Menu
Busca sexta, 26 de fevereiro de 2021
(67) 99257-3397

Ação integrada da assistência a ribeirinhos do Pantanal

07 junho 2004 - 11h15

A continuidade e a ampliação da assistência aos ribeirinhos do Paiaguás é uma das recomendações da coordenadora de Desenvolvimento de Programas e Projetos da secretaria estadual de Trabalho, Marina Rosa Sampaio Bragança, que chefiou esta primeira expedição à região. Ela disse que o cadastro das famílias para o Programa de Segurança Alimentar vai permitir uma melhor leitura das suas necessidades.“O governo vai interpretar o perfil sócio-econômicos destes moradores para definir novas ações que não garantam apenas o benefício do alimento, mas outros programas, como o de prevenção na área de saúde e alternativas de renda”, explicou a coordenadora. Esta primeira intervenção, segundo ela, foi extremamente positiva e deixou claro o compromisso do Governo Popular em manter o atendimento a estas famílias carentes.Marina Bragança disse que uma segunda ação, que ocorrerá nos próximos meses, deve priorizar, também, a identificação destes moradores, com o cadastro do Segurança Alimentar apontando que a maioria não porta nenhum documento pessoal. “Precisamos envolver o Ministério Público, os cartórios, o juizado, numa grande ação de cidadania”, sugere. Ela também enfatizou a integração do Estado com os órgãos federais e a prefeitura de Corumbá.“A somatória de esforços será possível enfrentar e superar os desafios, desde chegar a uma região tão distante e com população tão dispersa, ao cumprimento das metas estabelecidas para recuperar a dignidade de pessoas tão sofridas e humildes”, disse a coordenadora, que confessou ter ficado sensibilidade com a precária condição de vida que encontrou ao longo do rio Paraguai. “Por mais que queiramos zerar esta situação, será impossível”.As maiores dificuldades, segundo ela, são o ambiente em que vivem e a concentração pulverizada. “O fundamental é o empenho do governo para tirar estas famílias da exclusão. Percebemos que os ribeirinhos confiam no governo e se sentem mais protegidos”, disse Marina. A ação no Paiaguás também permitirá a atualização do levantamento populacional feito pela Defesa Civil de Corumbá, em 2002, que inclui a região alagada do Taquari. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Lira desiste de votar PEC da Imunidade e envia para comissão
BRASIL
Lira desiste de votar PEC da Imunidade e envia para comissão
COXIM
Polícia vai investigar morte de bebê em hospital da Capital após transferência
Projeto proíbe doação de pessoa ligada à indústria de armas a campanhas eleitorais
POLÍTICA
Projeto proíbe doação de pessoa ligada à indústria de armas a campanhas eleitorais
COTAÇÃO
Dólar sobe nesta sexta-feira e fecha a R$ 5,60
OPORTUNIDADE
Aberto período de inscrições para contratação de técnicos de suporte da Rede Estadual
DOURADOS 
Mulher que esfaqueou rival é autuada em flagrante por tentativa de homicídio
BRASIL
Justiça acata denúncia do MPE contra Guilherme Boulos por invasão de triplex em Guarujá
COVID
Oficializada prorrogação de calamidade pública em mais três municípios de MS
PANDEMIA
Um ano após primeiro teste positivo no país, MS registra mais de 180 mil casos de Covid
BRASIL
Defesa Civil libera R$ 8,16 milhões para vítimas das cheias no Acre

Mais Lidas

POLÍCIA
Identificada vítima fatal de acidente entre carretas
DOURADOS 
Operação desarticula quadrilha especializada em furtos de máquinas agrícolas
PARAGUAI
Quadrilha é presa com 1,4 tonelada de cocaína e até avião na fazenda de Pavão
PERIMETRAL NORTE
Carro é destruído pelo fogo após acidente em Dourados; veja o vídeo