Menu
Busca terça, 26 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Saúde de Dourados busca soluções para cirurgia cardíaca

08 fevereiro 2010 - 10h42

Secretário de Saúde de Dourados disse que nenhum paciente ficará sem atendimento na área de cardiologia Com o pedido de desligamento do Hospital do Coração do SUS (Sistema Único de Saúde), formalizado desde agosto do ano passado e concretizado dia 31 de janeiro deste ano, o prefeito Ari Artuzi determinou ao secretário Municipal de Saúde, Mário Eduardo Rocha Silva, que fosse em busca de soluções para não deixar pacientes dessa especialidade sem atendimento.

Mário Eduardo esteve na quarta-feira da semana passada em Campo Grande, onde manteve reunião com o gestor de Atenção à Saúde no Estado, Antonio Lastoria, em busca de financiamento para garantir o atendimento de urgência e emergência cardiológicas em Dourados.

O secretário lembrou que, quando assumiu a pasta, em julho do ano passado, regularizou a situação do credenciamento do Hospital do Coração, que atendia aos pacientes de Dourados e dos 34 municípios da região há 17 anos, sem contrato, porém, credenciado pelo sistema.

Em agosto do ano passado, alegando que os preços dos procedimentos pagos pelo SUS estavam defasados, a direção do Hospital do Coração solicitou o desligamento do sistema. Mário Eduardo conseguiu prorrogar o período com um contrato celebrado até dia 31 de janeiro.

Nesse período, com a negativa de renovação por parte do HC, Mário Eduardo buscou apoio da direção do Hospital Evangélico, que se prontificou a assumir a especialidade nos casos de urgência e emergência até que se concretize a contratação de uma unidade hospitalar específica para esses atendimentos.

Na última semana, a Prefeitura de Dourados também publicou no Diário Oficial e fez ampla divulgação, do edital de contratação de um hospital para credenciamento dos procedimentos cirúrgicos cardiológicos pelo SUS.

O Hospital Universitário demonstrou interesse em se credenciar, segundo Mário Eduardo, porém, não em curto prazo, pois necessita também de realizar concurso público para contratação de médicos especialistas em alta complexidade do coração e radiologista intervencionista para viabilizar o ingresso no sistema.

O Hospital Evangélico também já se apresentou ao Estado como interessado em se credenciar para a especialidade. “Por enquanto, se o Hospital do Coração não voltar atrás em sua decisão, pois continua credenciado, apenas sem contrato, nos casos de urgência e emergência, o Estado e a Prefeitura de Dourados terão que bancar esses atendimentos, em casos de urgência e emergência”, afirmou o secretário. Ele garantiu que nenhum paciente ficará sem atendimento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

COVID-19
Senado aprova requisição obrigatória de leitos privados pelo SUS
AGRESSÕES
Após ordem judicial, “Pedreiro Assassino” é transferido para Instituto Penal
AVANÇO DA PANDEMIA
Brasil registra 1.039 mortes por Covid-19 em 24 horas e total chega a 24,512
JUSTIÇA
Consumidor será indenizado por protesto de débito já quitado
SAÚDE
Sul-Mato-Grossense Aracy Balabanian é internada com insuficiência respiratória
CAPITAL
Foragido morre em hospital após ser esfaqueado na rua, mãe reconhece
ECONOMIA
Petrobras aumenta diesel em 7% e gasolina em 5% nas refinarias
DOURADOS
Motociclista fica ferido em acidente no Jardim Rasselen
TEMPO
Previsão aponta geada para Dourados nesta quarta-feira
COSTA RICA
Ladrões furtam 1,8 mil litros de combustível de maquinas pesadas

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dois meses após decreto de emergência, Dourados confirmou 127 casos de Covid-19
PANDEMIA
Número de pacientes internados por coronavírus em Dourados sobe 50% em 24h