Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020
(67) 99659-5905

Mão de obra desqualificada na contramão do progresso, por Grazihely Paulon

04 fevereiro 2013 - 12h52

#####.


O Brasil está na moda! É comum ouvirmos esta expressão que visa
descrever o papel positivo do País no cenário internacional. Hoje, o
Brasil é a sexta economia mundial e está cada vez mais no foco das
principais empresas no exterior. Entretanto, as grandes empresas
deparam-se com um grande obstáculo: a falta de mão de obra qualificada,
principalmente aquela voltada para o mercado internacional. Com a
proximidade da Copa do Mundo e Olimpíadas, o preparo do País para a
recepção destes eventos é pauta de várias discussões.

Diversos estudos demonstram que o crescimento do País pode estar
comprometido por um possível quadro de escassez de mão de obra
qualificada. O governo federal atualmente investe em programas de
qualificação profissional, tal como o PRONATEC, com a finalidade de
melhorar a prestação de serviços no país. Diversas instituições de
ensino superior, de igual forma, procuram oferecer em seus cursos de
graduação o preparo necessário para um mercado de trabalho em expansão.

Esta preocupação com a qualificação da mão de obra não é recente, mas
se intensificou nos últimos anos. Pesquisas sobre a importância do
Brasil no cenário internacional realizadas por entidades importantes
como a Confederação Nacional da Indústria informam que as indústrias
brasileiras que não investem em educação e qualificação profissional não
conseguem competir com outros países também em crescimento, tal como a
Índia, por exemplo. Importante destacar que os indianos falam mais
inglês do que os brasileiros. Outros perigos que o despreparo oferece
são aqueles referentes à ineficiência, desperdício, dentre outros, o que
resulta em potenciais problemas de qualidade, custos mais elevados e
lucros menores.

Percebe-se que hoje no Brasil há vagas de emprego em diversos setores e
por isso torna-se vital o investimento em um curso de graduação de
qualidade. Os cursos de graduação Relações Internacionais, por exemplo,
crescem no Brasil justamente em razão desta demanda para atender o
mercado internacional. Mato Grosso do Sul tem um papel importante no
desenvolvimento do país em razão do agronegócio e também do turismo,
tendo a cidade de Bonito um dos principais pontos turísticos do País.
Além disso, o estado faz fronteira com o Paraguai e a Bolívia, o que o
torna um campo fértil de pesquisas em diversas áreas.

Os acontecimentos do mundo contemporâneo, massificados pelo fenômeno da
globalização e pelo acesso aos meios de comunicação social, estão
permanentemente expostos para análise e discussões. O global e o local
hoje se misturam. Este mundo globalizado no qual vivemos é marcado por
fatos assistidos simultaneamente ao redor do mundo como o 11 de
setembro, a Primavera Árabe e a reeleição de Barack Obama. Precisamos
estar preparados para atuar neste cenário dinâmico e complexo,
aproveitando o potencial brasileiro que desponta cada vez mais.

Grazihely dos Santos Paulon é bacharel em Relações Internacionais e
mestre em História, e coordena o curso de Relações Internacionais do
Centro Universitário Anhanguera de Campo Grande.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ARTIGO
Três desejos de uma favelada!
BRASIL
Bolsonaro diz que está aberto a sugestões para recuperação da economia
CONTRABANDO
Veículos com produtos avaliados em mais e R$1 mi são apreendidos
BRASIL
Confiança dos Serviços cresce 2,9 pontos em setembro, diz FGV
TRÁFICO DE DROGAS
Maconha apreendida em caminhão tanque pesou mais de 9 toneladas
DOURADOS
Intervenção na Funsaud chega ao fim após mais de um ano
DOURADOS
Suspeito de conduzir caminhão com 33t de maconha é preso no MT
SAÚDE & BEM - ESTAR
TPM e Hipnose Clínica: O recurso está na mente!
DOURADOS
Planos de escolas particulares serão analisados ‘em período epidemiológico oportuno’
INFORME PUBLICITÁRIO
Dalfort entrega obra com até 20% de economia e com prazo de conclusão reduzido

Mais Lidas

POLÍCIA
Comerciante morre em acidente na MS-276
REGIÃO
Homem que disse ter encontrado mulher morta volta atrás e confessa feminicídio
LAGUNA CARAPÃ
Homem sente falta de esposa, vai procurar e a encontra morta em poço
DOURADOS
Festa com mais de cem pessoas é encerrada no Novo Horizonte