Menu
Busca domingo, 09 de maio de 2021
(67) 99257-3397

2011: Mais da metade das empresas planejam aumentar equipes

03 fevereiro 2011 - 11h42

Estudo sobre os planos das empresas brasileiras em 2011 divulgado na última quinta-feira apontou que 57% delas pretendem aumentar suas equipes em 2011. O mesmo estudo, realizado pela Regus Business Tracker, revela que a introdução do sistema de remuneração com base no desempenho é a principal resolução de Ano Novo, logo, as empresas devem observar novas formas de contratação e gerenciamento de produção nas empresas para alcançar a almejada expansão.

“Existem todas as formas possíveis de acordo com o contratado, pode ser mensalista (salário fixo), por hora, comissão, salário fixo e comissão. É licita a forma de contratação sempre atendendo o interesse e o diálogo entre os dois lados.” Em caso de incertezas, recomenda-se o contrato de experiência, onde por 90 dias o empregador avalia o contratado para descobrir em qual modalidade ele se enquadra para produzir melhor, comenta o advogado Marlon Sanches Resina, coordenador jurídico da área trabalhista do escritório Resina & Marcon Advogados Associados.

Janaína Nascimento, diretora-geral da Regus no Brasil, explica que, apesar do sistema com base no desempenho ser mais comuns em equipes de vendas, ele pode ser aplicado em outras áreas, como produção, atendimento ao cliente e administração. Entretanto, para aderir ao método, as empresas têm de estabelecer um sistema de medição do desempenho global e/ou individual adequado.

Empreendedor Individual

No caso do Empreendedor Individual, para a contratação deve-se fazer a Guia do FGTS e Informação à Previdência (GFIP), que é entregue até o dia 7 do mês seguinte ao pagamento do salário, através de um sistema chamado Conectividade Social da Caixa Econômica Federal. Ao preencher e entregar a GFIP, o Empreendedor Individual deverá depositar o FGTS, calculado à base de 8% sobre o salário do empregado. Além disso, deverá recolher 3% desse salário para a Previdência Social.

“Com este recolhimento, o Empreendedor Individual fica livre de reclamações trabalhistas e o seu empregado terá direito a todos os benefícios previdenciários como, por exemplo, aposentadoria, seguro desemprego, auxílio por acidente de trabalho ou doença e licença maternidade” destaca a gerente Leandra Costa, gerente da unidade de atendimento individual do Sebrae-MS.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Técnico Enderson Moreira é internado em MG após princípio de infarto
GERAL
Técnico Enderson Moreira é internado em MG após princípio de infarto
PANDEMIA
Como fazer suas compras de mantimentos de forma segura
PANDEMIA
Covid-19: o que fazer com as compras quando chegar em casa
CPI
CPI mira vacinas em audiências com Anvisa e Pfizer
Comissão debate representatividade política das pessoas com deficiência
DIREITOS HUMANOS
Comissão debate representatividade política das pessoas com deficiência
POLÍTICA
Pauta do Plenário tem três MPs, Loteria da Saúde e proibição de reajuste de medicamentos
SAÚDE
Pesquisa mostra aprofundamento de desigualdades na infância
GERAL
Explosão de gás destrói restaurante em Belém
ASTRAZENECA
Ministério da Saúde anuncia distribuição de doses para próxima segunda
POLÍTICA
Secretaria da Mulher debate situação das domésticas na pandemia

Mais Lidas

DOURADOS
Adolescentes flagrados em festa 'entregam' distribuidora que vendeu bebidas alcoólicas
BR-163
Colisão entre viatura e carreta termina com policial ferido
ACIDENTE
PRF diz que policial saiu andando de viatura após colisão com carreta
BR-163
Viatura da PRF estava com apenas um ocupante quando colidiu contra carreta