domingo, 26 de maio de 2024
Dourados
12ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
UNIVERSIDADE

Sustentabilidade é foco da 15ª Jornada Acadêmica de Arquitetura e Urbanismo

24 abril 2024 - 20h35Por Redação

O curso de Arquitetura e Urbanismo da UNIGRAN realizou a sua 15ª Jornada Acadêmica. Com um mercado em expansão, o evento abordou o tema ‘Sustentabilidade’, com o objetivo trazer uma temática de suma importância social e que some para o acadêmico, professor e profissional da área.

A Jornada Acadêmica, de acordo com o coordenador de Arquitetura e Urbanismo, Cezar Augusto Faria e Silva, visa trazer um “conteúdo extra”, que muitas vezes não consegue ser abrangido em sala de aula, além de criar relacionamento entre os estudantes e também com profissionais da área. 

Sobre o tema sustentabilidade, Cezar explicou que tem observado os efeitos das mudanças climáticas no dia a dia e, como profissionais, os acadêmicos serão responsáveis por planejar estruturas, entendendo que elas precisam ser criadas em harmonia com o meio ambiente. “Para complementar, pensando neste tema tão presente e urgente na nossa sociedade, este ano inauguramos a disciplina de sustentabilidade na grade curricular do no curso”, mencionou.

Entre os palestrantes convidados, estava o arquiteto Tomáz Lotufo, que ministrou palestra com o tema ‘Técnicas construtivas alternativas’. Na produção de projeto arquitetônico, o profissional tem como foco “arquitetura de baixo impacto ambiental e impacto social positivo”.

Ele apontou que, durante a palestra, explicou sobre algumas técnicas e possibilidades, mas, acima disso, sobre o pensamento ecológico. “Vamos pensar de maneira que nos conserve no planeta, para que não entremos em extinção e, a partir disto, fazer escolhas na arquitetura, como matérias e técnicas”, relatou Tomáz. 

“Nós precisamos fazer o que é necessário, precisamos ser úteis dentro do que fazemos, porque se não, não faz sentido ter uma profissão. E hoje é fundamental que você projete algo de baixo impacto ambiental e que nos garanta a sobrevivência”, completou o palestrante.

Sobre o mercado de trabalho, o coordenador afirmou que a profissão está em ascensão. “Quando olhamos para o nosso contexto regional, as cidades estão em plena expansão econômica e física, criando uma perspectiva muito positiva para nossos acadêmicos”, ressaltou Cézar, destacando que o profissional deve estar atento e atualizado sobre os temas discutidos na sociedade.

Para o Tomáz, o mercado de trabalho está alienado, por conta da ostentação, porém o profissional tem a capacidade de interferir e trazer uma arquitetura de qualidade. “Mostrar que dá para fazer uma arquitetura de qualidade com pouca matéria e não com a necessidade de gastar tanto e ostentar tanto”, reiterou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SUL DO PAÍS

Vale do Taquari: Exército vai refazer travessias levadas pelas cheias

BRASIL

Novos títulos verdes financiarão economia circular e saneamento

MATO GROSSO DO SUL

Chefes de unidades de investigação de homicídios debatem índice nacional em reunião

RIO GRANDE DO SUL

Prefeitura usa sacos para fechar comportas danificadas em Porto Alegre

SAÚDE

UTIs vão reforçar hospitais de campanha no Rio Grande do Sul

MATO GROSSO DO SUL

Mulher que usou espingarda de pressão para machucar cachorro é presa

BRASIL

Saúde lança nova campanha de vacinação contra covid-19

ARTIGO

A exploração política de uma tragédia...

POLÍCIA

Animais em situação de maus tratos são resgatados em Corumbá

ESPORTE

Brasil encerra Mundial de Atletismo com mais seis medalhas

Mais Lidas

'SEGURANÇA LEGAL'

Empresas clandestinas de segurança são alvos de Operação da Polícia Federal em MS

DOURADOS 

Alerta de Frio: Temperaturas em Dourados devem cair no final de semana

NOVIDADE

Dourados poderá ter corredor gastronômico na avenida Weimar Torres

TEMPO

Inmet divulga alerta de tempestade para Dourados e região