Menu
Busca quarta, 25 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
CENTRAL DO CIDADÃO

Com queda constante de energia e calorão, Secretaria proíbe ventiladores de servidores em repartição pública

28 outubro 2020 - 14h41Por Wender Carbonari

Por meio de comunicado interno, a Secretaria Municipal de Fazenda de Dourados proibiu o uso de aparelhos elétricos que não sejam de propriedade do município nos espaços e salas do imóvel onde funciona a Central do Cidadão. 

O motivo alegado pela pasta é de sobrecarga na distribuição de amperagem, que teria ocasionado quedas diárias de energia prejudicando o funcionamento do setor. 

Datado de 27 de outubro e entregue nesta quarta-feira (28), o documento onde consta como assunto “recomendação”, veda a utilização principalmente de ventiladores pessoais.

Os servidores que descumprirem as novas normas estão sujeitos a penalizações através de dispositivo legal. 

Os funcionários da Central passaram a usar os ventiladores com o objetivo de amenizar o calor nas dependências do prédio, já que não há aparelhos de ar-condicionado no local. 

Assim, a Secretaria autoriza o uso apenas de aparelhos elétricos que fazem parte dos escritórios e de utensílios de cozinha apenas na copa. 

“O intuito é minimizar a quantidade de amperagem utilizada no prédio, que resulta em uma sequência de quedas diárias de energia, até que todas as adequações necessárias sejam feitas, essa medida será necessária para o funcionamento do prédio [...]”, diz o documento assinado por Carlos Augusto de Melo Pimentel, secretário Municipal de Fazenda.

CALOR

O imbróglio que resultou no comunicado com “recomendações” aos funcionários da Central do Cidadão teve início há meses. No dia 11 de setembro, servidores e usuários relataram que tiveram pessoas que chegaram a ‘passar mal’ com o calor nos ambientes da repartição pública. 

Uma semana depois, no dia 18 de setembro, a prefeitura de Dourados anunciou que faria reparos na rede elétrica do imóvel para suportar a instalação de novos aparelhos de ar-condicionado já licitados. 

Posteriormente, no dia 28 de setembro, a secretaria de Fazenda reduziu os horários de atendimento da Central para liberar o prédio mais cedo. O funcionamento passou a ser das 7h ao meio-dia. 

 


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

Carga de agrotóxico avaliada em R$ 5 milhões é apreendida em carreta
CONTRABANDO
Carga de agrotóxico avaliada em R$ 5 milhões é apreendida em carreta
Agronegócio vê clima favorável para desenvolvimento da soja em MS
ESTADO
Agronegócio vê clima favorável para desenvolvimento da soja em MS
Homem é morto a tiros após briga causada por cachorro
PONTA PORÃ
Homem é morto a tiros após briga causada por cachorro
Entreposto da droga é fechado após adolescente ser flagrado com entorpecente
DOURADOS 
Entreposto da droga é fechado após adolescente ser flagrado com entorpecente
LEGISLATIVO DE MS
Deputados devem votar cinco propostas na Ordem do Dia desta quarta-feira
EDUCAÇÃO
Candidatos infectados por covid-19 terão nova chance de fazer Enem
INFORME PUBLICITÁRIO
Restaurante Máximo's, higiene e qualidade acima de tudo
CAMPO GRANDE
Homem executado com três tiros na cabeça é identificado como "BMW do PCC"
TRÁFICO
Polícia encontra mais de 3,5t de maconha em caminhonete
DOURADOS
Trabalhos da comissão de transição começam oficialmente hoje

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Mulher esfaqueia ex após discussão em hotel no Centro de Dourados
ENTERPRISE
Operação contra tráfico internacional de cocaína cumpre mandado de prisão em Dourados
CAPITAL
Funcionária de restaurante é presa em flagrante após furtar dinheiro do caixa
CRIME BÁRBARO
Suspeita de esquartejar e colocar corpo de namorado em malas se entrega à polícia