Menu
Busca quarta, 01 de abril de 2020
(67) 9860-3221
AGRONEGÓCIO

Colheita da soja entra na metade final em MS com condições climáticas favoráveis

11 março 2020 - 08h37Por André Bento

A colheita da soja entrou na metade final em Mato Grosso do Sul e até o dia 6 de março alcançava 66,9% dos 3,163 milhões de hectares de área plantada. Nos 2,116 milhões de hectares por onde as máquinas já avançaram, os resultados possibilitaram a revisão da produtividade, que passou de 52,19 para 55,7 sacas por hectare.

Esses dados constam no mais recente boletim Casa Rural divulgado pela Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária), com base em informações coletadas pela equipe do Siga-MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio) em contato com empresas de assistência técnica, produtores e sindicatos rurais, bem como empresas privadas dos principais municípios produtores.

“No período compreendido entre os dias 02 a 06/03/2020 não houve volume de chuva significativo, possibilitando o avanço na colheita da soja. Pragas, doenças e plantas daninhas estão sob controle e com incidência dentro da normalidade para o período. A previsão do tempo para terceira semana de março é de baixo volume de chuva e altas temperaturas para todo o estado”, detalha a entidade.

Com produção estimada em aproximadamente 10,573 milhões de toneladas, o Estado segue com a colheita atrasada no comparativo com a safra anterior. Isso decorre da semeadura tardia, em função da falta de chuvas no mês de setembro de 2019.

O boletim menciona que a região norte está com a colheita mais avançada, em média de 68%. Nela, está Alcinópolis, único município sul-mato-grossense que já concluiu o plantio. Chapadão do Sul, Costa Rica e São Gabriel do Oeste passam de 60%, enquanto Rio Verde de Mato Grosso ainda está em 20%.

Na região centro, com 67,1% da área plantada, Rio Brilhante e Sidrolândia lideram, com 70%. Bandeirantes e Jaraguari, em contraponto, não alcançaram nem 20%.

Já na região sul, com média de 66,5%, Coronel Sapucaia e Amambai estão prestes a concluir a colheita, com índices acima de 90%, seguidos por Fátima do Sul, Aral Moreira e Maracaju, com 80% ou mais. Dourados tem 61% e Itaporã 50%.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CRIME AMBIENTAL
Pescadores abandonam armas de fogo e fogem da PMA na Capital
CORONAVÍRUS
Pacientes com sintomas muito brandos liberam vírus em grande quantidade, diz estudo
DOURADOS
Populares fazem 'lixão' em ecoponto na região do Parque do Lago
DOURADOS
Campanha Nota Dourada tem sorteios suspensos
NEGÓCIOS & CIA
Instagram comercial: 3 dicas para aproveitar melhor a funcionalidade
PANDEMIA
Economista projeta perda de R$ 400 mi no PIB de Dourados causada pelo coronavírus
COVID-19
Suspensão das aulas presenciais na Rede Estadual é prorrogada até o início de maio
DOURADOS
Ainda sob intervenção, Délia troca secretária de Saúde por adjunto na Funsaud
RIO AQUIDAUANA
Campo-grandense é autuado e PMA solta pintado de 8 kg capturado ilegalmente
BELEZA E ESTÉTICA
Como usar bobes: confira 4 dicas e o passo a passo

Mais Lidas

REGIÃO
Ex-assessor de Mandetta é encontrado morto em apartamento na Capital
COVID-19
Primeiro óbito por coronavírus do Estado é registrado em Dourados
DOURADOS
Homem leva surra de populares e é detido por furtar dois veículos em Dourados
COVID-19
MS tem oito confirmações de coronavírus em 24h e suspeitos chegam a 51