Menu
Busca quinta, 06 de maio de 2021
(67) 99257-3397
IMUNIZAÇÃO

Vacinados contra Covid-19 em Dourados somam 43 mil

20 abril 2021 - 10h13Por André Bento

O número de douradenses vacinados contra o novo coronavírus chegou a 43.685 nesta terça-feira (20), de acordo com o Vacinômetro da Secretaria de Estado de Saúde. Desse total, 32.421 receberam a primeira dose e 11.264 as duas. Com população geral estimada em 225.495 habitantes pelas autoridades, Dourados tem como meta imunizar 202.946, o equivalente a 90% do total. 

Para isso, recebeu até agora 69.647 doses de imunizantes, a maior quantidade de Coronavac, desenvolvido pelo Instituto Butantan, de São Paulo, em parceria com o laboratório chinês Sinovac, e outra parte de Astrazeneca, fabricado na Índia em parceria entre a Universidade de Oxford e a farmacêutica britânica AstraZeneca.

Na maior e mais populosa cidade do interior do Estado, o enfermeiro intensivista Valdeci Santana, de 50 anos, que atua em unidade sentinela da Covid-19 do município e na ala de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) do HU-UFGD (Hospital Universitário da Grande Dourados), foi o primeiro vacinado contra a doença, aproximadamente às 11h43 do dia 19 de janeiro. 

Desde aquele ato simbólico realizado no posto de saúde da Vila Índio para marcar o início da vacinação em território douradense, 6.253 trabalhadores de saúde foram imunizados, conforme o Vacinômetro MS.

Já entre indígenas aldeados, cuja primeira dose foi aplicada em Catalino Aquino, de 74 anos, morador na Aldeia Jaguapiru, também em 19 de janeiro, a vacinação coordenada pelo DSEI-MS (Distrito Sanitário Especial Indígena de Mato Grosso do Sul) já alcançou 6.400 pessoas.

Nos demais grupos, sob responsabilidade da gestão municipal, foram vacinados 5.991 trabalhadores de saúde, 3.963 pessoas entre 60 e 64 anos, 3.644 de 65 a 69 anos, 4.209 idosos de 70 a 74 anos, 1.947 de 75 a 79 anos, 3.273 de 80 anos ou mais, 1.077 em pessoas com comorbidades, 384 idosos em instituições de acolhimento, 105 deficientes também acolhidos, 619 pessoas com deficiências permanentes, 471 membros de forças de segurança e salvamento, 64 quilombolas, e sete indígenas não aldeados. 

Na faixa etária de 60 a 64 anos, a orientação da Secretaria de Estado de Saúde foi priorizar pessoas com morbidades graves: portadores de doenças imunossuprimidas, oncológicos com doença ativa em tratamento, transplantados de órgão sólido ou de medula óssea, pneumopatias crônicas graves, pacientes portadores de doenças cardiovasculares crônicas que tenham sido submetidos a procedimentos operatórios.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem é preso com caminhonete e pistola na MS-164 logo após assalto
POLÍTICA
Senado Federal aprova penas mais duras contra crimes cibernéticos
APARECIDA DO TABOADO
Homem é esfaqueado ao tentar impedir mulher de sair para comprar drogas
IMUNIZANTE
Mais 628 mil vacinas da Pfizer chegam ao Brasil nesta quarta-feira
RIBAS DO RIO PARDO
Detetive particular já condenado é preso por dirigir embriagado após acidente
JUDICIÁRIO
Justiça Federal absolve ex-presidente Temer de envolvimento em 'quadrilhão'
COXIM
Homem agride filho e nora de vereador, quebra viatura e danifica loja
SELEÇÃO
Ibama é autorizado a contratar 1,6 mil funcionários temporários
NAVIRAÍ
Ambiental apreende armadilha de caça de animais silvestres de grande porte 
BRASIL
Bolsonaro veta prorrogação para entrega de declaração do Imposto de Renda

Mais Lidas

PANDEMIA
Decreto reduz toque de recolher em Dourados na semana do Dia das Mães
DOURADOS
Pancadaria em motel termina na delegacia com três pessoas detidas
REGIÃO
Mãe e filha são executadas em locais diferentes na fronteira
PONTA PORÃ
Vítima de execução na fronteira registrou boletim de ocorrência contra o namorado