Menu
Busca domingo, 24 de outubro de 2021
(67) 99257-3397
DOURADOS

Candidatos a prefeito declaram quase meio milhão de reais em receitas de campanha

19 outubro 2020 - 09h30Por André Bento

Seis dos sete candidatos a prefeito de Dourados nas eleições municipais deste ano declararam receitas de campanha que, somadas, beiram meio milhão de reais. De acordo com o TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o limite de gastos de campanha estabelecido para cada postulante à prefeitura nas eleições municipais deste ano é de R$ 1.454.769,73.

O primeiro a declarar foi José Carlos Barbosa, o Barbosinha (DEM), deputado estadual que lidera a Coligação “Reconstruir é o nosso desafio”. Ele informou ter obtido receitas totais, até agora, de R$ 310.000,00. Desse total, R$ 300 mil doados pela direção nacional de seu partido, e outros R$ 10 mil do próprio bolso. Não há, por enquanto, informações sobre despesas.

Depois, Mauro Thronicke Rodrigues (PSL), empresário que encabeça a coligação majoritária com bancário João Fabiano Davansso de vice, indicou total de recursos recebidos de R$ 100.000,00. Todo esse valor foi doado pela Direção Estadual do PSL. Ele revelou ainda R$ 9.310,00 em despesas contratadas, R$ 5 mil para uma empresa processadora de pagamentos e R$ 4.310,00 para uma serigrafia.

João Carlos Joca (PT), com a correligionária Lurdes Castro de vice, informou a princípio R$ 3 mil, doação própria. Posteriormente houve mais R$ 90 mil oriundos da direção estadual do partido. De todo o montante, foram gastos R$ 1.330,00, sobretudo com produção de jingles, vinhetas e slogans.

Racib Harb (Republicanos), cuja vice, Dilvania Todescano, é do mesmo partido, detalhou dispor de R$ 25 mil, todo valor doado pela direção estadual da sigla. Até agora, gastou R$ 6 mil, todo montante com serviços prestados por terceiros.

Mais recentemente foram divulgadas as receitas de Alan Guedes (Progressistas), R$ 5.862,50 doados pela direção estadual do partido. Não houve detalhamento de despesas dessa coligação, liderada pelo vereador atual presidente da Câmara Municipal e que tem o médico Doutor Guto (PL) de vice.

Wilson Matos (PTB), candidato com apoio declarado da prefeita Délia Razuk (sem partido), cujo vice é o professor Léo (PDT), informa ter injetado R$ 23.750,00 do próprio bolso. Também não há despesa declarada.

A menos de um mês do primeiro turno, agendado para 15 de novembro, somente o jornalista Jeferson Bezerra (PMN) não tem contas prestadas, além de ser o único dos postulantes à chefia do Executivo sem proposta de governo disponível no DivulgaCandContas. Seu vice é Messias.

No pleito de 2016, candidatos à prefeitura podiam gastar até R$ 1.277.016,95 na campanha. Porém, de acordo com o Divulga Cand, a prefeita eleita, Délia Razuk (então no PR), obteve seus 43.252 votos (39,82% do total) após desembolsar R$ 416.763,00 para custear despesas contratadas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
BRASIL
TST considera fraudulento contrato de jogador e reconhece natureza salarial do direito de imagem
LAVA JATO
Justiça Eleitoral vai julgar ação sobre empréstimo de R$ 12 milhões ao banco Schahin
MUNDO
Biden e Macron discutem defesa europeia e se reunirão em Roma
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
MS
Jovem é autuado pela PMA por maus-tratos a uma cadela Pit Bull
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
STF
Ministra Cármen Lúcia suspende reintegração de posse em Rondônia
RIO MIRANDA
Catarinenses são multados em R$ 1,8 mil por pesca predatória em Bonito
JUDICIÁRIO
STJ define retorno de sessões presenciais para fevereiro de 2022 e dia de eleição para ministros
CAPITAL
Presidente do TJMS recebe medalhão comemorativo aos 100 anos da Justiça Militar
ROTINA
Trabalho híbrido pode piorar qualidade do sono, diz pesquisador
DOURADOS
Estado licitará na próxima semana R$ 20 milhões para revitalizar Coronel Ponciano

Mais Lidas

TRÁFICO
Mortos em queda de helicóptero com cocaína na fronteira são identificados
PRESIDENTE VARGAS
Escola dispensa alunos em Dourados após mensagens de ameaças
DOURADOS
Print tirado de conversa entre alunos resultou em mal-entendido e levou pânico a escola
DOURADOS
Homem é removido de grupo de whats e procura a delegacia