Menu
Busca sábado, 30 de maio de 2020
(67) 99659-5905
SAÚDE & BEM - ESTAR

5 malefícios que podem ser causados pela falta de higiene bucal

20 abril 2020 - 07h00Por Uniodonto

Quando falamos em problemas causados por falta de higiene bucal, logo pensamos nas cáries, mau hálito, gengivite, tártaro e outras questões que atingem os dentes e gengivas. No entanto, a má escovação pode causar ou agravar doenças em outras partes do corpo, comprometendo além da saúde bucal a saúde física como um todo.

A limpeza inadequada e a falta de uso do fio dental favorece a proliferação de bactérias que podem causar infecções e agravar lesões, como as provocadas por próteses e pontes mal ajustadas à boca.

Essas condições aumentam os riscos dessas bactérias caírem na corrente sanguínea e migrarem para outras áreas do organismo, causando doenças e complicações.
No post de hoje, vamos falar sobre alguns problemas e doenças que a falta de higiene bucal pode trazer para além da cavidade oral. Confira:

Endocardite bacteriana

A endocardite bacteriana acontece quando as bactérias que colonizam a boca caem na circulação sanguínea e chegam ao coração. Uma vez lá, elas provocam uma infecção nas válvulas e artérias cardíacas ou nos tecidos que recobrem o órgão.

Essa é uma infecção que pode se tornar extremamente grave, especialmente para pessoas que já têm alguma doença do coração, podendo levar à morte. Um estudo da Universidade Federal do Piauí demonstrou que a endocardite é fatal em 21% dos casos em que há má formação cardíaca e em 50% dos casos em que o paciente tem uma prótese cardíaca.

Pessoas que tenham algum problema de coração devem tomar corretamente os antibióticos prescritos pelo dentista antes de fazerem qualquer cirurgia ou procedimento odontológico que eleve os riscos das bactérias bucais entrarem na circulação sanguínea.

Pneumonia e artrite reumática

Uma vez na corrente sanguínea, as bactérias da boca podem chegar a outros órgãos, como os pulmões e as articulações, causando infecções como a pneumonia e a artrite reumática. Como esses não são os lugares habituais dessas bactérias, elas não encontram resistência natural e, por isso, podem ser mais difíceis de serem tratadas nessas regiões.

Parto prematuro

A elevação hormonal durante a gestação deixa as gengivas das mulheres grávidas mais suscetíveis a inflamações. Como muitas gestantes também têm dificuldades para manter uma higienização adequada, devido às náuseas e enjoos, há um risco maior delas desenvolverem doenças periodontais.

Gestantes com doenças periodontais correm mais riscos de terem um parto prematuro (antes de 37 semanas de gestação), e de seus bebês apresentarem baixo peso ao nascer.
Acredita-se que as infecções causadas pelas bactérias bucais estimulem as contrações uterinas e a dilatação do colo do útero, antecipando o trabalho de parto.

Uma pesquisa realizada pela Universidade de Nova York apontou que a bactéria actinomyces pode antecipar em dois dias o parto e reduzir em 60 gramas o peso do bebê quando aumenta sua concentração na corrente sanguínea materna em dez vezes.

Impotência

Homens com inflamações nas gengivas têm três vezes mais chances de terem problemas de ereção que aqueles com gengivas saudáveis. O motivo do problema é a migração das bactérias bucais para as veias que irrigam o pênis, formando placas bacterianas que as entopem, dificultando a ereção. Além disso, a periodontia bloqueia a enzima eNOS que atua no processo de ereção.

Diabetes

A diabetes aumenta a propensão para o desenvolvimento de doenças periodontais e inflamações na gengiva, além de outros problemas de saúde bucal, como feridas, perda óssea ao redor dos dentes e boca seca.

Ao mesmo tempo, as doenças periodontais podem agravar o diabetes, criando um ciclo muito perigoso para a saúde geral desses pacientes. Por isso, pessoas que têm diabetes devem ter um cuidado ainda maior com a higiene bucal e manter os índices de glicemia controlados.

Para prevenir todos esses problemas é necessário evitar as doenças periodontais e as inflamações na boca. Isso é feito com uma boa higiene bucal e visitas regulares ao dentista para limpeza, avaliação e, quando necessário, ajuste das próteses dentais.

Quer saber mais sobre o assunto, visite nossas redes sociais, ou entre em contato conosco para conhecer os planos odontológicos da Uniodonto de Dourados.

Baixar o aplicativo clique aqui!

Nosso site clique aqui! 

Facebook clique aqui!  

Instagran clique aqui! 

Linkedin clique aqui! 

Fone (67) 3422-3577

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Sábado de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
ALCINÓPOLIS
Pai recebe vídeo de bebê sendo forçado a beber pimenta e denuncia
INFLUENZA
Campanha de vacinação contra a gripe é prorrogada até 30 de junho
SAÚDE
Cartilha na língua terena informa sobre cuidados com a Covid-19
PAGAMENTO
Salário dos servidores estaduais estará dispinívels no dia 05 de junho
TRÊS LAGOAS
Polícia investiga morte de bebê de seis meses após queda de carrinho
ECONOMIA
Saque aniversário do FGTS poderá ser usado para garantir empréstimos
TRÁFICO
Polícia apreende 743 quilos de maconha que seguiria para a Capital
RECURSOS
Estado repassa R$ 6 milhões para auxiliar ações na saúde de Dourados
ECONOMIA
Novo Plano Decenal de Energia trará ajustes por causa da pandemia

Mais Lidas

DOURADOS
Protocolo é seguido e mulher vítima do coronavírus é enterrada sem despedida de familiares
MAIORIA JOVENS
Vítima fatal da Covid-19 faz parte da faixa etária com mais casos da doença em Dourados
COVID-19
Curva segue ascendente e Dourados ultrapassa 200 casos de coronavírus
PANDEMIA
Comitê diz que Dourados não é epicentro do novo coronavírus e descarta lockdown