Menu
Busca quinta, 04 de março de 2021
(67) 99257-3397

AL de São Paulo aprova empréstimo para pagamento de royalties

26 março 2004 - 17h44

A Assembléia Legislativa de São Paulo aprovou o Projeto de Lei nº 073/2004, que autoriza a Companhia Energética de São Paulo-CESP a contrair empréstimo de R$ 1 bilhão e 350 milhões junto ao BNDES, para por em dia as contas da empresa. A informação foi passada na tarde desta sexta-feira pelo secretário de energia do governo paulista, Mauro Arce, ao senador Delcídio do Amaral (PT/MS). Na semana passada, Delcídio, o deputado estadual Akira Otsubo (PL/MS)  e um grupo de prefeitos da região do Bolsão foram recebidos em audiência por Arce e o presidente da CESP, Guilherme de Toledo, a quem foram pedir a regularização do pagamento dos royalties  aos municípios sul-mato-grossenses que tiveram parte de seu território ocupado pelas águas do lago que abastece a Usina de Porto Primavera. O repasse de recursos está suspenso desde dezembro e o acumulado chega a R$ 11 milhões e 400 mil.Na ocasião, o Secretário de Energia de São Paulo, que é amigo pessoal de Delcídio, se comprometeu a regularizar os pagamentos a partir de abril, tão logo a Assembléia Legislativa autorizasse a contratação do empréstimo. Por sua vez, Delcídio se comprometeu a fazer gestões junto ao BNDES e ao Tesouro Nacional para que o dinheiro saia rapidamente e a CESP passe a ter fluxo de caixa para quitar seus compromissos, entre eles o pagamento dos royalties para as prefeituras que integram a União dos Municípios do Alto Paraná-UNIPAR. - A notícia da aprovação do empréstimo vem coroar o esforço que estamos fazendo junto a CESP para garantir a retomada do pagamento dos royalties.Pelo que ficou acertado na reunião que tivemos em São Paulo, a CESP libera a primeira das três parcelas em atraso, referente ao mês de dezembro de 2003, no dia 5 de abril. Além disso, no dia 20  paga normalmente a de abril e, a partir daí, mantém os repasses em dia. As três parcelas que ficarão faltando (janeiro,fevereiro e março de 2004) vão ser quitadas até julho, de acordo com programação financeira a  ser definida pela empresa - revelou Delcídio. Em Mato Grosso do Sul, os royalties beneficiam os municípios de Três Lagoas, Selvíria, Santa Rita do Pardo, Brasilândia, Bataguassu, Paranaíba e Bataiporã.Na reunião em São Paulo ficou acertado também que a Secretaria de Energia, a CESP e as Prefeituras vão criar uma comissão para fazer um levantamento das demais pendências existentes entre a empresa e os municípios de Mato Grosso do Sul , com o objetivo de regularizá-las o mais rápido possível.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Jovem morre ao ser atingido por raio quando trabalhava em fazenda
PARAÍSO DAS ÁGUAS
Jovem morre ao ser atingido por raio quando trabalhava em fazenda
POLÍTICA
Secretário da prefeitura de Dourados vai à Brasília destravar projetos e obras
TRÊS LAGOAS
Vizinhos ouvem tiro, denunciam e mulher é encontrada ferida em residência
FUTEBOL
STJD indefere pedido do Vasco para anulação de jogo com o Inter
PMA realiza campanha educativa sobre atropelamentos de animais silvestres 
CORUMBÁ
PMA realiza campanha educativa sobre atropelamentos de animais silvestres 
JUSTIÇA
Weintraub é condenado por dizer que universidades cultivam maconha
PARAGUAI
Polícia acha explosivos e descobre 'tentativa de fuga em massa' de presídio
EDUCAÇÃO
Lista de espera do Prouni está disponível para consulta
TRÁFICO
Traficantes de cocaína construíam carretas para levar drogas para São Paulo
ÁPICE DA TRAGÉDIA
'Chega de mimimi. Vão ficar chorando até quando?', diz Bolsonaro

Mais Lidas

DOURADOS 
Vídeo mostra momento da colisão entre veículos em Dourados
NOVA DOURADOS
Colisão entre veículos deixa pessoa gravemente ferida em Dourados
PANDEMIA 
Secretário alerta para nova variante do coronavírus na região da Grande Dourados
TRAGÉDIA
Douradense que morreu em acidente no interior de SP tinha 58 anos