Menu
Busca sábado, 06 de março de 2021
(67) 99257-3397

Advogados qualificam ato do juiz como 'monstruosidade jurídica'

14 agosto 2009 - 11h20

O presidente da Seccional da Ordem dos Advogados do Rio de Janeiro (OAB-RJ), Wadih Damous, qualificou ontem (13) de "monstruosidade jurídica" a liminar concedida pelo juiz federal Julier Sebastião da Silva para afastar do cargo o presidente da Seccional da OAB-MT, Francisco Faiad. "Trata-se de uma monstruosidade jurídica, pois um presidente de OAB é conduzido ao seu cargo pelos advogados-eleitores, e só estes podem destituí-lo", afirmou.
Para o presidente da OAB-RJ, a decisão do juiz de Mato-Grosso, intervindo na entidade e afastando o presidente Faiad, "além de monstruosa, é abusiva e ilegal". Ele salientou que a atitude do juiz Julier "não pode ficar sem uma resposta enérgica da OAB". Destacou como importantes, nesse sentido, as ações que vem sendo anunciadas pelo presidente nacional da OAB, Cezar Britto, no sentido de cassar a liminar e barrar os abusos cometidos pelo juiz mato-grossense.

Deixe seu Comentário

Leia Também

REGIÃO
Homem é preso após aplicar golpes em comerciantes de Bataguassu
Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol
BRASIL
Aumento da gasolina também causa impacto no preço do etanol
Homem é autuado em R$ 5 mil por armazenar combustível irregularmente
NOVA ANDRADINA
Homem é autuado em R$ 5 mil por armazenar combustível irregularmente
Briga entre vizinhos termina em ameaça e homem preso com revólver
POLÍCIA
Briga entre vizinhos termina em ameaça e homem preso com revólver
POLÍCIA
Motorista de carreta é libertado de cárcere após casal ser preso por receptação
SAÚDE PÚBLICA
Ministro da Educação vem a Dourados entregar prédio da UMC
DOURADOS 
Homem é preso após xingar e ameaçar mãe de 73 anos
PONTA PORÃ
Homem é assassinado na região de fronteira e autores deixam recado ao lado do corpo
IMUNIZAÇÃO
Vacinação contra a Covid faz idosos 'amanhecerem' na fila em Dourados
DOURADOS 
Bebê de 9 meses espancado pela mãe é transferido para o HU

Mais Lidas

PONTA PORÃ
Casal é assassinado na fronteira e corpos são deixados um ao lado do outro
EXECUÇÃO
Executado na fronteira era publicitário e morador em Dourados
DIÁRIO OFICIAL
Guarda municipal de Dourados condenado por tráfico em SP é demitido
MATO GROSSO DO SUL
Ministro da Justiça lamenta morte de coronel Adib e posta foto antiga do GOF