Menu
Busca quinta, 09 de julho de 2020
(67) 99659-5905
MODA

A importânvia do caimento das roupas

17 dezembro 2019 - 10h40Por Vila Mulher/Jéssica Moraes

De nada adianta conquistar a peça mais trendy do momento se, ao vesti-la, o caimento não for bom. Percebe como o caimento é sempre o critério mais importante a ser considerado na hora de comprar um peça de roupa? O caimento denota a consistência do tecido e sua maleabilidade e fluidez no corpo.

A modelagem e o corte da peça são fatores fundamentais, mas o principal mesmo é se dar conta do corpo que a veste. Num país onde as silhuetas são muito diversificadas, infelizmente os padrões impostos pelo mercado da moda muitas vezes liquida a possibilidade de encontrarmos uma roupa perfeita, que muitas vezes não custaria tão caro assim.

Por isso não tenha medo de experimentar, sempre. Observe os detalhes e, se preciso, faça ajustes nas peças que você já tem. Procure descobrir as texturas e tecidos que te agradam, e o que realça a beleza do seu corpo e o que ofusca. O que é lindo aos olhos pode não ser tão lindo assim no tato.

Procure não se parecer com ninguém, pois o que fica bonito em determinada pessoa pode não ficar exatamente bem em você e vice-e-versa! Além do mais, o que prevalece na maioria das vezes não é a beleza, mas a funcionalidade, ou seja: o que é usável. Comprar um peça que realmente cai bem em você vale muito mais a pena que comprar uma peça absurdamente linda que vai ficar mofando no armário.

E bom caimento também representa qualidade. Observe a costura, os detalhes, se sobra pano demais no ombro, na perna, no quadril. Analise a peça no corpo inteiro. Não procure levar uma roupa também só porque ela está barata, pois é capaz de você não usar de todo jeito. Lembrando que há muitas marcas populares com peças de bom caimento e boa qualidade.

Por essas e outras que existe uma espécie de "regulamento" do caimento da roupa, veja algumas dicas na hora de escolher suas peças:

Cavas - devem sempre permitir uma boa movimentação

Cós - sempre com um espaço mínimo de dois dedos

Colarinhos - não devem apertar, devendo haver a sobra de um dedo para a respiração

Calças - devem ter um espaço mínimo para a região do abdômen, coxas e nádegas. O cavalo (região pouco abaixo do zíper) deve estar na altura correta e não devem formar pregas

Decotes - não devem nunca dobrar nem ondular

Forros - não devem aparecer nem prender os movimentos

Fendas - devem ser retas e fechadas, abrindo-se somente com o movimento da pessoa

Saias - devem sempre ter uma folga de 5 cm na altura dos quadris para permitir o movimento natural

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
IBGE pesquisa impacto da pandemia do coronavírus nas empresas
RURAL
Recurso do Plano safra 2020/2021 para MS é recorde e ultrapassa R$ 8,6 bilhões
PARANAÍBA
Mulheres são presas após briga com facão
PANDEMIA
Com mais de 3,2 mil casos de coronavírus, Dourados mantém isolamento abaixo do recomendado
DOURADOS
Ex-secretário retorna para a Cultura e Délia nomeia secretário de Agricultura Familiar
DOURADOS
Decreto é alterado e agora autoriza delivery e drive-thru para bares e conveniências
CAMPO GRANDE
Celular roubado e vendido na rede social é recuperado
ECONOMIA
Latam Brasil entra com pedido de recuperação judicial nos EUA
NORTE DE MS
Carretas pegam fogo após colisão na MS-306
PANDEMIA
MS confirma mais 608 novos casos de coronavírus em 24h

Mais Lidas

DOURADOS
Decreto vai mandar fechar bares e academias por 10 dias
PANDEMIA
Comerciante de 45 anos é a 37ª vítima do coronavírus em Dourados
DOURADOS
Publicado, decreto que fecha bares e academias por 10 dias poderá ser prorrogado
DOURADOS
Após trégua, frio intenso deve voltar até o final de semana