Menu
Busca domingo, 20 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
GRATUITO

Unigran e ACCGD garantem atendimento odontológico no Hospital do Câncer

21 dezembro 2019 - 10h35Por Da redação

Há sete anos, a Unigran oferece gratuitamente atendimento odontológico à pacientes em tratamento oncológico, no HC (Hospital do Câncer) de Dourados. O serviço é resultado de uma parceria entre a instituição e a ACCGD (Associação de Combate ao Câncer da Grande Dourados), firmada no ano de 2012. 

Para a realização dos atendimentos, a Unigran doou a Clínica Odontológica para o HC e desde então, disponibiliza profissional que atende pacientes dos 32 municípios do Cone Sul de Mato Grosso do Sul, que se encontram nos estágios pré, trans e pós tratamento oncológico, seja quimioterápico e/ou radioterápico.

Todos os anos, são realizados cerca de mil atendimentos odontológicos que beneficiam pacientes encaminhados pelo Centro de Tratamento do Câncer de Dourados, do SUS (Sistema Único de Saúde). 

Bruno Shinma, professor da Unigran que realiza os atendimentos, explicou sobre a parceria. “O atendimento odontológico aqui no Hospital do Câncer é resultado da parceria entre a Unigran, a ACCGD e o próprio Hospital. A doação da Clínica Odontológica e o início dos atendimentos surgiu após a instituição tomar conhecimento do déficit desse serviço no Hospital, o que comprometia o tratamento de muitos pacientes. Então, a mantenedora decidiu dar esse apoio, garantindo assim mais qualidade de vida durante o tratamento oncológico”, falou.

Segundo a coordenadora do curso de Odontologia, Camila Zeuli, o atendimento evita a interrupção do tratamento de muitos pacientes. “É extremamente importante que a equipe multiprofissional do Hospital do Câncer tenha um cirurgião dentista, especializado em pacientes oncológicos. Por meio de muitos procedimentos realizados aqui, conseguimos diminuir a possibilidade de quadros infecciosos, promovendo mais saúde e qualidade de vida a esses pacientes, evitando em muitos casos que o tratamento radioterápico ou quimioterápico seja interrompido. Com isso, o atendimento odontológico contribui e melhora a resposta do tratamento oncológico desses pacientes”, disse.

Ainda segundo ela, o atendimento odontológico em pacientes oncológicos é uma área em expansão e por isso, o consultório também recebe alguns acadêmicos que têm interesse em atuar cm esses pacientes para a realizar estágio e se especializar.

Luciane Aparecida dos Santos, de 42 anos, teve câncer de mama e recebe o atendimento odontológico há mais de um ano. “ Eu descobri e iniciei o tratamento do câncer há cerca de dois anos. Foi um período de muitas dificuldades porque a quimioterapia deteriorou muito meu organismo, meus dentes enfraqueceram, quebraram e eu sentia muita dor de dente. Ter o atendimento odontológico aqui no Hospital me ajudou muito, principalmente feito por um profissional especialista na área oncológica, que compreende a nossa necessidade. Durante o tratamento, seja de quimioterapia ou radioterapia, nossa imunidade fica muito baixa e é preciso ter muita cautela. Já terminei as sessões de radioterapia há cerca de três meses e continuo sendo atendida pelo doutor Bruno. Torço para que esta parceria continue beneficiando as pessoas em tratamento contra o câncer, nesse período tão difícil da vida”, apontou.

Uma das mais graves complicações da radioterapia utilizada para o tratamento do câncer na região de cabeça e pescoço é a osteorradionecrose, como explicou a médica Keila Kaori Andreatta, que atua há nove anos no HC. “A maioria dos pacientes com câncer são sedentários e por isso, geralmente tem osteoporose durante o tratamento. Diante disso, o médico oncologista prescreve alguns medicamentos como os bifosfonatos, aledronato e isometa, que podem resultar posteriormente, caso não haja o acompanhamento odontológico, em ostiorradionecrose na boca. Por isso, tanto a avaliação odontológica pré e durante o tratamento é muito importante.

Ao avaliar os pacientes, o dentista identifica a necessidade de fazer uma restauração, faz aplicação de flúor e normalmente retira algum dente que tem causado algum processo infeccioso na boca para que o paciente possa iniciar o tratamento oncológico com segurança. Agradeço muito a Unigran por ter colocado aqui no Hospital um profissional na área de odontologia, que tem atendido todos os pacientes, evitando complicações durante a radioterapia e melhorando a qualidade do tratamento”, falou.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

NO FLAGRA
PMA pega infrator colocando fogo em pastagem e apaga incêndio
PANDEMIA
Dourados registra mais 49 casos de Covid e começa semana com 23 pacientes em UTIs
TRAGÉDIA
Batida frontal entre caminhão e van deixa 12 mortos e 1 ferido em Minas Gerais
FUTEBOL
Palmeiras e Grêmio se enfrentam pela 10ª rodada do Campeonato Brasileiro
REGIÃO
Adolescente fica ferida em acidente envolvendo carro e moto em Sonora
CAMPO GRANDE
Homem tenta fugir, mas acaba preso com tabletes de maconha em mochila
DOURADOS
Polícia flagra trio ‘preparando’ carro com maconha e munição para fuzil
TIKTOK
Aplicativo move processo para tentar reverter banimento nos Estados Unidos
MATO GROSSO DO SUL
Taxa de contágio cai pela primeira vez no Estado, mas de mortalidade continua alta
OPERAÇÃO FOCUS
Fazendeiro é autuado duas vezes por crime ambiental em menos de 24h

Mais Lidas

DOURADOS
Mulher estaciona em vaga preferencial e é xingada por médico
RIO BRILHANTE
Homem de 56 anos cai de trator e morre atropelado em fazenda
DOURADOS
GM flagra aglomeração no centro e três são presos
POLÍCIA
Braço direito de "Marcelo Piloto" é preso no Paraguai