professora universitária e de um procurador federal e, na época do crime, era estagiária da Prefeitura de Mesquita, na Baixada Fluminense.

No mesmo processo, também foram condenados Marcos Vinícius, a seis anos, 10 meses e 15 dias de reclusão; Rodrigo Marques Cerqueira, a seis anos, dois meses e sete dias de reclusão; e Bruno Pereira Cardoso, a cinco anos e seis meses de reclusão. Todos em regime inicial fechado. Eles já estão presos e respondem a outro processo na Vara Criminal de Itaguaí.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CAPITAL
Homem morre após bater motocicleta na traseira de caminhonete
Dourados vai receber recursos para ampliação de esgotamento sanitário
SAÚDE
Dourados vai receber recursos para ampliação de esgotamento sanitário
BATAGUASSU
Ex-marido descarrega revólver contra mulher que fica em estado grave
EDUCAÇÃO
Professores desenvolvem projeto que busca integrar Escola e Universidade
Jovem de 21 anos é autuada por incêndio em vegetação e resíduos
Jovem de 21 anos é autuada por incêndio em vegetação e resíduos
SAÚDE
Anvisa autoriza produto à base de cannabis em projeto com a Fiocruz
POLÍCIA
Suspeito de assassinar artista plástica em Campo Grande é morto pela polícia
Governo libera R$ 2,61 bilhões para as universidades federais
AQUIDAUANA
Quadrilha especializada em abigeato é presa enquanto dividia carcaça de vaca
REGIÃO
Barbosinha ressalta trabalho de Tereza Cristina ao prestigiar entrega de títulos

Mais Lidas

CORONAVÍRUS
Murilo Zauith passa por reabilitação e segue internado em SP
TRÁFICO DE DROGAS
Chefe do 'Comando Vermelho' e foragido há seis meses é preso em Dourados
DOURADOS
Criança encontrada morta apresentou problemas estomacais uma semana antes
CACHOEIRINHA
Polícia fecha ponto de distribuição de drogas e prende abastecedor