Menu
Busca sábado, 26 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
AGRONEGÓCIO

Maior parte de MS supera média e produtividade do milho deve ser revista

16 setembro 2020 - 11h23Por André Bento

O mais recente boletim Casa Rural divulgado pela Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso do Sul) revela que a maioria das regiões produtoras do Estado tem obtido índices acima da média de 76 sacas por hectare nessa etapa final da colheita do milho, o que pode fazer a produção superar as 8,650 milhões de toneladas estimadas.

Com base em levantamento realizado por técnicos do Siga-MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio) através de consultas a produtores, sindicatos rurais e empresas de assistências técnicas, a entidade apurou que até sexta-feira (11) já haviam sido colhidos aproximadamente 1,749 milhão de hectares, o equivalente a 92,3% da área cultivada nesta safra, de 1,895 milhão de hectares.

Nesse cenário, verificou que as produtividades alcançadas estão acima da média estadual prevista de 76 sacas por hectare nas regiões Norte (onde estão situados os municípios de Sonora, Pedro Gomes, Coxim, Rio Verde de Mato Grosso, São Gabriel do Oeste, Camapuã, Bandeirantes, Rio Negro, Corguinho, Rochedo e Jaraguari), Nordeste (Alcinópolis, Costa Rica, Chapadão do Sul, Cassilândia, Paranaíba, Aparecida do Taboado, Selvíria, Três Lagoas, Inocência, Água Clara, Paraíso das Águas e Figueirão), Sul (Itaporã, Douradina, Dourados, Deodápolis, Angélica, Ivinhema, Glória de Dourados, Fátima do Sul, Vicentina, Caarapó e Juti), e Sudoeste (Antônio João, Ponta Porã e Laguna Carapã).

As regiões Centro (Dois irmãos do Buriti, Terenos, Sidrolândia, Campo Grande, Nova Alvorada do Sul, Rio Brilhante, Ribas do Rio Pardo, Santa Rita do Pardo e Brasilândia) e Sul-fronteira (Aral Moreira, Amambai, Coronel Sapucaia, Tacuru, Paranhos e Sete Quedas) estão na média, enquanto apenas a região Sudeste (Naviraí, Itaquiraí, Batayporã, Nova Andradina, Jateí, Eldorado, Anaurilândia, Iguatemi, Novo Horizonte do Sul, Bataguassu, Mundo Novo, Taquarussu e Japorã) está abaixo.

A colheita do milho nesta safra está atrasada em relação à anterior e a Famasul estima que termine até sexta-feira (18). No entanto, a entidade avalia que “apesar das dificuldades com a colheita, a produção do milho 2ª safra está com bom andamento em Mato Grosso do Sul”.

“A estimativa de produtividade está mantida em 76 sc/ha diante da ausência de alterações significativas na colheita até o momento, gerando uma produção estimada de 8,650 milhões de toneladas na safra 2019/2020. A Aprosoja/MS irá reavaliar a produtividade ao final da colheita, mas identificou-se um viés positivo nesta produtividade estimada inicialmente”, pontuou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MARACAJU
Menina procura a avó e diz que foi obrigada a ver filmes pornográficos
CRISE AMBIENTAL
Papa cita na ONU 'perigosa situação da Amazônia e dos indígenas'
TAQUARUSSU
Ambiental autua quatro em R$ 8,4 mil e apreende 139 quilos de pescado
UEMS
Abertas inscrições para seleção de docentes temporários na área de Letras
TRÁFICO
Casal morador em Ponta Porã é preso com maconha em Minas Gerais
SAÚDE
Setembro Verde: Central de Transplantes realiza live no próximo domingo
POLÍCIA
“Ordem do presídio”, diz ladrão de 17 anos que atirou em caminhoneiro
FUTEBOL
STJD indefere pedido e confirma Palmeiras e Flamengo para domingo
MEIO AMBIENTE
Polícia desmonta acampamento, apreende arma e munição e evita caça ilegal
RIO DE JANEIRO
Lava Jato denuncia Wassef e mais 4 por peculato e lavagem de dinheiro

Mais Lidas

POLÍCIA
Caminhoneiro de Dourados morre ao capotar na serra de Maracaju
PANDEMIA
Novo decreto diminui toque de recolher e libera venda de bebidas em bares até as 23h
PROSSEGUIR
Governo atualiza mapa da Covid e Dourados volta para "bandeira vermelha"
PONTA PORÃ
Polícia apreende comboio com contrabando avaliado em R$ 1 milhão