Menu
Busca sábado, 28 de março de 2020
(67) 9860-3221

Sai convocação para provas do concurso do Ibama com 108 vagas

08 janeiro 2013 - 13h23

O Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) divulgou a convocação para as provas do concurso público para 108 vagas para o cargo de analista ambiental. O salário é de R$ 5.441,24. As vagas são para o Distrito Federal (93) e para o Rio de Janeiro (15).

As provas objetivas e a prova discursiva terão a duração de 5 horas e serão aplicadas no dia 20 de janeiro, às 14 horas.

O candidato deverá, obrigatoriamente, acessar o endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/ibama_12_analista_ambiental para verificar o seu local de provas, por meio de busca individual.

O concurso terá provas objetivas (de conhecimentos básicos e conhecimentos específicos) e prova discursiva (uma redação e duas questões práticas), que serão realizadas no Distrito Federal e na cidade do Rio de Janeiro.

Observada a reserva de vagas para candidatos com deficiência e respeitados os empates na última colocação, serão corrigidas as provas discursivas dos candidatos aprovados nas provas objetivas e classificados até as posições especificadas no edital.

Os candidatos aprovados no concurso, convocados para posse e que entrarem em exercício participarão de Curso de Ambientação, para identificação, nivelamento e domínio dos conhecimentos necessários ao desempenho do cargo.

Os candidatos aprovados serão alocados nas unidades descentralizadas (superintendências e centros especializados) e na administração central do Ibama. O candidato deve ter curso de graduação de nível superior em qualquer área de formação.

O analista ambiental tem entre as atribuições o planejamento ambiental, organizacional e estratégico de execução das políticas nacionais de meio ambiente formuladas no âmbito da União, em especial as que se relacionam com as seguintes atividades; regulação, controle, fiscalização, licenciamento e auditoria ambiental; monitoramento ambiental; gestão, proteção e controle da qualidade ambiental; ordenamento dos recursos florestais e pesqueiros; conservação dos ecossistemas e das espécies neles inseridas, incluindo seu manejo e proteção; e estímulo e difusão de tecnologias, informação e execução de programas de educação ambiental.

No momento da inscrição, o candidato teve de optar por um tema, a UF da vaga e pela cidade de realização de provas. Os temas são licenciamento ambiental; monitoramento, regulação, controle, fiscalização e auditoria ambiental; gestão, proteção e controle da qualidade ambiental.

Para o tema licenciamento ambiental são oferecidas 45 vagas no Distrito Federal e 15 no Rio de Janeiro. Para o tema monitoramento, regulação, controle, fiscalização e auditoria ambiental são 27 vagas no Distrito Federal e, para o tema gestão, proteção e controle da qualidade ambiental, são 21 vagas no Distrito Federal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

AMAMBAI
Motociclista morre após colisão contra Hilux na região de fronteira
DOIS ANOS
TJ/MS prorroga a validade do VIII Concurso Público de Servidores
PREVENÇÃO
Paraguai estende isolamento total contra o coronavírus até 12 de abril
CORONAVÍRUS
'Se sair andando todos de uma vez, vai faltar para rico e pobre', diz Mandetta
BATAGUASSU
Homem é preso após tentar atropelar e ameaçar manter família em cárcere
ARTIGO
COVID-19: Reflexões a respeito do primeiro caso registrado em Dourados
CORUMBÁ
Sete bolivianos são flagrados tentado entrar irregularmente no Brasil
ECONOMIA
Judiciário destina R$ 89 mil para combate ao COVID-19 em Dourados
FRONTEIRA
Jovem é encontrado desacordado após ser espancado no meio da rua
COVID-19
Mulher de 52 anos é o 2º caso de coronavírus em Dourados, total no Estado é de 31

Mais Lidas

COVID-19
Saúde confirma coronavírus para mulher internada em Dourados e casos chegam a 28 em MS
PANDEMIA
Bebê de três meses é novo caso confirmado de coronavírus em MS
DOURADOS
Sindicato emite nota e diz que empregados foram obrigados a participar de ato
BATAYPORÃ
Paciente com suspeita de coronavírus é internada em estado grave em Dourados