Menu
Busca sábado, 25 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
ARQUITETURA & DESING

Rachadura na parede: conheça as causas, tipos e como evitá-las

14 setembro 2021 - 06h00Por Decorfacil

Descobrir uma rachadura na parede é algo mais comum do que se imagina. Por isso, mantenha a calma!

A rachadura pode indicar uma série de coisas, desde problemas superficiais, como um reboco mal feito, até questões mais sérias, como danos na estrutura do imóvel.

Seja como for, uma coisa é certa: a rachadura na parede sempre incomoda.

Mas antes de perder noites de sono por causa dela, respire fundo e continue a leitura. 

Trouxemos a seguir informações úteis para te ajudar a descobrir como identificar rachaduras nas paredes, os tipos mais comuns e o mais importante: como consertar rachadura na parede. 

O que é uma rachadura na parede?

As rachaduras na parede, também chamadas de fissuras ou trincas, são pequenas aberturas que se estendem pelas paredes da casa, podendo alcançar diferentes dimensões, profundidades e direções.

Qualquer imóvel está sujeito ao aparecimento desse tipo de problema, uma vez que as causas para rachaduras na parede são muito variáveis.

Uma rachadura na parede pode ser causada por inúmeros fatores. No entanto, ao descobrir o motivo por trás da rachadura fica mais fácil propor uma solução e se livrar do problema.

Reboco mal feito

Uma das causas mais comuns de rachadura na parede é o reboco mal feito. Nesse caso, o problema pode ser causado por dois fatores ou a junção de ambos: material de má qualidade e profissional desqualificado.

No primeiro caso, o uso de material de qualidade duvidosa pode não suportar as oscilações de temperatura e o movimentação natural da fundação, levando a formação de trincas.

Já a contratação de um profissional sem experiência ou desqualificado também é um problema. A aplicação e a preparação errada do material, por exemplo, são outros motivos para o aparecimento de trincas.

Por sorte, esse é um dos casos de rachadura de parede mais fáceis de resolver. 

Materiais diferentes em atrito

A utilização de diferentes materiais na estrutura da parede também pode ocasionar o aparecimento de rachaduras.

Isso porque cada material possui um nível de dilatação diferente e, com o tempo, essa diferença faz com que eles se separem, ocasionando as rachaduras.

Sobrecarga

As rachaduras também podem surgir quando o peso da construção do pavimento superior é maior do que a fundação pode suportar.

Nesse caso, as rachaduras são inevitáveis e precisam ser corrigidas urgentemente.

Dilatação

As variações de temperatura, ora frio, ora calor, são outro motivo por trás do aparecimento das rachaduras na parede.

Esse efeito da dilatação é algo normal e até mesmo esperado pelos engenheiros e arquitetos, mas precisa ser calculado no projeto para não apresentar falhas visíveis.

Vibrações e trepidações

Imóveis localizados em áreas de grande tráfego de veículos ou próximos de obras tendem a apresentar rachaduras em decorrência dos efeitos das vibrações e trepidações.

Infiltrações

Infiltrações de água também podem provocar danos na parede e até mesmo a formação de rachaduras.

O problema, no entanto, ao ser identificado, deve ser resolvido após reparar a infiltração.

Estrutura em solo instável

Quando o imóvel é construído sobre solos instáveis ou com uma estrutura mal dimensionada, as rachaduras também aparecem. Por isso é sempre importante realizar um estudo do solo antes do inicio da obra.

Qual a diferença entre trinca, fissura e rachadura?

Muita gente confunde trinca com fissura e rachadura. Mas será que é tudo igual? Existem diferenças?

Sim, existem diferenças. Veja a seguir:

Fissuras

As fissuras são pequeniníssimas aberturas na parede, geralmente atingindo apenas a pintura e o reboco. No geral, elas medem no máximo 1milimetro, a espessura aproximada de um fio de cabelo, e são consideradas superficiais e de fácil resolução.

Trincas

As trincas são aberturas intermediárias que exigem um pouco mais de atenção. Elas chegam a medir entre 1 e 3 milímetros, afetando tanto a parte superficial da parede, quanto a parte estrutural, podendo atingir vigas, pilares, colunas e lajes.

Rachaduras

As rachaduras são as aberturas mais sérias e perigosas, podendo comprometer gravemente a estrutura do imóvel.

As rachaduras são identificadas pelo tamanho, chegando a medir mais de 3 milímetros e, em alguns casos, permitem até a passagem de ar e luz entre os ambientes.

Esse tipo de rachadura exige uma atenção emergencial, pois está intimamente relacionada com a estrutura e a fundação da casa.

Quando uma rachadura é perigosa?

Para analisar o grau de risco de uma rachadura, o primeiro passo é avaliar a profundidade dela. Classifique-a como trinca, fissura ou rachadura.

Se achar necessário, faça a medição com uma régua. Medidas acima de 1 milímetro já exigem atenção.

Descubra ainda se a rachadura é superficial (apenas pintura ou reboco) ou se atinge a alvenaria e estrutura.

Quanto mais a rachadura avança para a estrutura maior o risco. No entanto, existe outra característica muito importante que classifica o risco de uma rachadura: o direcionamento.

As rachaduras diagonais são as mais perigosas, conforme você verá a seguir.

Tipos de rachaduras na parede

Rachadura diagonal na parede

As rachaduras na diagonal geralmente se iniciam no canto do teto e seguem em direção ao piso no sentido oposto.

Esse tipo de rachadura é o mais grave e exige reparos imediatos. Se a rachadura estiver acompanhada de uma espessura acima de 3 milímetros, apresentar ruídos ou queda de materiais a recomendação é deixar o imóvel e acionar a defesa civil.

