Menu
Busca domingo, 17 de janeiro de 2021
(67) 99659-5905

Advogada vai entrar com ação hoje contra concurso da PM

13 outubro 2003 - 12h17

A advogada do Centro de Defesa dos Direitos Humanos (CDDH), Valesca de Araújo Cassundé, vai entrar com uma Ação Civil Pública hoje à tarde, às 17h, no Fórum de Campo Grande, para pedir o cancelamento do concurso da Polícia Militar. O concurso foi realizado pela Secretaria de Estado e Segurança Pública de Mato Grosso do Sul. Segundo Valesca o concurso tem caráter discriminatório com portadores do vírus HIV e com mulheres grávidas. Uma das provas do concurso exige a comprovação através de exame que o candidato não seja portador do vírus e para as mulheres, que não estejam grávidas, além de uma série de exames que comprovem perfeita saúde dos candidatos.A última fase do concurso aconteceu entre os dias 8 a 11. De acordo com a advogada, mesmo que o concurso tenha terminado, vai demorar para sair o resultado e se o concurso for cancelado o resultado talvez nem seja divulgado, “vai depender do juiz”, afirma.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SISTEMA DE SAÚDE
Pacientes de Manaus continuam sendo transferidos para hospitais universitários federais
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Projeto altera requisitos exigidos para o cargo de diretor de presídio
SAÚDE
Lesão de continuidade na pele pode ser porta de entrada para bactérias
EDUCAÇÃO
Fapec seleciona profissionais para atuarem em projetos coordenados pela fundação
FUTEBOL
Com eleição adiada, Barcelona não deve ir ao mercado em janeiro
BRASIL
Ciclistas protestam contra morte de colega por motorista bêbado no Rio de Janeiro
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Projeto concede incentivo fiscal para quem patrocinar cirurgias no SUS
ESPORTES
Australian Open: tenistas são isolados após contatos com infectados
SAÚDE
Covid-19: entidade orienta sobre vacinação em pacientes reumáticos
FRONTEIRA
Homem é preso portando arma de fogo e munições em Ponta Porã

Mais Lidas

DOURADOS 
Jovem cai de moto e pede ajuda após levar facada
PANDEMIA 
Dourados tem oito mortes por Covid em 24 horas  
OPERAÇÃO
Polícia fecha "boca de fumo" comandada por família no Canaã IV
DOURADOS 
Prefeitura anula 75 das exonerações anunciadas no meio da semana