Menu
Busca segunda, 25 de maio de 2020
(67) 99659-5905

A responsabilidade do PT aumentou

03 janeiro 2010 - 07h59

Amigo leitor, na condição de petista filiado há 21 anos, avalio como interessante comentar sobre o reconhecimento que Partido dos Trabalhadores, o Presidente Lula, governantes e parlamentares petistas estão tendo da sociedade brasileira.
Evidentemente não emitirei minhas opiniões a partir da intuição, mas com base em pesquisa do Instituto VoxPopuli, realizada entre 31 de outubro e 5 de novembro em 170 municípios do País. Esta pesquisa revelou que o PT saltou de 19% em março de 2004 para 29% em outubro de 2009 na preferência partidária da sociedade; já a rejeição, caiu de 8% para 7% no mesmo período; para 36% dos entrevistados, o PT é o partido que mais ganha importância política e possui lideranças fortes; 60% dos brasileiros tem maior admiração pelo PT, em 2008, eram 48% os entrevistados simpatizantes; apenas 2% da população acredita que é um partido com pouca força política; para quase 70% da população, o PT tem papel importante e colabora de forma efetiva no crescimento da economia brasileira; 66% dos entrevistados também se mostram confiantes sobre esse assunto e acham que a economia encontra-se em pleno processo de progressão; e para 59% as expectativas são bastante positivas também para os próximos meses.
Apresentados estes números, nós, os petistas, simultaneamente devemos nos alegrar e procurarmos sustentar uma luta intransigente em defesa dos princípios que regem o PT, entre os quais, destaco: ética, transparência, democracia, a pluralidade, defesa de uma sociedade mais humana, fraterna, solidária e superior à capitalista e de um Estado muito presente na vida não só política, mas também econômica do País.
Esta pesquisa demonstra que a sociedade - apesar de toda a campanha difamatória movida, particularmente pelas forças conservadoras, contra o Partido e, evidentemente de erros cometidos pelo PT, seus governantes e parlamentares -, entende que os nossos acertos e seriedade superam em muito os nossos erros.
Esta credibilidade, este respeito, nós os petistas, construímos ao longo dos trinta anos de existência do Partido. Exigiu que exercitássemos continuamente e permanentemente o diálogo franco e direto com a sociedade; que sustentássemos uma luta visando ultrapassar a democracia representativa em direção à democracia participativa; contrariássemos a lógica neoliberal, a qual preconizava, o Estado Mínimo, enquanto, nós os petistas, dizíamos, o Estado deve ter forte presença nos serviços e setores essenciais do País.
Não por acaso, Lula e o PT, para o enfrentamento da crise econômica mundial que atingiu em cheio às economias centrais do mundo capitalista (Japão, EUA e Europa Ocidental), entenderam que mais do que nunca a presença do Estado seria decisiva. Lula, frequentemente, na condição de presidente do País, em suas aparições públicas e órgãos de comunicação, enfatizava, o governo federal não paralisará nenhuma obra pública, particularmente as do Programa de Aceleração do Crescimento, em função da crise econômica, recomendando aos governadores e prefeitos que fizessem o mesmo. Os resultados você conhece leitor: a crise econômica afetou minimamente ao Brasil, diferentemente de outros períodos em que qualquer crise econômica nos países centrais, os seus efeitos no Brasil se revelavam profundamente devastadores.
Lula e o PT assim agiram porque em um partido de esquerda, a premissa sobre o papel do Estado é de que o mesmo deve se fazer presente na vida política e econômica, induzindo o crescimento e adotando políticas públicas voltadas prioritariamente aos setores da sociedade que mais necessitam da ação do mesmo: os desempregados, os subempregados, mulheres, moradores de rua, micro e pequenos produtores e empresários, comunidades indígenas, quilombolas.
Aproveito para dizer, o Diretório Municipal do PT de Dourados e o presidente Tenente Pedro, eleitos respectivamente em 22 de Novembro e 06 Dezembro de 2009, devem conduzir o PT como instrumento que se preste com maior intensidade para o debate de políticas públicas e de um papel mais significativo do governo municipal junto aos setores mais necessitados.
Penso também que o diretório municipal do PT em Dourados deve iniciar desde já, estudos e a disputa de orçamento do município. Para tanto, o PT, precisa apropriar-se como nunca o fez em sua história, dos instrumentos orçamentários existentes no município, ou seja, Plano Plurianual, Leis de Diretrizes Orçamentárias e Orçamento Anual, debatê-lo com a sociedade, exercendo no momento oportuno pressão sobre os poderes legislativo e executivo de forma a maximizar o volume de obras e serviços em benefício de setores, bairros e regiões que mais necessitam da ação do poder público municipal.
Amigo leitor e também petistas, os números desta pesquisa revelam que as nossas responsabilidades, a grande confiança depositada pela sociedade no PT, presidente Lula, nossos governantes, parlamentares impõe ao Partido maior zelo e vigilância na formulação de políticas no interior do PT, junto aos nossos governos e parlamentares para continuarmos sendo merecedores de tanta credibilidade junto à sociedade brasileira.

*Militante do Partido dos Trabalhadores desde 1988

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Responsáveis por mortes de búfalos devem ressarcir prejuizos em 75%
POLÍTICA
Após pedido de vistas, votação sobre obrigatoriedade do uso de máscaras volta a pauta hoje
COTAÇÃO
Dólar tem forte queda e fecha a R$ 5,45
ABACAXI ATÔMICO
Apreensão de maconha em carga de frutas terminou com cinco presos
CONSUMO
Dia dos Namorados deve movimentar quase R$ 11 milhões em Dourados
BRASIL
Bolsonaro sanciona parcialmente lei que cria a Nova Embratur
PANDEMIA
Número de pacientes internados por coronavírus em Dourados sobe 50% em 24h
MATO GROSSO DO SUL
Jogos da Melhor Idade, Paralimpíadas Escolares e coletivas dos Jogos Escolares são canceladas
LUTO
Ex-técnico da seleção feminina, Vadão morre vítima de câncer
CONTRABANDO
Carga com 35 Xiaomi's é apreendida na região Norte de MS

Mais Lidas

TRAGÉDIA
Homem morre atropelado por rolo compactador
PANDEMIA
Dourados ultrapassa marca de 100 casos confirmados de coronavírus
MARACAJU
Homem morre após tentativa de fuga e troca de tiros com a polícia
MS-145
Motorista disse não ter visto momento que atropelou e matou ciclista