As rachaduras diagonais sempre estão relacionadas com a estrutura e fundação da casa, indicando danos ao imóvel e risco aos moradores.

Rachadura horizontal na parede

As rachaduras na horizontal, entretanto, são as menos prejudiciais. Quase sempre esse tipo de rachadura está relacionada com dilatação térmica e o movimento natural de assentamento do solo.

A reparação é simples, mas ainda assim necessária.

Rachadura vertical na parede

As rachaduras verticais na parede também não apresentam riscos imediatos ao imóvel ou aos moradores, mas devem ser interpretadas como um sinal de alerta.

Elas podem comprometer a estrutura do imóvel caso a espessura tenha mais de 3 milímetros e atinja colunas, vigas e pilares.

Esse tipo de rachadura costuma ser resultado do uso de materiais de má qualidade, além de um sobrepeso na construção.

As rachaduras verticais podem se apresentar ainda como forma de árvore ou em formato de escada.

No primeiro caso, o motivo quase sempre é umidade na fundação. Já o formato escalonado indica a dilatação e acomodação entre os tijolos e o solo, resultado, provavelmente, de uma massa de má qualidade.

Como consertar rachadura na parede

Para toda rachadura existe um conserto. Não precisa se preocupar. Até mesmo os casos mais graves podem ser reparados.

No entanto, para realizar a reparação correta da rachadura a primeira coisa a fazer é diagnosticar o tipo de abertura e o grau de abrangência dela.

Para rachaduras superficiais, as chamadas fissuras, a remoção da pintura e do reboco quase sempre já são suficientes para acabar com o problema.

Já no caso de rachaduras do tipo trincas, um pouco mais profundas, pode ser necessário o preenchimento com massa especifica do tipo sela trincas.

No entanto, as rachaduras maiores e do tipo diagonais exigem a presença de um engenheiro para avaliar toda a estrutura do imóvel e fornecer a solução mais eficiente.

Não queira solucionar esse tipo de rachadura sozinho se não tiver conhecimentos suficientes. É um grande risco para sua casa e sua família.

Como evitar rachaduras na parede 

É possível evitar rachaduras na parede ou, ao menos, diminuir a incidência desse problema. Para isso, confira as dicas abaixo:

Utilize materiais de boa qualidade

No momento da construção não economize com materiais básicos. O prejuízo no futuro pode ser muito maior.

Priorize o uso de materiais de boa qualidade para a estrutura e a fundação. Deixe para fazer economia com itens que não afetam a segurança do imóvel.

Atente-se para o tipo de terreno e a vizinhança

Antes de iniciar a obra faça uma análise de solo para identificar a possibilidade de problemas futuros.

Observar a área ao entorno também é importante. Veja se a rua é movimentada, com alto fluxo de carros e veículos pesados, como ônibus e caminhões.

Existe também a possibilidade de inicio de alguma obra perto da sua casa? Em caso positivo para esses itens, vale conversar com o engenheiro e buscar métodos construtivos e soluções que impeçam a formação de rachaduras no futuro.

Chame um profissional

Tenha sempre um profissional para conduzir a obra, pode ser um engenheiro ou arquiteto da sua confiança.

O importante é a presença dessa pessoa na obra para garantir a execução correta de todas as etapas.

Livre-se dos insetos

Pode parecer estranho, mas insetos, como cupins, por exemplo, também podem causar rachaduras na parede. Mesmo isso não sendo muito comum, acontece.

Por isso, faça dedetizações regulares na sua casa. Afinal, esses pequenos invasores são prejudiciais em outras situações também.

E, na dúvida, sempre chame um engenheiro para avaliar as rachaduras da parede da sua casa. Todo cuidado é pouco quando a segurança do seu imóvel e da sua família está em jogo.

Leia Também

Secretário de Estado de Saúde recebe dose de reforço contra Covid-19
VACINA
Secretário de Estado de Saúde recebe dose de reforço contra Covid-19
NA RÚSSIA
Bia Ferreira atropela rival e garante ouro no Mundial Militar de Boxe
Em nove meses, multas do CCZ superam R$ 1,3 milhão
DOURADOS
Em nove meses, multas do CCZ superam R$ 1,3 milhão
União deve fornecer medicamento de alto custo à criança portadora de Amiotrofia Espinhal Progressiva
União deve fornecer medicamento de alto custo à criança portadora de Amiotrofia Espinhal Progressiva
TRT-MS
Juiz Tomás Bawden toma posse como desembargador do Trabalho na segunda-feira 
FLAGRANTE
Médico denunciado por cobrar cirurgia no SUS tem HC negado no STF
ESTADO
Comitê de Saúde discute uso do pregão eletrônico para compra de medicamentos pelo SUS
JUSTIÇA DO TRABALHO
MS tem mais de 350 audiências em três dias de conciliação e execução trabalhista
ECONOMIA
Microempreendedores têm menos de uma semana para regularizar dívidas
DOURADOS
Projeto de esporte e lazer retorna ao Antenor Martins e quadras são revitalizadas

Mais Lidas

DOURADOS
Homem é encontrado morto em casa por funcionária na Vila São Brás
RACISMO
Em SP, DJ Alok recorda exclusão de integrantes do 'Brô MCs' durante show em Dourados 
TRAGÉDIA 
Motociclista morre na BR-163 em Dourados após bater em uma capivara 
DOURADOS
Júri condena jovem que matou amiga com tiro na nuca e alegou 'acidente'