Menu
Busca terça, 20 de abril de 2021
(67) 99257-3397

Serralheiro pede o combate às “gangues” em Dourados

06 junho 2005 - 12h21

Com um filho de 22 anos assassinado a tiros há dois anos e um outro de 19 anos baleado com um tiro no tórax em frente a um clube na Cabeceira Alegre no final de semana, o serralheiro Valdecir Veloso, de 48 anos, cobra das autoridades competentes, o imediato combate as “gangues” que se proliferam na periferia de Dourados. “Esses jovens estão demais, e sempre um deles morre e acaba trazendo dor tanto para a família dele quanto para a do que matou”, diz Valdecir Veloso, revoltado com a omissão da polícia no combate as “gangues” que atuam na cidade, principalmente nos finais de semana.Fazendo questão de dizer que seus filhos “não seriam flor que se cheire”, o serralheiro que reside à rua Coronel Ponciano, nº 2.460, na Vila Industrial, diz que há cerca de dois meses, sua casa foi alvo de vários tiros, e que ele registrou queixa no 2º distrito, porém a autoria até hoje não havia sido apurada. “Levei para a delegacia um estanho que veio a cair dentro de minha casa”, diz o serralheiro, que teve seu filho Leandro Tavares Veloso, de 19 anos, baleado no início da madrugada de sábado. No atentado protagonizado pelo adolescente, no episódio, José Donizete Carvalho, de 34 anos, que estava do outro lado da rua, também foi atingido com um dos tiros no nariz, quando entrava em seu carro para ir embora. José Donizete foi medicado e liberado pelos médicos. “Será que é preciso morrer um destes jovens para que providencias sejam tomada por parte das autoridades policiais”, questionou o serralheiro indignado pelo atentado que o seu filho sofreu.     Neste atentado, o autor foi um adolescente de 15 anos, que foi perseguido e apreendido por uma equipe da PM que estava na frente do clube, em seguida foi levado junto com o revólver calibre 32 para a delegacia, onde foi autuado e recolhido a Unei.O adolescente disse que atirou e acertou o tórax de Leandro Veloso, porque segundo ele, o rapaz teria tentado matar um de seus irmãos. O pai de Leandro Veloso diz não ser verdade a versão do adolescente, e acrescenta que ele faz parte de uma “gangue” que freqüentemente se encontra na praça do Cinqüentenário, na Cabeceira Alegre, para ingerir bebida alcoólica e até drogas, e que eles persegue o seu filho para matá-lo, assim como mataram Agenor Tavares Veloso, na noite de 27 de março de 2003, quando ele caminhava pela rua Monte Alegre, nas proximidades do Epad.Valdecir Veloso conta que está revoltado com esta situação, pois dos envolvidos na morte de Agenor Veloso, apenas um foi preso, enquanto o mais perigoso, que seria um tal de “Agnaldo”, o “Naldo”, embora esteja com preventiva decretada, ainda continua andando pelas ruas da cidade, que seja preso pela polícia. “Cadê nossos vereadores, nossos deputados estaduais e federais, que nada fazem para melhorar as condições de segurança da cidade. Cadê os Direitos Humanos. Cadê a OAB; a polícia, a Justiça, que não punem estes infratores e nos dê mais tranqüilidade para que possamos viver em paz”, desabafa o serralheiro, lembrando que sai vida passou a ser um inferno desde quando os filhos dele vieram a se envolver com estas “gangues”, principalmente as que se concentram na Vila Industrial, coincidentemente o bairro onde se encontra instalado as sedes do 3ºBPM (Batalhão de Polícia Militar) e o 2º distrito policial.      

Deixe seu Comentário

Leia Também

Homem é preso transportando droga que iria pra a Bolívia
BOQUEIRÃO
Homem é preso transportando droga que iria pra a Bolívia
Mãe de jovem detido por maus-tratos a papagaio e cadela é multada em R$ 9 mil
ÁGUA CLARA
Mãe de jovem detido por maus-tratos a papagaio e cadela é multada em R$ 9 mil
ECONOMIA
Dólar fecha em leve alta após mudanças no Orçamento
MINAS GERAIS
Avião cai no Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte
Com motorista embriagado e duas menores portando droga, veículo é abordado e 5 vão para a delegacia
PARANAÍBA
Com motorista embriagado e duas menores portando droga, veículo é abordado e 5 vão para a delegacia
DOURADOS
Idosos e profissionais de saúde podem tomar segunda dose de vacina contra Covid amanhã
EMPREGO
Funtrab fecha primeiro trimestre de 2021 com mais de 10 mil vagas intermediadas
BRASIL
Arrecadação federal sobe 18,5% e bate recorde para meses de março
ARTIGO
Você trata bem sua esposa?
JUSTIÇA
Serviço de limpeza é retomado em Dourados após TCE revogar decisão

Mais Lidas

ASSALTO
Mulher tem carro roubado ao parar no semáforo em Dourados
POLÍCIA
Irmãos morrem após serem atropelados por caminhonete em rodovia
LOTERIAS
Mega-Sena premia uma aposta com R$ 40 milhões e 11 douradenses acertam a Quadra
DOURADOS/ITAPORÃ
Produtor rural morto em acidente na MS-156 voltava de aniversário em pesqueiro