Menu
Busca sábado, 04 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Simted Dourados comunica pais e responsáveis sobre paralisação

04 março 2013 - 09h49

O Simted (Sindicato dos Trabalhadores em Educação) de Dourados envia uma nota aos pais e responsáveis por alunos da Reme (Rede Municipal de Ensino) para comunicar-lhes os motivos da paralisação no próximo dia cinco (05) de março, terça-feira. Segundo eles, foi a alternativa encontrada pelos servidores devido à falta de propostas concretas por algumas lutas pela educação. Os Trabalhadores pediram a compreensão de todos, ressaltando o compromisso com a educação de qualidade.


###NOTA


Caros pais, mães e responsáveis,

Nós, servidores (professores e administrativos), das escolas e creches de Dourados, depois de muitas tentativas de negociação com o prefeito Murilo Zauith, deliberamos em assembleia dos trabalhadores em educação no dia 26/02/2013, uma paralisação como alerta para mostrar que não teve avanço as negociações com a prefeitura, mas, sim, retrocessos, pelos seguintes motivos e retirada de investimentos financeiros da educação:

1- Abertura das discussões do PCCR, paralisado desde 2009, e que a atual administração prometeu resolver em 2012 e não cumpriu;

2- Fim do PAE (Programa de Acompanhamento Escolar ) que atende crianças com dificuldades de aprendizagem e garante o reforço visando melhoria na aprendizagem;

3- Fechamento das salas de tecnologia, que alfabetizam os alunos para o uso adequado das tecnologias disponíveis na escola e na sociedade;

4- Não implantação da redução da jornada de trabalho dos professores que é Lei desde 2008 e traria benefícios, já que o professor teria mais tempo para planejar as aulas e estudar, enquanto os alunos (educação infantil e do 1º ao 5º ano) poderiam ter outras disciplinas como inglês, música, literatura, conhecimento lógico matemático.

5- Aumento da jornada de trabalho, dos administrativos de 6 horas para 8 horas, decretado pelo prefeito, que dificultou a organização dos trabalhos no interior das escolas e CEIMs.

6- Fechamento do Núcleo Indígena na Secretaria de Educação, responsável pela implementação de políticas educacionais para a educação indígena.

7- Abertura de negociação visando adequação salarial para professores e administrativos, que no decorrer dos anos arcaram com as perdas salariais impostas pela desorganização administrativa que Dourados passou.

8- Inserção definitiva dos servidores administrativos educacionais no PCCR, Plano de Cargos, Carreiras e Remuneração.

Os Trabalhadores (as) em Educação tem compromisso com a educação de qualidade, por isso não podem ficar de braços cruzados diante dessa falta de ações que, consequentemente, retira direitos de estudantes e trabalhadores (as).

Contamos com a compreensão de todos nesse momento de luta pela educação de qualidade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Vereador deixa o Cidadania no último dia de janela e desembarca no PSDB
DOURADOS
Novas medidas para flexibilização do comércio devem sair até terça
SOLIDARIEDADE
Médicos de Dourados lançam campanha para doação insumos hospitalares
BRASIL
Isolamento impõe desafios a pais separados com guarda compartilhada
BOLETIM
MS tem mais dois casos confirmados de coronavírus
ELEIÇÕES
Cargo de Procurador-Geral de Justiça em MS será ocupado pela primeira vez por um promotor
CORONAVÍRUS
Higienização de cabines de caminhões continua nos postos da PRF em Dourados e na Capital
EM ASSUNÇÃO
Preso há um mês, Ronaldinho segue no Paraguai aguardando desfecho
DOURADOS
Universidade vai produzir álcool 70% para atender demanda do HU
MATO GROSSO DO SUL
Homem esfaqueado por sobrinho irritado com buzina recebe alta

Mais Lidas

DOURADOS
Exame de jovem que morreu no HU testa negativo para coronavírus
COVID-19
Dourados tem mais um caso confirmado de coronavírus
DOURADOS
Jovem morre no HU e município pede agilidade no resultado do exame de coronavírus
CORONAVÍRUS
Dourados registra mais dois casos de Covid-19 e MS tem 60 confirmações