Menu
Busca terça, 19 de janeiro de 2021
(67) 99257-3397
DIA DE NATAL

Sem ter o que comer na infância, "Noel" usa parte do 13º por crianças

24 dezembro 2015 - 11h40

O metalúrgico, José Cicero da Silva de 54 anos, há mais de 10 anos alegra crianças carentes de um bairro da cidade e também das aldeias de Dourados, com a entrega de doces no ‘Natal’. O exemplo de solidariedade e amor ao próximo, veio ao lembrar de quando era criança. Por ser de família humilde e não ter o que comer para comemorar a data, quando adulto teve a ideia de entregar as guloseimas. Com isso, usa parte do décimo terceiro salário para comprar os doces e realizar a entrega.

“Há mais de 10 anos que faço isso. Sou de uma família humilde, quando criança chegava nesse dia que é de celebração e não tínhamos uma bala, apenas a comida necessária mesmo. Então com o passar dos anos, depois que me casei veio a ideia de entregar doces em bairros carentes”, explica José.

Segundo ele, com a lembrança da infância o metalúrgico decidiu que com pouco, poderia fazer a data diferente para algumas crianças da cidade.

Além dele, a filha, o genro e um vizinho também ajudam como pode, com dinheiro e na organização dos presentes. José ainda se veste de Papai Noel e segue para a Vila Valderez e nas duas aldeias de Dourados (Boróro e Jaguapiru) e assim alegrando as crianças.

“Com o passar dos anos minha filha, genro e um vizinho tem me ajudado, apoiado a minha ideia. Se eu pudesse eu não faria apenas no dia de Natal, mas sim todos os dias pois tem muitas crianças carentes. Me sinto muito feliz em celebrar o dia com elas”, completou.

De acordo com José, ele iniciou com 40 saquinhos (com balas, pirulitos, doces, goma entre outros) e hoje já somam 700, para alegar as crianças na data. Para ele o momento não é de caridade e sim de comemoração, em compartilhar com as crianças esse momento.

Na manhã de Natal, José segue para a Vila Valderez e percorre as ruas entregando os saquinhos para as crianças. Já no período da tarde é a vez das aldeias Bororó e Jaguapiru, que recebem a visita do Papai Noel.

Questionado o porquê dos locais, ele conta que tem outros pontos da cidade que poderiam receber, mas como a quantia que distribui ainda é pequena não teria como seguir para locais maiores.

“Como disse se eu pudesse faria todos os dias, mas infelizmente a minha condição ainda não é possível, mas eu vou nesses locais pois comecei por eles, tenho vontade de ir nos assentamentos, lá as crianças também não têm acesso a isso, mas ainda não foi possível, e faço de uma forma que nenhuma criança fique sem, por onde eu passar”, pontuou.

Ele disse ainda que há dois anos vem recebendo ajuda de outras pessoas, e conta que são muito bem vindas. Para este ano ele não está mais recebendo os doces, até porque as entregas já estão todas separadas e embaladas, mas para o próximo ano as pessoas que quiserem podem doar.

“Esse ano recebi algumas doações de pessoas que ficaram sabendo da ação, pois no ano passado foi divulgado e então me procuraram. Mas como já vou realizar a entrega amanhã, não tem como eu receber mais, a não ser que já esteja embalada. Para o ano que vem, as pessoas podem me procurar no meio do ano, quando já começo me organizar para não ficar para a última hora e ser aquela correria, já que temos outros afazeres”, enfatizou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Com a construção civil em alta, Funtrab disponibiliza 78 vagas na Capital
MERCADO DE TRABALHO
Com a construção civil em alta, Funtrab disponibiliza 78 vagas na Capital
Taxa de ocupação de leitos UTI Covid volta a atingir 100% em Dourados
PANDEMIA
Taxa de ocupação de leitos UTI Covid volta a atingir 100% em Dourados
Mais de 11 mil indígenas vão receber primeiras doses da Coronavac em Dourados 
PRIMEIRA FASE
Mais de 11 mil indígenas vão receber primeiras doses da Coronavac em Dourados 
Homem leva multa por deixar cavalos em ambiente fechado sem alimento
MAUS TRATOS
Homem leva multa por deixar cavalos em ambiente fechado sem alimento
DECISÃO
Locatário que teve imóvel demolido será indenizado
DOIS ÓBITOS
Quase 4 mil internos do sistema prisional de MS testaram positivo para Covid
PANDEMIA 
Distanciamento continua fundamental, mesmo com vacinação, diz Opas
DOURADOS 
Mulher tem moto 'Biz' furtada após esquecer chave no baú
CÂMARA DOS DEPUTADOS
Projeto de lei pode aumentar recursos para extensão rural
MATO GROSSO DO SUL
Oito trechos da BR-163 operam em pare e siga; veja

Mais Lidas

DOURADOS
Morto por descarga elétrica pode ter tentado consertar portão
ACIDENTE
Homem morre após sofrer descarga elétrica em Dourados
DOURADOS
Comitê alerta para crescente da Covid e prefeito expede decreto com novas regras
DOURADOS
Em ação conjunta, polícia deflagra operação para investigar crimes