Menu
Busca sexta, 07 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Al-Qaeda pode ter plano para matar George W. Bush

11 agosto 2004 - 19h04

O esboço de um complô para matar o presidente George W. Bush apareceu hoje em uma revista eletrônica ligada à Al-Qaeda, com sede na Arábia Saudita, informa a agência Reuters. Em resposta à carta de um leitor, a revista disse: "O plano que você preparou para assassinar George W. Bush é bom, mas precisaria de muitos preparativos. Talvez você possa tomar parte nele, se possível, e obrigado." Nenhum outro detalhe foi mencionado. Um especialista em Oriente Médio que examinou o site diz que seria estranho que uma figura importante da Al-Qaeda discutisse um plano já detalhado pela rede. Ele considera que a menção ao nome de George W. Bush pode indicar que o plano ainda está nos estágios iniciais, ou que não passa de uma pista falsa. Líderes políticos são alvo O jornal The Washington Times afirmou em sua edição de hoje que um assassinato político de grande porte fará parte do próximo ataque da rede Al-Qaeda. Autoridades americanas com acesso a relatórios de inteligência revelaram que o plano de assassinato está entre os novos detalhes de projetos da Al-Qaeda. Segundo elas, os planos teriam por alvo um líder americano ou estrangeiro nos Estados Unidos ou em outro país. "O objetivo do próximo ataque é duplo: prejudicar a economia americana e enfraquecer a eleição dos EUA", afirmou uma autoridade ao diário. Ao mesmo tempo, integrantes dos serviços de inteligência do Paquistão disseram hoje que Osama Bin Laden pediu que novos ataques fossem lançados contra alvos dos Estados Unidos e da Grã-Bretanha. Não ficou claro, porém, se o apelo foi acompanhado por instruções mais precisas. Agências de inteligência do Paquistão estão interrogando vários membros importantes da Al-Qaeda, capturados no último mês em uma grande operação que obteve importantes informações sobre a rede. Entre os 20 homens detidos estão o tanzaniano Ahmed Khalfan Ghailani, acusado de ser um dos responsáveis pelos atentados a bomba contra embaixadas norte-americanas na África em 1998, Qari Saifullah Akhtar, chefe de operações da Al-Qaeda no Paquistão, e o engenheiro de computação Mohammad Naeem Noor Jan. Funcionários dos serviços de inteligência paquistaneses disseram que Ghailani admitiu ter visto Bin Laden em 2002 e ter mantido contato com ele em junho de 2003. "Osama deu o sinal verde para que sejam realizados ataques contra lugares e personalidades importantes dos EUA, da Grã-Bretanha e do Paquistão", afirmou um membro dos serviços de inteligência paquistanês.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Amigos fazem vaquinha para mãe recomeçar a vida ao lado dos 4 filhos
Agetran faz cerca de 400 abordagens na primeira blitz do Maio Amarelo
DOURADOS
Agetran faz cerca de 400 abordagens na primeira blitz do Maio Amarelo
NAVIRAÍ
Operação multa arrendatário em R$ 12 mil por incêndio em pastagem
IMPEACHMENT
Tribunal absolve governador de Santa Catarina, que reassumirá o cargo
PONTA PORÃ
Baleado, homem cruza fronteira, é socorrido por policiais e morre em hospital
Detran/MS realiza neste sábado mutirão para renovação de CNH
Boliviano líder de grupo atuava no tráfico de cocaína é extraditado ao Brasil
FUTEBOL
Costa Rica faz 3 a 0 no União/ABC e encerra turno do hexagonal na liderança
MEIO AMBIENTE
PMA captura tamanduá-bandeira no banheiro de residência em Itaporã
PANDEMIA SEM CONTROLE
Brasil registra mais 2.217 mortes por Covid e se aproxima de 420 mil

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher presa com armas, drogas e veículos mantinha relacionamento com interno da PED
DOURADOS
Pancadaria em motel termina na delegacia com três pessoas detidas
JÓQUEI CLUBE
Jovem é presa em Dourados com armamento de uso restrito, drogas e veículo clonado
DOURADOS
Carga de tijolos cai de caminhão em rotatória na Coronel Ponciano; veja vídeo