Menu
Busca sexta, 14 de agosto de 2020
(67) 99659-5905

Acadêmica realiza pesquisa em estabelecimento penal

11 dezembro 2003 - 14h27

A acadêmica do 8° semestre curso de Serviço Social da Universidade Católica Dom Bosco, Joice Foncesa, desenvolveu uma pesquisa no EPFIIZ - Estabelecimento Penal Feminino “Irmã Irma Zorzi”, com o objetivo verificar as principais causas do aumento de mulheres na prisão. A analise parcial foi feita com base na vida 12 internas, através de 10 entrevistas com questões abertas e fechadas. O intuito foi analisar o passado, história de vida antes da prisão; o presente, dia-a-dia da mulher encarcerada, as principais necessidades e a sua visão enquanto presidiária e por fim as perspectivas para o futuro fora da prisão e o retorno à sociedade. Os resultados da pesquisa mostraram que de modo geral essas mulheres são procedentes das camadas sociais menos favorecidas e que de alguma forma, algum fato contribuiu para a sua entrada no crime. A pesquisa possibilitou investigar as motivações da conduta delitiva da mulher e através do desenvolvimento evolutivo da mesma, estabelecer uma trajetória, onde diversos aspectos da vida contribuíram para o crime.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FRONTEIRA
Homem é executado a tiros ao parar com Mercedez em semáforo
POLÍTICA
Bolsonaro admite voltar ao PSL em vez de 'investir' em outro partido
CRIME AMBIENTAL
Assentado é multado em R$ 20 mil por provocar incêndio na propriedade
UFGD
Editora lança obras em comemoração aos 15 anos de Universidade
POLÍCIA
Professor preso em operação contra pedofilia será afastado de escolas
REGIÃO
Detran/MS finaliza leilão e contabiliza quase R$ 800 mil em arrecadação
MEIO AMBIENTE
Ação conjunta apreende carreta com produtos perigosos de sucatas de baterias
EDUCAÇÃO
IFMS altera cronograma de seleção para cursos de idiomas
CAPITAL
Polícia faz buscas por suspeito de matar jovem p´roximo a unidade de saúde
POLÍTICA
Senador Nelsinho Trad relata cenário de devastação na capital do Líbano

Mais Lidas

DOURADOS
Preso no Ipê Roxo era investigado desde fevereiro por estupro do sobrinho
VIDA NOTURNA
“Estão passando fome”: profissionais do sexo sofrem com a pandemia em Dourados
DOURADOS
Com gritos de "pega ladrão", grupo é flagrado furtando carro no Jardim Paulista
DOURADOS
Decreto deve autorizar volta de cursos profissionalizantes e atividades práticas de universidades