Menu
Busca segunda, 30 de março de 2020
(67) 9860-3221

Carta aos pais dos mártires de Santa Maria, por Luiz Carlos Mattos

30 janeiro 2013 - 09h24







Há alguns anos passados um grande amigo perdeu também um filho muito querido e eu, que já havia passado por esta nefasta experiência, não tendo palavras que pudessem consolá-lo, escrevi-lhe uma carta que, no meu entender, serve a todos aqueles pais e mães que passam agora por esta terrível tragédia ocorrida em Santa Maria.



Caros pais e mães que passam por este sofrimento.



Aquilatar o que é perder um filho é inimaginável para quem nunca passou por tamanha fatalidade. Eu que já passei, perdi meu único filho homem há doze anos, então com 29 anos de idade, posso dizer que sei o que vocês estão sentindo neste momento.



Perder um filho é ver ocorrer a mais terrível inversão da ordem natural das coisas. Todos nós estamos preparados para, um dia, vermos partir nosso pai ou partirmos antes de nossos filhos.



Perder um filho é tão antinatural que em nenhuma língua temos uma palavra especial para quem perde seu descendente. Para quem perde qualquer ascendente a palavra é órfão.



Esta dor que sei, meus amigos e minhas amigas, estão sentindo e que, por terrível e dolorosa que é, tivesse eu o poder de tirá-la não só de seus corações, mas do seus seres inteiros que sofrem, a tiraria imediatamente.



Tivesse eu, meus amigos, o poder de consolá-los neste momento, os consolaria para poder vê-los um pouco mais em paz e menos tristes.



No entanto sei, porque passei por isso, que nada que se diga e ninguém que possa nos abraçar, por mais amigo que seja, poderá nos trazer o consolo e a possibilidade de ao menos compreendermos o porque desta inversão que fez nosso filho ou filha partir antes de nós e nos fazendo sentir como se fôssemos órfãos da própria vida.



Lembro-me ainda do longínquo 1973, ano em que aqui cheguei, trazido pelas minhas mãos, do menino grande e forte para a idade e dos cabelos lisos e negros emoldurando seus olhos amendoados, sempre com um sorriso nos lábios, sorriso que manteria durante toda a vida, perguntando tudo e de tudo querendo saber, como se não tivesse tempo para aprender o que a vida poderia lhe ensinar, como se já soubesse que ela seria curta e portanto teria que ser intensa.



Sei que como eu, vocês também conviveram com os seus filhos sempre com a esperança e o sonho no coração de que seriam, quando adultos, exemplos de pessoas e preparadas para a vida na qualidade de profissionais competente e necessários à sociedade.



Infelizmente, como se passou comigo, estes sonhos e esperanças foram tragicamente interrompidos por esta fatalidade provocada enfim pela ganância dos homens e pela incompetência daqueles que como homens públicos deveriam zelar sempre pelos membros da sociedade em que vivem, especialmente dos jovens que são parte do celeiro desta nação tão carente de responsabilidade e honestidade públicas.



Infelizmente foi impossível, conforme era meu desejo, estar com vocês nesta hora que sei extremamente difícil, mas podem crer que meu velho coração está junto dos seus e minhas orações estão acompanhando as suas procurando, todos nós que já perdemos um filho, o consolo e a compreensão que nos façam suportar esta incompreensível ausência.





(*)Advogado e Jornalista

Deixe seu Comentário

Leia Também

UNIGRAN
Fisioterapia traz novas perspectivas para o mercado de trabalho
MATO GROSSO DO SUL
Sanesul renova frota locada para atender 68 municípios de MS
ADIAMENTO
COI anuncia novas datas para Olimpíada e Paralimpíada do Japão em 2021
CIDADE FANTASMA
Decreto que 'parou' Dourados completa uma semana e flexibilização é aguardada
COVID-19
Justiça destina recurso para presos de Dourados confeccionarem máscaras
DOURADOS
Ordem judicial prevê atendimento para 3 mil na fila de espera do Raio-X
FURTO
Vítima deixa carro em frente a residência e é furtado no Canaã I
FLAGRANTE
"Batida" em assentamento encontra espingardas e prende homem que ameaçava moradores
Educação
Sete plataformas digitais e metodologia para aprender inglês
ELEIÇÕES 2020
Por ora, eleições estão confirmadas para outubro

Mais Lidas

COVID-19
Dourados confirma primeiro caso do novo coronavírus
COVID-19
Mulher de 52 anos é o 2º caso de coronavírus em Dourados, total no Estado é de 31
DOURADOS
Estado avisou sobre contato entre douradense e morador da Capital com Covid-19
AQUIDAUANA
Quatro homens são autuados em R$ 10,4 mil por pesca predatória em MS