Menu
Busca sexta, 04 de dezembro de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS NEWS PERGUNTA

Como acabar com a fila de espera por vagas nos Ceim's de Dourados?

23 outubro 2020 - 07h30

Dourados News perguntou: Mais de 3 mil crianças com idades entre zero e cinco anos ficaram sem vagas no ano letivo de 2020, seja nas unidades de ensino próprias ou conveniadas, qual o meio para cumprir a ordem judicial estabelecida nos autos 0002291-11.2010.8.12.0002, em que o município foi condenado, ainda em 2012, a zerar essa fila de espera por vagas nos Centros de Educação Infantil?



Mauro Thronicke (PSL) - Esses números são o reflexo do descaso dos governos anteriores com a questão. Nossa proposta inicial é ampliar as parcerias com a iniciativa privada por meio dos convênios, e realizar uma análise aprofundada para criar um plano a longo prazo para acabar com o deficit dessas vagas, verificando a viabilidade da construção de outras unidades de ensino para atender essas crianças. 

 

 

 

 

 

 



Racib Harb (Republicanos) - Primeiro, vamos concluir as obras de Ceims paradas. Há pelo menos 3 delas com estrutura pronta, apenas na fase de acabamento. Algumas até deixadas na gestão anterior. Além disso, queremos realizar um convênio robusto e seguro com unidades particulares e sociais, a exemplo da Creche André Luiz, ícone de acolhimento e ensino pedagógico, que teve de abrir mão de receber as crianças do município por falta de pagamentos. As empresas precisam voltar a confiar na administração e nós queremos colocar esse deficit a zero até o segundo semestre de 2022. Outra medida será a transparência dessas vagas. Hoje não se sabe onde cada criança se encontra na fila. Muitas passam na frente com apoio de agentes públicos e políticos. Isso precisa parar. As mães e pais que aguardam respostas merecem respeito. Vamos implementar um sistema de transparência dessas filas logo no início do mandato.

 

 

 



Wilson Matos (PTB) - Algumas medidas podem ser tomadas, como as que vou elencar:
Maior atenção com a documentação; Estimular a implantação da Tagesmutter ou creche parental, com capacitação técnica daqueles que ficarão responsáveis; Criar unidades modulares com estrutura de qualidade; Criar uma logística de transporte que facilite o acesso de crianças às unidades com sobra de vagas; Avaliação para ampliação dos espaços já construídos; Oferecer as vagas em tempo integral ou em meio período; Ampliar os convênios com as creches privadas.

 

 

 

 

 

 

 



Alan Guedes (PP) - A primeira medida possível para melhorar a oferta de vaga é ampliar o convênio com instituições privadas já existentes para atender o máximo de crianças possível na educação infantil. É necessária a ampliação das vagas até que consigamos atender todas as crianças das famílias trabalhadoras em período integral. Hoje o atendimento é feito para apenas um turno e a maioria das mães trabalha o dia todo. O aumento do número de vagas é possível através da captação de recursos federais e investimentos próprios para construção de novos CEIMs.

 

 

 



Barbosinha (DEM) - Nossa meta é atender, até 2024, a demanda por vagas na Educação Infantil, na forma da meta de atendimento prevista no Plano Municipal de Educação. Temos, pelo menos, quatro Centros de Educação Infantil com obras paralisadas e vamos, de início, avaliar a situação de cada um, resolver as pendências e retomar o processo de finalização da construção dessas unidades. Vamos olhar as entidades filantrópicas, através de convênios, que também permite ao município a abertura de mais vagas.

 

 

 


Jeferson Bezerra (PMN) - Posso até parecer repetitivo, mas não existe outra maneira de enfrentar esse tipo de problema a não ser com dinheiro. Dinamizar a aplicação de recursos e estancar o seu sumiço pelos ralos da corrupção que é gritante e usual entre meus adversários de pleito fará com que tenhamos recursos para construção de escolas e creches e para uma
manutenção equilibrada das necessidades da pré-escola. Ninguém, nenhuma criança ficará sem atendimento na minha administração. Isso eu garanto.

 

 

 

 

 

 


João Carlos (PT) - Implantado pelo ex-prefeito e professor Tetila (PT), os Centros de Educação Infantil (CEIM) em Dourados contam com professoras de nível superior, situação que poucos municípios do estado possuem. O PT, nestes mais de 40 anos de existência, comprovou que tem a educação como prioridade. As últimas construções de CEIMs em Dourados foram com verbas do programa Brasil Carinhoso, da ex-presidenta Dilma. Visando ampliar o atendimento, dialogaremos com a Comunidade Escolar, as mulheres, o Ministério Público para encontrar as melhores alternativas e cumprir a determinação judicial de zerar o déficit de vagas até 2022. Dessa forma, garantindo o direito fundamental da criança e a universalização da educação infantil em Dourados.

 

 

 

 


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Suspeito de matar ex-cunhado tem prisão convertida em preventiva
CONGRESSO
Disputa pela presidência da Câmara paralisou reforma tributária, diz Guedes
FUTEBOL
Escalação irregular de atleta deve eliminar o Operário do Estadual 2020
BRASIL
Câmara aprova programa que substitui Minha Casa Minha Vida
ANAURILÂNDIA
Polícia Militar captura autor de feminicídio ocorrido em São Paulo
JUSTIÇA
Servidora temporária faz jus à licença maternidade e estabilidade provisória
PONTA PORÃ
Mulher é presa com maconha e anabolizante que levaria para Tocantins
UEMS
Mestrado Acadêmico em Letras abre inscrições para alunos regulares
RIBAS DO RIO PARDO
Idoso condenado a 24 anos e preso por estuprar sobrinha com 9 anos
CULTURA
Maracaju fica com o título do Festival On-Line da Melhor Idade

Mais Lidas

PANDEMIA
Casos de coronavírus levam fechamento de três agências bancárias em Dourados
POLÍCIA
Homem é encontrado morto em ponte próximo à Vila Cachoeirinha 
MAUS TRATOS
Mãe é denunciada após apagar cigarro na mão da filha em Dourados
CAARAPÓ
Jovem que matou companheira com mata-leão é autuado em flagrante por homicídio doloso