Menu
Busca terça, 03 de agosto de 2021
(67) 99257-3397

Agricultura familiar terá mais espaço no Mercosul

13 novembro 2004 - 18h29

A Reunião Especializada Sobre Agricultura Familiar (Reaf) estabeleceu hoje as atividades que devem ser desenvolvidas na área pelos países do Mercosul em 2005. Os principais alvos do programa são o fortalecimento de políticas públicas comuns e a facilitação do comércio multilateral. Para que isto ocorra, representantes de Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai passaram toda a manhã aprovando artigos do regimento interno da Reaf. O aspecto mais discutido deste regimento foi a soberania de cada nação nas políticas públicas. Uruguaios e argentinos queriam a exclusão do assunto do texto. Já os brasileiros insistiam na permanência do tema. O Brasil acabou perdendo e o item foi eliminado. "Mas isso não representa uma perda para o Brasil. Retiramos este ponto pensando em algo maior", destacou o assessor internacional do ministério do Desenvolvimento Agrário, Laudemir Müller. De acordo com o secretário-executivo do Ministério do Desenvolvimento Agrário, Guilherme Cassel, os dois eixos de trabalho aprovados podem ser adotados por todos os países membros do bloco econômico. Para ele, a agricultura familiar deve ter voz ativa nos acordos e negociações internacionais. "Esta é a primeira vez na história que a agricultura familiar tem espaço institucional na estrutura do Mercosul", destaca. Para o integrante do Movimento Sem-Terra do Paraná, Reinaldo Brito, o acordo deverá favorecer amplamente o produtor rural. "A agricultura familiar é importante na geração de emprego e na dinamização das economias locais. Por isso, acredito que este tema deve estar em reuniões do Mercosul e em outros encontros internacionais, como na Organização Mundial de Comércio (OMC) e Alca" (Área de Livre Comércio da Américas), acredita. No entanto, para ele, o processo de integração entre os países não deve ser apenas comercial. "Nossos países não são uma mercadoria. São feitos de pessoas. Por isso, temos que discutir aspectos sociais e econômicos e a integração dos povos", analisa.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

JOGOS DE TÓQUIO
Thiago Braz fica com o bronze no salto com vara
10 mitos e verdades sobre micropigmentação de sobrancelhas
BELEZA E ESTÉTICA
10 mitos e verdades sobre micropigmentação de sobrancelhas
Ladrões arrombam contêiner e levam ferramentas avaliadas em R$ 3 mil
DOURADOS
Ladrões arrombam contêiner e levam ferramentas avaliadas em R$ 3 mil
EDUCAÇÃO
Resultado da 2ª chamada do Prouni está disponível
Neno quer construção de ponte entre aldeias de Sidrolândia e Dois Irmãos do Buriti
LEGISLATIVO DE MS
Neno quer construção de ponte entre aldeias de Sidrolândia e Dois Irmãos do Buriti
JOGOS OLÍMPICOS
Abner fatura 1º bronze no boxe; Bia vence e avança à semi em Tóquio
CÃES E GATOS
CCZ visita casas no Jardim Água Boa nesta semana para vacinação contra raiva
ARTIGO
Fique por dentro das alterações no benefício Loas
PANDEMIA
Covid-19 matou 147 indígenas em Mato Grosso do Sul
INFORME PUBLICITÁRIO
Hospital do Coração informa: Câncer de cabeça e pescoço é um dos tumores mais frequentes em homens

Mais Lidas

SP
Homem leva menina de 15 anos ao hospital e diz que ela morreu após sexo; polícia investiga
POLÍCIA
Jovem é agredida durante assalto em Dourados
PANDEMIA
Jovem de 21 anos e sem comorbidades é vítima do coronavírus em MS
DOURADOS
Motorista embriagado foge, causa acidente e termina preso