Menu
Busca segunda, 28 de setembro de 2020
(67) 99659-5905
SAÚDE

Tempo seco aumenta chance de contágio da Covid-19, explica infectologista

12 agosto 2020 - 16h12Por Da redação

Se tem uma coisa que o douradense tem sentido falta é da chuva. Já são 36 dias sem sequer uma gota d’água. Como efeito da baixa umidade, o organismo humano pode sofrer com ressecamento das mucosas, como nariz e olhos, provocando inflamações e infecções, além de ressecamento da pele, desidratação e maior contato com agentes poluidores do ar.

A douradense Elenice Vieira dos Santos está no nono mês de gestação. Além de todas as transformações no corpo, por conta da chegada do pequeno Daniel, ela também relata muito desconforto provocado pelo calor e pela secura do tempo.

“Tenho sentido um mal estar físico, um pouco de indisposição, além da fadiga, do nariz trancado toda noite”, conta. Ela já é mãe de duas meninas, uma com 8 e outra com 16 anos. As filhas também têm sofrido com os efeitos do clima seco. O jeito tem sido encarar essa fase com bastante água e xarope caseiro, para evitar visitas dispensáveis aos hospitais da cidade. 

A pandemia do novo coronavírus fez com que os casos de Covid-19 se tornassem prioridade e a exposição hospitalar está longe de ser algo seguro nesse momento. 

Ao Dourados News, a infectologista Andyane Freitas explicou que “assim como qualquer outra infecção das vias respiratórias, a baixa umidade do ar facilita também a infecção pelo Sars-Cov-2. As mucosas do nariz e de toda a via respiratória fica ressecada, produzindo pouca lubrificação protetora, o que favorece os quadros de infecção”.

A médica avalia que não deve ocorrer índices expressivos de subnotificação da Covid-19 por conta da consciência popular à respeito dos testes disponíveis. “Devido a baixa umidade, não só as doenças infecciosas (como a Covid) tendem a aumentar, juntamente, aumentam os processos alérgicos e inflamatórios das vias aéreas, como rinites, bronquites, asma. Os sintomas são comuns e parecidos, exceto a febre, assim, devido ao risco de ser Covid, as pessoas procuram auxílio. Para diferenciar, somente com a testagem laboratorial específica. Assim, pelo aumento da procura e preocupação da população, creio que não esteja havendo risco maior de subnotificação”, afirma.

Como orientação, Andyane ainda recomenda que se cumpra medidas de prevenção a fim de evitar a necessidade de internação hospitalar, considerando o risco de contaminação cruzada para Covid-19. 

“Aumentar a ingestão de líquidos e frutas, aumentar a umidade do ar onde estamos, principalmente de dia, usando umidificadores, bacia com água, toalhas molhadas. É recomendado não utilizar vassouras ao limpar a casa, optando por pano úmido ou aspirador. É importante também usar soro fisiológico nos olhos e narinas e evitar atividades físicas entre as 10 e 15h, que é o período de menor umidade no dia”, explica.

PACIENTES DA COVID-19 SOFREM MAIS

A especialista acrescenta também que durante esse período de estiagem, os pacientes em tratamento da Covid-19 devem sofrer um pouco mais do que em condição de umidade relativa do ar adequada. Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), o ideal é que o índice varie entre 50% e 80%. Em Dourados, a umidade já chegou a 19% no sábado. Foi o dia mais seco do ano. Hoje o índice, segundo a estação meteorológica da Embrapa, chegou a mínima de 25% e não ultrapassou 66%.

“Como a Covid-19 é uma doença das vias respiratórias, juntamente com a baixa umidade do ar, os sintomas se sobrepõem e exacerbam. Não há dúvidas que as pessoas sofram mais, neste momento, principalmente com exacerbação de doenças de base como asma, bronquite, enfisema pulmonar. Os cuidados devem ser redobrados, tanto para prevenção de infecção, quanto para manutenção das boas condições de defesa de seu corpo”, finaliza Andyane.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PREVENÇÃO
Bombas flutuantes são ativadas para garantir abastecimento de água em Corumbá
ECONOMIA
Economistas defendem investimentos públicos e taxação de ricos
INCENTIVO
Em segunda edição do programa, UEMS concede 711 auxílios para acesso à internet
POLÍCIA
Idoso é encontrado morto em valeta na região central de Itaporã
DOURADOS
Em MS, interessados em adquirir imóvel podem ter desconto no valor da entrada
ESPORTE
Vasco empata com Bragantino e entra, provisoriamente, no G4
PANDEMIA
Governo aposta que ‘Rastrear’ vai diminuir taxa de contaminação do coronavírus em MS
CONSUMIDOR
Após denúncias, Procon autua seis agências bancárias
PANDEMIA
Em um mês, mais de 5 mil aulas para primeira habilitação foram realizadas de forma online em MS
ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA
Comissão mista se reúne para ouvir formuladores das propostas de reforma tributária

Mais Lidas

ATO DE FÉ
Após vigílias em frente a hospital, família celebra 'milagre' por homem que caiu do telhado
CAMPO GRANDE
Gêmeos são executados dentro de quitinete
POLÍCIA
Comerciante morre em acidente na MS-276
DEODÁPOLIS
Homem morre ao bater moto de frente com caminhonete da patroa