quinta, 25 de abril de 2024
Dourados
22ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397

Adiado júri de PM aposentado

05 setembro 2003 - 13h55

O criminalista Isaac Duarte de Barros Júnior conseguiu adiar o julgamento do policial militar aposentado e ex-seminarista Cláudio Alves Teixeira de 38 anos, que seria julgado nesta tarde em Dourados, acusado de matar o  seminarista Paulo Lee Brizola, que tinha 26 anos quando foi morto. Paulo foi assassinado dentro do Seminário Teológico Batista Anna Wollermann no dia 8 de dezembro de 1995. Para conseguir o adiamento do julgamento, Isaac de Barros pediu a realização de um exame de sanidade mental de Paulo Brizola. O pedido foi aceito pelo juiz Celso Antonio Schuch Santos. O réu chegou a ir até o Fórum quando ficou sabendo que o júri tinha sido suspenso. (Antonio Coca)  

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA

Vacina tetravalente contra a gripe do Butantan terá verbas do BNDES

SAÚDE

Unidade Móvel do Hospital de Amor está em Coronel Sapucaia nesta semana

PESQUISA

A cada 8 minutos, uma mulher é vítima de estupro no país

Marcio Pudim pede obras de asfalto, tubulação e quebra-molas em distritos
CÂMARA DE DOURADOS

Marcio Pudim pede obras de asfalto, tubulação e quebra-molas em distritos

COMUNICAÇÃO

EBC passará a ter Comitê Editorial e de Programação

UEMS

Reclassificados em seleção por histórico escolar são convocados para matrícula

LEVANTAMENTO

Brasil registra déficit habitacional de 6 milhões de domicílios

UNIVERSIDADE

Sustentabilidade é foco da 15ª Jornada Acadêmica de Arquitetura e Urbanismo

REPRESENTATIVIDADE

Cresce número de pré-candidatos LGBTI+ nas eleições municipais

LEGISLATIVO

Abril Verde: Câmara promove palestra sobre assédio moral e sexual no trabalho

Mais Lidas

COLISÃO

Mãe e criança morrem após colisão de caminhonete e carro na BR-163

SENAR

Do Japão para Mato Grosso do Sul: filha assume legado do pai e se tornou pecuarista

DOURADOS 

Jovem é encontrado morto no Parque Antenor Martins

DOURADOS

Concurso "Miss e Mister Indígena" acontece no próximo sábado na Jaguapiru