Menu
Busca terça, 09 de março de 2021
(67) 99257-3397

Acadêmicos de Farmácia voltam a protestar na Câmara

17 março 2004 - 17h38

Cerca de 40 acadêmicos do curso de Farmácia da Unigran estão neste momento na sede da Câmara Municipal de Dourados, fazendo novo protesto contra aprovação de uma lei municipal que permite a contratação de técnicos como responsáveis por farmácias e drogarias do município.Os acadêmicos exigem que o presidente da Câmara José Carlos Cimatti (PFL) nãa sancione a lei que foi vetada pelo prefeito Laerte Tetila, mas o veto foi derrubado na sessão ordinária da semana passada, o que dá autonomia para o presidente do legislativo promulgar a lei.Os acadêmicos dizem que o curso de Farmácia, que conta com aproximadamente 160 alunos, perde o sentido caso simples técnico possa ser responsável químico das farmácias e drogarias do município. 

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Cabo é condenado após exigir R$ 10 mil a soldado por fotos íntimas
JUDICIÁRIO
Entenda por que Fachin anulou todas as condenações de Lula na Lava Jato
Dono de borracharia é autuado por comercialização ilegal de combustível
NOVA ANDRADINA
Dono de borracharia é autuado por comercialização ilegal de combustível
BRASIL
Receita esclarece como declarar redução de jornada no Imposto de Renda
SIDROLÂNDIA
Homem invade casa, agride a ex-mulher grávida e se esconde em matagal
VACINA
Pazuello muda de novo previsão de doses que Brasil terá em março
ANACHE
Escondido entre plantas, três são presos com 42 porções cocaína e maconha
REGIÃO
Governo e bancada federal entregam ônibus escolar aos 79 municípios de MS
BATAGUASSU
Condenado por estupro de vulnerável é preso pela Polícia Civil
OPORTUNIDADE
Pátio Zero: Detran abre novo leilão e 75 veículos poderão voltar a circular

Mais Lidas

CENTRO
Douradense é assaltado ao sair de casa para pedalar na madrugada
BR-163
Carreta pega fogo após colisão, interdita pistas e deixa rodovia congestionada
POLÍCIA
Homem tem residência alvejada por disparos de arma de fogo em Dourados
DOURADOS
Secretário descarta lockdown, mas alerta para possíveis restrições após lotação de UTI's/SUS