Menu
Busca terça, 14 de julho de 2020
(67) 99659-5905
NEGÓCIOS & CIA

“Por quê você (ainda) não comprou?

27 novembro 2019 - 08h28Por João Hélio Dorada e Samuel Hemmarson Filho / MOLT Engenharia Sustentável

Nas últimas semanas ressaltamos os benefícios da energia solar fotovoltaica. Falamos de sua viabilidade econômica, que fica evidenciada quando percebemos que o gasto mensal com energia elétrica é fixo e tende a aumentar. 

Falamos de sua segurança, que vem através de um kit fotovoltaico que possui monitoramento remoto e garantias estendidas e confiáveis. Ressaltamos, também, o impacto ambiental positivo que essa solução traz: o sol nasce para todos e todos os dias, mais energia solar na rede significa menos energia sendo comprada por parte das concessionárias, preservando o meio ambiente de um desgaste ainda maior para suprir a demanda energética.  

A questão que queremos discutir, nesse texto, é outra. Sabendo de todos os benefícios que a energia solar fotovoltaica tem, por que tal tema ainda não é uma “febre nacional"? Por quê tal moda ainda não pegou? Por que a maioria da população ainda resiste, e paga mensalmente a concessionária pela energia usada, ao invés de gerar sua própria energia? Pensamos em alguns desses “por quê’s”, e gostaríamos de lista-los aqui.  

Primeiramente, questionamos se a inércia de um cidadão brasileiro é muito grande. Seria uma mudança ríspida demais? Instalar um kit gerador fotovoltaico em seu telhado, seria fazer demais? Seria inovar demais? Seria “sair da casinha”?

A economia que o sistema gerador pode trazer é vista logo no primeiro ou segundo mês após a instalação, entretanto o retorno financeiro só é obtido em 3-6 anos (em média para uma residência). Podemos afirmar, que, relativamente, é um retorno a longo prazo.

A impaciência do cidadão brasileiro para investimentos a longo prazo estaria atrapalhando a energia solar no Brasil? Outro questionamento plausível é a real importância que o cidadão brasileiro dá para o meio ambiente. Será mesmo que nos importamos com ele? Ou somos indiferentes? Likes em páginas pró meio ambiente parecem ser o suficiente para grande parte da população. Além dos clientes, também questionamos nós, empresas integradoras do ramo. Estamos sabendo vender o produto? 

Nos parece que a mensagem não está clara que o consumidor só vê na energia solar um kit fotovoltaico e não o real sentido da coisa. Um kit fotovoltaico significa energia mais barata que a disponível pelas concessionárias. E só estamos comercializando energia nesse formato (instalando kits fotovoltaicos), porque não é possível, ainda, vender kWh. 

É importante lembra-los que tal pratica (vender kWh oriunda da energia solar) já é possível em países como Canadá, Alemanha e Austrália.  E além de questionar clientes e integradores, também questionamos concessionárias e órgãos reguladores: será que não há um lobby para que a energia solar não triunfe? Verdade é que a burocracia por parte das concessionárias e a suposta taxação da energia solar por parte da ANEEL assustaram o consumidor final. 
Esse texto serve como reflexão para que seja possível entender o real sentimento do consumidor final em relação a energia solar fotovoltaica.

A MOLT Engenharia Sustentável reafirma que enxerga a energia solar como uma ótima fonte de energia, que traz além de conforto e economia, uma solução sustentável para a atual matriz energética. Se você, caro leitor, tem alguma dúvida ou sugestão, ou ainda queira apenas debater sobre o tema, estamos a disposição para bater um papo! 


Mande uma mensagem nas nossas redes sociais! Nossa tag é @moltsustentavel. Até mais pessoal.

 

Leia Também

MINISTÉRIO DO TRABALHO
Dourados volta a ter saldo positivo na geração de empregos após início da pandemia
DOURADOS
Conselho de Educação Física anuncia ação judicial contra decreto que fecha academias
MATO GROSSO DO SUL
Reinaldo Azambuja cobra no Ministério da Agricultura liberação de R$ 70 milhões em emendas
BRASIL
CBF define duas janelas internacionais de transferências até novembro
PROCON
Pesquisa releva diferença de 8,27% no preço da gasolina em Dourados
PANDEMIA
Selvíria é mais um município a pedir reconhecimento de estado de calamidade
MATO GROSSO DO SUL
Diretor-presidente do Detran testa positivo para coronavírus e se afasta por 14 dias
PANDEMIA
MS confirma mais 473 infectados pelo coronavírus e se aproxima de 14 mil casos
BRASIL
Gilmar Mendes diz não ter atingido honra das Forças Armadas
PANDEMIA
Com mais 35 diagnósticos positivos, Dourados beira 3,5 mil casos de Covid-19

Mais Lidas

DOURADOS
‘Deus no comando amem’: antes de crimes, atirador postou pregação religiosa
BARBÁRIE
Homem assassina ex, atira em crianças e se mata no altar de igreja em Dourados
DOURADOS
Atirador baleou criança de quatro anos na cabeça ao abrir fogo para matar ex-mulher
DOURADOS
Atirador chegou em igreja na hora da comunhão e entrou dizendo ter feito bobagem