Menu
Busca quarta, 05 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Alfredo Hilário toma posse na prefeitura de Navirai

24 agosto 2004 - 16h14

Com a morte nesta manhã do prefeito de Navirai, Euclides Fabris (PFL), a Câmara de Vereadores da cidade fez uma sessão especial para a posse o vice, Alfredo Hilário Pizzato (PFL), como titular da administração municipal.Fabris estava internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo (SP). O corpo deve ser trasladado de avião a Dourados, chegando no final da noite. Está previsto uma cerimônia à meia-noite na Câmara e depois o corpo do prefeito será velado no salário paroquial da cidade. O horário do enterro não foi revelado.Fabris tinha câncer. Desde 1997 ele lutava contra a doença, que se iniciou no estômago. Fabris cumpria segundo mandato. Ele continuava à frente da administração mesmo doente.   

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUDICIÁRIO
Justiça Federal absolve ex-presidente Temer de envolvimento em 'quadrilhão'
COXIM
Homem agride filho e nora de vereador, quebra viatura e danifica loja
SELEÇÃO
Ibama é autorizado a contratar 1,6 mil funcionários temporários
Ambiental apreende armadilha de caça de animais silvestres de grande porte 
NAVIRAÍ
Ambiental apreende armadilha de caça de animais silvestres de grande porte 
BRASIL
Bolsonaro veta prorrogação para entrega de declaração do Imposto de Renda
Dupla é presa arremessando vodca, uísque e carne para dentro de presídio
IMUNIZAÇÃO
Trabalhadores da educação, transporte e limpeza com 55 anos já podem se vacinar
CAPITAL
Técnica em enfermagem denuncia colega por falsificar declaração de vacina
AVANÇO DA PANDEMIA
Brasil registra mais 2.791 mortes por Covid; média móvel aponta estabilidade
PONTA PORÃ
PMR recupera caminhonete roubada e apreende arma de fogo

Mais Lidas

INVESTIGAÇÃO
Homem é preso suspeito de estuprar quatro sobrinhas em Dourados
DOURADOS
Fumaça em estrada causa colisão entre caminhões e leva transtorno a moradores; vídeo
PANDEMIA
Decreto reduz toque de recolher em Dourados na semana do Dia das Mães
REGIÃO
Mãe e filha são executadas em locais diferentes na fronteira