Menu
Busca sexta, 26 de novembro de 2021
Dourados
32°max
21°min
Campo Grande
31°max
21°min
Três Lagoas
32°max
23°min
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
DOURADOS NEWS PERGUNTA

Como acabar com a fila de espera por vagas nos Ceim's de Dourados?

23 outubro 2020 - 07h30

Dourados News perguntou: Mais de 3 mil crianças com idades entre zero e cinco anos ficaram sem vagas no ano letivo de 2020, seja nas unidades de ensino próprias ou conveniadas, qual o meio para cumprir a ordem judicial estabelecida nos autos 0002291-11.2010.8.12.0002, em que o município foi condenado, ainda em 2012, a zerar essa fila de espera por vagas nos Centros de Educação Infantil?



Mauro Thronicke (PSL) - Esses números são o reflexo do descaso dos governos anteriores com a questão. Nossa proposta inicial é ampliar as parcerias com a iniciativa privada por meio dos convênios, e realizar uma análise aprofundada para criar um plano a longo prazo para acabar com o deficit dessas vagas, verificando a viabilidade da construção de outras unidades de ensino para atender essas crianças. 

 

 

 

 

 

 



Racib Harb (Republicanos) - Primeiro, vamos concluir as obras de Ceims paradas. Há pelo menos 3 delas com estrutura pronta, apenas na fase de acabamento. Algumas até deixadas na gestão anterior. Além disso, queremos realizar um convênio robusto e seguro com unidades particulares e sociais, a exemplo da Creche André Luiz, ícone de acolhimento e ensino pedagógico, que teve de abrir mão de receber as crianças do município por falta de pagamentos. As empresas precisam voltar a confiar na administração e nós queremos colocar esse deficit a zero até o segundo semestre de 2022. Outra medida será a transparência dessas vagas. Hoje não se sabe onde cada criança se encontra na fila. Muitas passam na frente com apoio de agentes públicos e políticos. Isso precisa parar. As mães e pais que aguardam respostas merecem respeito. Vamos implementar um sistema de transparência dessas filas logo no início do mandato.

 

 

 



Wilson Matos (PTB) - Algumas medidas podem ser tomadas, como as que vou elencar:
Maior atenção com a documentação; Estimular a implantação da Tagesmutter ou creche parental, com capacitação técnica daqueles que ficarão responsáveis; Criar unidades modulares com estrutura de qualidade; Criar uma logística de transporte que facilite o acesso de crianças às unidades com sobra de vagas; Avaliação para ampliação dos espaços já construídos; Oferecer as vagas em tempo integral ou em meio período; Ampliar os convênios com as creches privadas.

 

 

 

 

 

 

 



Alan Guedes (PP) - A primeira medida possível para melhorar a oferta de vaga é ampliar o convênio com instituições privadas já existentes para atender o máximo de crianças possível na educação infantil. É necessária a ampliação das vagas até que consigamos atender todas as crianças das famílias trabalhadoras em período integral. Hoje o atendimento é feito para apenas um turno e a maioria das mães trabalha o dia todo. O aumento do número de vagas é possível através da captação de recursos federais e investimentos próprios para construção de novos CEIMs.

 

 

 



Barbosinha (DEM) - Nossa meta é atender, até 2024, a demanda por vagas na Educação Infantil, na forma da meta de atendimento prevista no Plano Municipal de Educação. Temos, pelo menos, quatro Centros de Educação Infantil com obras paralisadas e vamos, de início, avaliar a situação de cada um, resolver as pendências e retomar o processo de finalização da construção dessas unidades. Vamos olhar as entidades filantrópicas, através de convênios, que também permite ao município a abertura de mais vagas.

 

 

 


Jeferson Bezerra (PMN) - Posso até parecer repetitivo, mas não existe outra maneira de enfrentar esse tipo de problema a não ser com dinheiro. Dinamizar a aplicação de recursos e estancar o seu sumiço pelos ralos da corrupção que é gritante e usual entre meus adversários de pleito fará com que tenhamos recursos para construção de escolas e creches e para uma
manutenção equilibrada das necessidades da pré-escola. Ninguém, nenhuma criança ficará sem atendimento na minha administração. Isso eu garanto.

 

 

 

 

 

 


João Carlos (PT) - Implantado pelo ex-prefeito e professor Tetila (PT), os Centros de Educação Infantil (CEIM) em Dourados contam com professoras de nível superior, situação que poucos municípios do estado possuem. O PT, nestes mais de 40 anos de existência, comprovou que tem a educação como prioridade. As últimas construções de CEIMs em Dourados foram com verbas do programa Brasil Carinhoso, da ex-presidenta Dilma. Visando ampliar o atendimento, dialogaremos com a Comunidade Escolar, as mulheres, o Ministério Público para encontrar as melhores alternativas e cumprir a determinação judicial de zerar o déficit de vagas até 2022. Dessa forma, garantindo o direito fundamental da criança e a universalização da educação infantil em Dourados.

 

 

 

 


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
PGR pede ao STF 10 providências com base em relatório da CPI
GAMELEIRA
Preso é ameaçado após acusações de integrar o Comando Vermelho
LESÕES NA PELE
Estudo associa surto de sarna ao uso indiscriminado de ivermectina
Vítima de homicídio não pode ser sepultada por falta de documento
Vítima de homicídio não pode ser sepultada por falta de documento
CULTURA
Mostra Audiovisual de Dourados anuncia vencedores das categorias
CAPITAL
Ferido com tiro na boca por PRF está na área vermelha de hospital
JUDICIÁRIO
2ª Turma do STF derruba bloqueio de bens de Lula pela Lava Jato
FRONTEIRA
Suspeito de ligação em sequestro e assassinato de colono é preso
IBGE
Censo 2022: Fundação Getúlio Vargas fará concurso para 206 mil vagas
AQUIDAUANA
Homem morre afogado após pular em rio para fugir de fiscalização

Mais Lidas

ESTUPRO DE VULNERÁVEL
Jovem é preso após manter relacionamento com menina de 11 anos em Dourados
DOURADOS
Menina diz que mantinha relações sexuais com acusado de estupro desde os 10 anos
CANIS E URANO
PF deflagra operações com alvos em comum e cumpre mandados em Dourados
DOURADOS
TJ revoga ordem para policial pagar pensão à família de homem que matou no cinema