Menu
Busca sábado, 18 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
NEGÓCIOS E CIA

Situação de Calamidade pode liberar o FGTS?

09 agosto 2021 - 08h58Por Mix Vale

Situação de Calamidade pode liberar o FGTS? A CAIXA disponibiliza até o próximo dia 21 de outubro, pelo app FGTS, o atendimento para liberação do saque do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) aos trabalhadores de Canelinha (SC) que tiveram suas residências afetadas pelas chuvas em junho deste ano.

Podem solicitar o saque os trabalhadores residentes nas áreas afetadas, conforme endereços identificados pela Defesa Civil Municipal. O trabalhador deverá possuir conta com saldo positivo no FGTS e não ter realizado saque pelo mesmo motivo em período inferior a 12 meses. O valor máximo para saque é de R$ 6.220,00.

A solicitação pode ser realizada no aplicativo FGTS, opção Saque Digital, no celular, sem a necessidade de comparecer a uma agência, como forma de prevenir a disseminação do Coronavírus. Ao registrar a solicitação, é possível indicar uma conta da CAIXA ou de outra instituição financeira para receber os valores, sem nenhum custo.

Saque 100% Digital no app FGTS

O aplicativo está disponível para download gratuito nas plataformas digitais e é compatível com os sistemas operacionais Android e IOS.

Como solicitar o saque FGTS

Orientações para o trabalhador que tiver direito ao saque por calamidade:

• Realizar o download do app FGTS e inserir as informações de cadastro;

• Ir na opção “Meus saques” e selecionar “Outras situações de saque – Calamidade pública” – acessar a cidade;

• Encaminhar os seguintes documentos: foto de documento de identidade; comprovante de residência em nome do trabalhador emitido até 120 dias antes da decretação da calamidade;

• Selecionar a opção para creditar o valor em conta CAIXA ou outro banco e enviar a solicitação;

• O retorno da análise e crédito em conta, caso aprovado o saque, é realizado em até cinco dias úteis.

Informações sobre a documentação

• Carteira de Identidade – também são aceitos carteira de habilitação, passaporte;

• Comprovante de residência em nome do trabalhador: conta de luz, água, telefone ou outro documento recebido via correio, emitido até 120 dias antes da decretação da calamidade;

• Certidão de Casamento ou Escritura Pública de União Estável, caso o comprovante de residência esteja em nome de cônjuge ou companheiro(a).

Deixe seu Comentário

Leia Também

UEMS
Conselho de Ética está com inscrições abertas para processo eletivo
Mulher de 50 anos morre após acidente na rodovia BR-163
RIO BRILHANTE
Mulher de 50 anos morre após acidente na rodovia BR-163
TRÊS LAGOAS
Durante confraternização, homem espanca ex-namorada com socos
CAMPO GRANDE
Prova objetiva do concurso da guarda civil será neste domingo
Autoridades apreendem 800 kg de alimentos impróprios para consumo
Autoridades apreendem 800 kg de alimentos impróprios para consumo
DADOS FINANCEIROS
Terceira fase do open banking será integrada ao PIX
JUSTIÇA
Casal que vendeu L-200 alugada por R$ 40 mil ganha liberdade
ITINERANTE
Carreta da Justiça atende mais de 150 pessoas em Novo Horizonte do Sul
Homem vai visitar o pai e o encontra morto no interior de residência
MÚSICA
'Dos bares para internet': cantor de Dourados lança single com 'vibe positiva'

Mais Lidas

DOURADOS
Morto durante o trabalho em fazenda tinha 26 anos
ACIDENTE DE TRABALHO
Maquinário cai e mata trabalhador em fazenda entre Dourados e Itahum
24 HORAS DE VACINA
Dourados terá 'viradão' da vacina para aplicar doses em cinco grupos
REGIÃO
Casal precisa ser socorrido após carro quase ser "engolido" pela chuva