Menu
Busca sexta, 03 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Vigilantes entram em greve em Dourados e bancos não devem abrir

01 fevereiro 2013 - 11h13

Adriano Moretto

Aproximadamente 900 vigilantes de Dourados e região entraram em greve por tempo indeterminado nesta sexta-feira (01) pelo cumprimento, por parte das empresas de segurança, da Lei Federal 12.740 – adicional de 30% de periculosidade. Em todo o Estado, em torno de 70% dos seis mil trabalhadores paralisaram as suas atividades.

Por conta do movimento, os bancos devem permanecer fechados até que haja um entendimento entre as partes, de acordo com a Lei Federal 7.102, que determina no mínimo, dois vigilantes em cada agência bancária. Apenas os serviço interno e o auto atendimento serão realizados.

“A Lei estabelece que as agências bancárias não abram com menos de dois vigilantes, e grande parte delas, aqui em Dourados, não terão [vigilantes]. A Polícia Federal será informada caso haja abertura dessas instituições financeiras”, disse o presidente do Seesvda (Sindicato dos Empregados e Empresas de Segurança e Vigilância de Dourados e Afins), Antônio Góes Ferreira.

De acordo com ele, a paralisação atinge não apenas os trabalhadores das instituições financeiras, mas também os que atuam nos Correios, portarias de indústria, supermercados e hipermercados, comércio e transporte de valores, com exceção do último, todos os outros funcionarão normalmente.

A greve foi decidida durante Assembleia realizada simultaneamente em Dourados, Naviraí e Campo Grande na sexta-feira passada, 25. “Decidimos pela greve até que sejamos atendidos”, finalizou o presidente do Seesvda.

#Bancários#

Para o presidente do Sindicato dos Bancários de Dourados e Região, Raul Verão, caso as agências decidam em atender os clientes, poderá estar colocando em risco os trabalhadores e as pessoas que utilizarem os serviços.

“Estamos aqui em apoio aos vigilantes, até porque nós dependemos deles para a segurança nas instituições financeiras. Não há nenhuma indicação para que o bancário deixe de trabalhar neste período, mas sem atendimento ao público, já que ficarão expostos ao perigo”, contou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

IVINHEMA
Traficante é preso com 267 quilos de maconha após perseguição
REGIÃO
Detran/MS prorroga prazo de licenciamento que venceria em abril
CORONAVÍRUS
Brasil tem agora 327 mortes e mais de 8 mil casos confirmados da Covid-19
Educação
A internet sem “vírus”
CHAPADÃO DO SUL
Jovem é resgatado inconsciente após ser arremessado de veículo em capotamento
SAÚDE
Especialistas enfatizam a importância da limpar superfícies
CAPITAL
Adolescente de 14 anos dá à luz em banheiro de UPA
HUMILDADE
'A gente está se bicando há algum tempo', diz Bolsonaro sobre Mandetta
TRÁFICO
Três toneladas de maconha que saiu de Dourados é apreendida em São Paulo
TEMPO
Sexta-feira de sol com aumento de nebulosidade em Dourados

Mais Lidas

NOVA ANDRADINA
Hospital confirma três profissionais com coronavírus em unidade que atendeu idosa
CRIME AMBIENTAL
Pescador é flagrado com barco, motor de popa e petrecho de pesca
COVID-19
Familiares de casal que testou positivo para coronavírus em Dourados são monitorados
BOLETIM DA SES
Dourados registra mais um caso de coronavírus e MS tem 51 confirmações