Menu
Busca sexta, 24 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
EDUCAÇÃO

Cresce interesse de crianças e adolescentes por temas sociais, diz estudo

02 agosto 2021 - 09h59Por Revista Exame/ Bússola

A pandemia fez com os jovens brasileiros se tornassem mais interessados sobre temas sociais, segundo uma pesquisa global inédita realizada pela Pearson em parceria com a empresa de pesquisas de mercado norte-americana Morning Consult.

Segundo o estudo, que ouviu 6 mil pessoas, entre estudantes universitários e pais de jovens entre 11 e 17 anos em Brasil, China, Estados Unidos e Reino Unido, 76% demonstraram um interesse maior em educação, saúde, equidade racial e mudanças climáticas.

O estudo Global Learner Survey 2021 buscou analisar os principais impactos da covid-19 nos processos de aprendizagem globais e de que maneira a pandemia despertou interesses que antes estavam adormecidos.

Veja abaixo outros resultados da pesquisa.

A aprendizagem online chegou para ficar

Entrevistados entre pais e estudantes universitários nos quatro países acreditam que alguma forma de aprendizagem online sempre fará parte da educação daqui para frente. Cerca de 46% dos pais e 64% dos estudantes enxergam o ambiente online ou híbrido como ideal para a aprendizagem, mesmo para depois que a pandemia acabar.

Já no Brasil, 63% dos estudantes esperam que mais alunos de ensino superior frequentem aulas online ao invés de ambientes de educação tradicionais ao longo dos próximos dez anos.

A pandemia influenciou planos de aprendizagem e carreira

Segundo 56% dos estudantes universitários entre os países disseram estar reconsiderando suas trajetórias de carreira como resultado da pandemia, com 45% se dizendo inspirados a considerar uma carreira na área de saúde ou ciência. Já 63% universitários brasileiros dizem continuar seguindo o mesmo caminho educacional que haviam planejado antes da pandemia, enquanto 72% dos pais fazem essa mesma afirmação sobre seus filhos.

Ainda no Brasil, 40% dos universitários disseram ter reconsiderado ou adiado planos de estudar fora do país, enquanto 52% dos pais também tiveram que repensar sobre mandar seus filhos para aprender no exterior.

Acesso à internet como direito humano

No Brasil, 97% dos pais e 95% dos estudantes acreditam que a pandemia mostrou que o acesso à internet é um direito humano básico. Além de estar acima da média dos quatro países (87% para ambos os grupos), o Brasil é o que teve mais pessoas que concordaram com essa resposta.

No universo global da pesquisa, 90% dos pais e 92% dos universitários disseram esperar que os governos façam mais para garantir que os alunos tenham acesso à internet e a ferramentas digitais.

Deixe seu Comentário

Leia Também

FUTEBOL
Tite convoca a Seleção nesta sexta-feira para rodada tripla
AJUDA
Caixa paga 6ª parcela do auxílio emergencial a nascidos em abril
REGIÃO
Lei cria programa de fomento à alfabetização no ensino público
Sergio Nogueira fala sobre a situação dos venezuelanos e haitianos em Dourados
TV DOURADOS NEWS
Sergio Nogueira fala sobre a situação dos venezuelanos e haitianos em Dourados
EDUCAÇÃO
Instituto Federal abre novo curso de pós-graduação em Nova Andradina
SÃO GABRIEL
Adolescente de 17 anos é apreendida com mais de 20 quilos de maconha
CNJ
Comitê Estadual de Saúde reúne-se hoje com transmissão pelo YouTube
ECONOMIA
Governador sanciona lei que reduz ICMS da energia elétrica
CAPITAL
Ciclista é assassinado com pelo menos seis tiros
TEMPO
Sexta-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove

Mais Lidas

PEDRO JUAN CABALLERO
Adolescentes desaparecidas na fronteira são localizadas
FRONTEIRA
Adolescentes brasileiras estão desaparecidas desde o último sábado
TRAGÉDIA 
Motociclista morre na BR-163 em Dourados após bater em uma capivara 
CRONOGRAMA
Questões técnicas atrasam obras e aeroporto de Dourados não abrirá esse ano