Menu
Busca domingo, 07 de março de 2021
(67) 99257-3397

Adiar pedido de aposentadoria é vantagem

05 outubro 2003 - 11h20

Os trabalhadores que já cumpriram o tempo necessário para pedir aposentadoria por tempo de contribuição devem esperar a reforma da Previdência entrar em vigor. Esperar mais quatro meses para pedir o benefício será mais vantajoso do que entrar com o requerimento agora.Não são todos os trabalhadores que devem adiar o pedido. Segundo o advogado Wladimir Novaes Martinez, especialista em legislação previdenciária, devem esperar a aprovação da reforma da Previdência aqueles que vêm contribuindo pelo teto desde julho de 1994, já contribuíram por pelo menos 35 anos e têm 60 anos de idade. No caso de mulheres e professores, o tempo de contribuição tem de ser de 30 anos; se for professora, 25 anos.Um trabalhador ou trabalhadora nessas circunstâncias estará enquadrado no chamado "fator 1". Esse fator previdenciário de transição leva em consideração alguns aspectos, como a expectativa de sobrevida no momento da aposentadoria, o tempo de contribuição no pedido da aposentadoria, a idade da pessoa ao pedir a aposentadoria e a alíquota de contribuição correspondente a 0,31.Aumento de 12,3%A razão para esperar é que hoje o benefício inicial de quem está no "fator 1" é de cerca de R$ 2.050. Como o máximo que o INSS paga é R$ 1.869,34 (valor do teto do salário de contribuição), o benefício inicial acaba sendo achatado.Se esperar mais quatro meses, ou seja, até fevereiro de 2004 (esse prazo leva em consideração a possibilidade de a reforma da Previdência ser aprovada até o final deste mês e entrar em vigor 90 dias depois), o teto dos benefícios subiria para R$ 2.400.Nesse caso, ocorreria o oposto de hoje. Como a renda inicial deverá estar próxima de R$ 2.100 em fevereiro, não haveria o achatamento de hoje. Considerando os R$ 2.100, o ganho do trabalhador que esperar quatro meses seria de 12,3% em relação aos R$ 1.869,34.Mesmo deixando de receber o benefício por quatro meses, o trabalhador sairá ganhando. É que em 32 meses será possível recuperar o que ele deixou de receber em quatro meses.Segundo Martinez, os trabalhadores quem vêm contribuindo com base em valores "próximos" do teto (R$ 1.869,34), têm perto de 60 anos de idade e 35 anos de contribuição também devem esperar a aprovação da reforma. Nesses casos, o valor do benefício não chegará a R$ 2.100, mas deverá ser superior aos R$ 1.869,34.Já os trabalhadores que contribuem com valores baixos, cujo benefício inicial resulte em valor inferior aos R$ 1.869,34, não devem adiar o pedido de aposentadoria, desde que já tenham tempo de contribuição suficiente.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Saúde lança guia alimentar de bolso para menores de 2 anos
SAÚDE
Saúde lança guia alimentar de bolso para menores de 2 anos
Covid-19: mortes ultrapassam 264 mil e casos chegam a quase 11 milhões
BRASIL
Covid-19: mortes ultrapassam 264 mil e casos chegam a quase 11 milhões
Assunção registra violência após resposta à pandemia gerar protestos
INTERNACIONAL
Assunção registra violência após resposta à pandemia gerar protestos
DAC vence o Novo por 3X0, em Campo Grande
DOURADOS
DAC vence o Novo por 3X0, em Campo Grande
Fazendeiro é autuado por exploração ilegal de madeira
AQUIDAUANA
Fazendeiro é autuado por exploração ilegal de madeira
PANDEMIA
Prorrogada situação de calamidade pública em dois municípios
ABERTO DE TÊNIS
Djokovic confirma retorno ao circuito no Aberto de Miami
MATO GROSSO DO SUL
Executivo envia projeto para criar fundação de apoio à pesquisa e à Educação
VÔLEI
CBV divulga calendário das quartas de final da Superliga Feminina
POLÍCIA
Caminhão com pneus do Paraguai foi apreendido pelo DOF durante a Operação Hórus

Mais Lidas

EXECUÇÃO
Executado na fronteira era publicitário e morador em Dourados
PONTA PORÃ
Homem é assassinado na região de fronteira e autores deixam recado ao lado do corpo
SIDROLÂNDIA
Empresário morre em acidente que deixou outros três feridos
FRONTEIRA
Corpo de bebê é encontrado em matagal e enrolado em cobertor