segunda, 15 de julho de 2024
Dourados
10ºC
Acompanhe-nos
(67) 99257-3397
DOURADOS

Sindicom recebe empresários para discussão da nova CCT 2017/2018

26 setembro 2017 - 19h20

Com a proximidade da data-base relativa a Convenção Coletiva do Trabalho do Comércio em geral, que coincide com o período em que entrará em vigor a Reforma Trabalhista, empresários e entidade ligadas ao setor estão preocupados com alguns pontos considerados polêmicos. Diante disso, aconteceu nesta segunda-feira (25), às 15h, no Sindicom (Sindicato do Comércio Atacadista e Varejista de Dourados), uma reunião entre o presidente da entidade Valter de Castro e alguns empresários e representantes da classe patronal.

Durante a conversa foram apontados os pontos que geram controvérsias entre os empresários e que serão discutidos e negociados com o sindicato laboral, de acordo com a legalidade.

Para o Advogado e professor José Carlos Parpinelli Júnior "a pretensão é consolidar um texto equilibrado que absorva as inovações trazidas pela reforma trabalhista".

Ainda sobre as mudanças que já estão previstas pela Reforma Trabalhista, o presidente do Sindicom Valter Castro, "estamos estudando com afinco a reforma para nos prepararmos para a negociação coletiva, pois não podemos esquecer que o intuito desta mudança é justamente flexibilizar essa relação, para que possamos gerar um ambiente mais favorável ao setores produtivos, aumentando a produtividade e a geração de emprego e renda na cidade. Mas é claro, sem esquecer, do equilíbrio necessário nesta negociação a fim de que possa atender aos anseios dos trabalhadores e não os prejudicar, o que não é o interesse de nenhum empregador".

Entenda o que é a Convenção Coletiva

A Convenção Coletiva do Trabalho é o instrumento regulatório das relações do trabalho entre patrões e empregados do comércio atacadista e varejista da cidade de Dourados. Para isso, os sindicatos patronais (empregadores) e laborais (empregados) se reúnem anualmente e negociam este documento. No documento estão contidos pontos como reajuste e piso salarial, horário de funcionamento, licenças e etc. A data base para o documento é 1º de novembro, sendo sua vigência até dia 31 de outubro de 2017. Para ter acesso ao documento na íntegra, [clique aqui](http://www.sindicom-dourados.org.br/servicos/convencao-coletiva-de-trabalho).


Deixe seu Comentário

Leia Também

PORTO MURTINHO

Secretária de finanças é indiciada por simular sequestro para dar golpe

EDUCAÇÃO

Ex-alunos da UFGD têm oportunidade de voltar para a faculdade

Polícia prende três transportando maconha pela rodovia BR-262
CORUMBÁ

Polícia prende três transportando maconha pela rodovia BR-262

Federação confirma confrontos das quartas de final do Estadual Sub-20
FUTEBOL

Federação confirma confrontos das quartas de final do Estadual Sub-20

Morre pedagoga que sofreu acidente ao deixar evento de motos
PARAÍSO DAS ÁGUAS

Morre pedagoga que sofreu acidente ao deixar evento de motos

MERCADO FINANCEIRO

Dólar ameniza alta e fecha em R$ 5,44, após atentado contra Trump

FUTEBOL

CBF agenda sorteio da Copa do Brasil para quinta-feira

IGUATEMI

Funcionários de fazenda fazem fogueira para salvar gado do frio

CUIDADO

Golpe tem mensagem falsa sobre restituição do IR; como evitar

JARDIM

Ação conjunta apreende 1,7 tonelada de maconha após traficante fugir

Mais Lidas

OPORTUNIDADE

Com recrutamento noturno, indústria abre 400 vagas de trabalho em Dourados

MS

Inscrições para o Curso de Libras EAD Nível I do 2º Semestre abrem dia 15 de julho

DOURADOS

Dupla acusada de furtar comércios e deixar prejuízo estimado em R$ 100 mil a empresários é presa

DOURADOS

Ministro admite atraso e prevê projeto de novo terminal do Aeroporto concluído até fim de julho