domingo, 23 de janeiro de 2022
Dourados
38°max
24°min
Campo Grande
35°max
23°min
Três Lagoas
39°max
24°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Adiar pedido de aposentadoria é vantagem

05 outubro 2003 - 11h20

Os trabalhadores que já cumpriram o tempo necessário para pedir aposentadoria por tempo de contribuição devem esperar a reforma da Previdência entrar em vigor. Esperar mais quatro meses para pedir o benefício será mais vantajoso do que entrar com o requerimento agora.Não são todos os trabalhadores que devem adiar o pedido. Segundo o advogado Wladimir Novaes Martinez, especialista em legislação previdenciária, devem esperar a aprovação da reforma da Previdência aqueles que vêm contribuindo pelo teto desde julho de 1994, já contribuíram por pelo menos 35 anos e têm 60 anos de idade. No caso de mulheres e professores, o tempo de contribuição tem de ser de 30 anos; se for professora, 25 anos.Um trabalhador ou trabalhadora nessas circunstâncias estará enquadrado no chamado "fator 1". Esse fator previdenciário de transição leva em consideração alguns aspectos, como a expectativa de sobrevida no momento da aposentadoria, o tempo de contribuição no pedido da aposentadoria, a idade da pessoa ao pedir a aposentadoria e a alíquota de contribuição correspondente a 0,31.Aumento de 12,3%A razão para esperar é que hoje o benefício inicial de quem está no "fator 1" é de cerca de R$ 2.050. Como o máximo que o INSS paga é R$ 1.869,34 (valor do teto do salário de contribuição), o benefício inicial acaba sendo achatado.Se esperar mais quatro meses, ou seja, até fevereiro de 2004 (esse prazo leva em consideração a possibilidade de a reforma da Previdência ser aprovada até o final deste mês e entrar em vigor 90 dias depois), o teto dos benefícios subiria para R$ 2.400.Nesse caso, ocorreria o oposto de hoje. Como a renda inicial deverá estar próxima de R$ 2.100 em fevereiro, não haveria o achatamento de hoje. Considerando os R$ 2.100, o ganho do trabalhador que esperar quatro meses seria de 12,3% em relação aos R$ 1.869,34.Mesmo deixando de receber o benefício por quatro meses, o trabalhador sairá ganhando. É que em 32 meses será possível recuperar o que ele deixou de receber em quatro meses.Segundo Martinez, os trabalhadores quem vêm contribuindo com base em valores "próximos" do teto (R$ 1.869,34), têm perto de 60 anos de idade e 35 anos de contribuição também devem esperar a aprovação da reforma. Nesses casos, o valor do benefício não chegará a R$ 2.100, mas deverá ser superior aos R$ 1.869,34.Já os trabalhadores que contribuem com valores baixos, cujo benefício inicial resulte em valor inferior aos R$ 1.869,34, não devem adiar o pedido de aposentadoria, desde que já tenham tempo de contribuição suficiente.  

Deixe seu Comentário

Leia Também

Mulher é socorrida em estado grave após colisão entre carro e carreta
SÃO GABRIEL

Mulher é socorrida em estado grave após colisão entre carro e carreta

ECONOMIA

PIS/Pasep 2022: trabalhador já pode consultar se tem direito ao abono

Morto a tiros dentro de carro estava indo cobrar dívida, diz esposa

POLÍCIA

Durante visita, homem acaba esfaqueado pela namorada do amigo

EDUCAÇÃO

MS libera quase R$ 10 milhões para reformas em escolas do interior

CORUMBÁ

Vítimas de acidente na rodovia BR-262 são pesquisador e dentista

FUTEBOL

Palmeiras estreia no Paulistão com vitória sobre Novorizontino

TRÊS LAGOAS

Ex-funcionário rouba drogaria uma semana depois de ser demitido

ECONOMIA

UFGD abre hoje período de inscrições para 15 vagas de Bolsas Cultura

TRÁFICO

Helicóptero que saiu de MS é apreendido com 250 kg de cocaína

Mais Lidas

REGIÃO

Grave acidente deixa oito mortos em rodovia

DOURADOS

Morto em confronto, além de ser suspeito de morte de menor, tinha extensa ficha criminal

DOURADOS

Dois são flagrados com droga na PED

TRÁFICO DE DROGAS

Cocaína que saiu da região de fronteira do MS é interceptada em SP