Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
EDUCAÇÃO

Universidades federais retomam atividades

Maioria das instituições utilizou plataformas virtuais para possibilitar aulas remotas

04 novembro 2020 - 06h00Por Gov.br

Nesta terça-feira (3), o painel de monitoramento do Ministério da Educação (MEC) registrou que as 69 universidades federais brasileiras já retomaram suas atividades após o início da pandemia de Covid-19. A maioria das universidades adotou aulas remotas e utilizou plataformas virtuais para oferecer as atividades aos estudantes.

Outra ação importante foi disponibilizar materiais em hipermídia, que conectam textos a mídias diversas, como imagens e vídeos. Foram oferecidas ainda atividades de aprendizagem dinâmica, com o apoio e a interação virtual entre alunos e professores.

Para o secretário de Educação Superior do MEC, Wagner Souza, a retomada das atividades pelas universidades federais demonstra o empenho e a capacidade dessas instituições. “Foi possível verificar como cada universidade procurou responder ao desafio da pandemia, com dedicação e esforço. Acredito que, nesse processo, houve muito aprendizado e foram implementadas inovações que deverão permanecer”, comentou.   

Experiências

Na Universidade Federal de Lavras (Ufla), a comunidade universitária esteve envolvida com atividades remotas que abrangeram o ensino, a pesquisa e a extensão. Ao todo, 1.683 salas virtuais foram criadas no campus virtual sendo que, 10 mil estudantes já acessaram as plataformas, além de 787 professores.

Da mesma forma, a Universidade Federal de Itajubá (Unifei) adotou, em abril deste ano, medidas para permitir que estudantes de graduação e de pós-graduação pudessem realizar as atividades pedagógicas domiciliares. A universidade já tinha experiência com aulas remotas e vários cursos já dispunham de planos para oferecer educação a distância. As atividades remotas na Unifei já alcançaram, aproximadamente, 8.500 estudantes e 500 docentes.

Na Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), ao longo de três anos, foram desenvolvidas ações para ampliar o uso de plataformas virtuais. Na UFMS mais de 24 mil estudantes e 3,5 mil servidores se beneficiaram com o modelo remoto. No primeiro semestre, 504 estudantes já colaram grau e mais de 2 mil formandos colarão grau em dezembro.

Em relação à retomada das aulas presenciais, muitas universidades planejam um retorno gradual, podendo adotar um sistema híbrido de ensino, com atividades remotas.

Leia Também

TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
BRASIL
TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
LAVA JATO
Justiça Eleitoral vai julgar ação sobre empréstimo de R$ 12 milhões ao banco Schahin
MUNDO
Biden e Macron discutem defesa europeia e se reunirão em Roma
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
MS
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
STF
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
RIO MIRANDA
Catarinenses são multados em R$ 1,8 mil por pesca predatória em Bonito
JUDICIÁRIO
STJ define retorno de sessões presenciais para fevereiro de 2022 e dia de eleição para ministros
CAPITAL
Presidente do TJMS recebe medalhão comemorativo aos 100 anos da Justiça Militar
ROTINA
Trabalho híbrido pode piorar qualidade do sono, diz pesquisador
DOURADOS
Estado licitará na próxima semana R$ 20 milhões para revitalizar Coronel Ponciano

Mais Lidas

TRÁFICO
Mortos em queda de helicóptero com cocaína na fronteira são identificados
PRESIDENTE VARGAS
Escola dispensa alunos em Dourados após mensagens de ameaças
DOURADOS
Print tirado de conversa entre alunos resultou em mal-entendido e levou pânico a escola
DOURADOS
Homem é removido de grupo de whats e procura a delegacia