Menu
Busca domingo, 16 de maio de 2021
(67) 99257-3397

Aécio Neves cobra humildade do governo Lula

07 setembro 2004 - 14h41

O governador Aécio Neves (PSDB) cobrou ontem uma posição "menos arrogante" do governo federal para que possam ser retomadas as negociações com governadores e com a oposição no Congresso Nacional, especialmente no que se refere à aprovação do projeto que cria o programa de Parcerias Público-Privadas (PPPs) federal.Para Aécio Neves, o governo tem que vestir "as sandálias da humildade" e fazer concessões, voltando a cobrar o repasse de recursos pelo governo federal e a desconcentração de rendas nas mãos da União. Durante entrevista em Paris, na França, Aécio criticou a radicalização de setores do governo que fazem "ataques exagerados e até fora do tom" à oposição, que, por sua vez, reage dificultando as votações. "Acho que todo o governo, o ministro José Dirceu, com quem eu tenho tido uma possibilidade de diálogo adequado, e outros tantos que são importantes para a articulação política do governo, devem calçar a sandália da humildade, devem buscar o entendimento, a conversa, o diálogo", disse. onforme o governador, se a posição do governo for sempre de arrogância, de ataques pessoais com a oposição e sem ter maioria sólida, vai perder o país e o próprio governo em relação a todas as matérias que defende. Aécio reclamou, novamente, a definição em relação ao fundo de compensação para os estados exportadores, apresentando uma grande lista de dívidas da União para com os estados. "Há uma determinação legal que o governo federal tem que cumprir. E o que o governo federal fez mais uma vez? Deixou aos governadores o embate no Congresso Nacional para garantir esses recursos", disse. O governo só vai aprovar o Orçamento, alertou, com os governadores ao seu lado e está, portanto, adotando estratégia política errada. O governador acha que dificilmente a proposta será votada durante o processo eleitoral. Na sua avaliação, o projeto federal tem que sofrer algumas correções antes de ser aprovado. "Acho que ele precisa ser discutido fora do embate emocional", considerou, assinalando que pretende contribuir para a aprovação discutindo o mérito da proposta. Na primeira entrevista na capital francesa, o governador apontou as deficiências na infra-estrutura como grande gargalo do país hoje. Ele voltou a atacar o empenho "excessivo" do governo federal na busca por superávit primário, considerando-o um "antídoto" do governo federal "contra o seu próprio veneno", porque os integrantes da administração foram parte da oposição durante muito tempo e agora precisariam ser mais ortodoxos que outros governos. "E isto está custando um preço ao país", disse, cobrando a recuperação da malha rodoviária federal e das ferrovias com os recursos da Cide. O governador iniciou ontem, em Paris, a missão ao país francês com o objetivo de divulgar o Estado e criar oportunidades de negócios para empresários de Minas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Dourados confirma três mortes, 64 diagnósticos e 169 recuperados da Covid-19
PANDEMIA
Dourados confirma três mortes, 64 diagnósticos e 169 recuperados da Covid-19
Dourados terá novo bloco para campanhas educativas e Central de Exames de Trânsito
DETRAN-MS
Dourados terá novo bloco para campanhas educativas e Central de Exames de Trânsito
Eva Wilma morre em São Paulo, aos 87 anos
BRASIL
Eva Wilma morre em São Paulo, aos 87 anos
Assassino de secretário municipal vai a júri popular nesta semana
DOURADOS
Assassino de secretário municipal vai a júri popular nesta semana
REGIÃO
Jovem aluga carro, carrega mais de 300 tabletes de maconha e acaba preso
ESTADO
Cachês da Lei Aldir Blanc estão sendo pagos em maio, afirma João César Mattogrosso
REGIÃO
Casal de moto morre atropelado por caminhonete na MS-164
BRASIL
Morre o prefeito de São Paulo, Bruno Covas
POLÍCIA
Pindamonhangabense é preso por tráfico na Grande Dourados
DOURADOS
Acordo entre MPE e prefeitura prevê centro de triagem da Covid-19

Mais Lidas

CAMPO GRANDE
Após discussão, jovem bate veículo em poste e namorada que estava no capô morre
TRÁFICO DE DROGAS
Chefe do 'Comando Vermelho' e foragido há seis meses é preso em Dourados
FEMINICÍDIO
Mulher baleada na cabeça pelo ex-marido morre no hospital
CAPITAL
Jovem sai para comprar narguilé e morre após colidir moto contra poste