Menu
Busca domingo, 19 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
VACINAÇÃO

Espera por dose 2 de AstraZeneca em Dourados atinge 25 mil pessoas

14 setembro 2021 - 07h41Por Thalyta Andrade

A falta da vacina Astrazeneca para aplicação de dose 2 na campanha de imunização contra a Covid-19 em Dourados atinge aproximadamente 25 mil pessoas, conforme dado do Núcleo de Imunização da Secretaria Municipal de Saúde.

A informação foi confirmada ao Dourados News pelo secretário municipal adjunto de saúde, Edvan Marcelo Moraes Marques. 

A última disponibilidade de dose 2 da Astrazeneca foi no dia 6 de setembro, com atendimento no drive thru no Pavilhão de Eventos Dom Teodardo Leitz. Desde então, o município não recebeu mais lotes deste laboratório. 

O problema é nacional, com vários Estados sem oferta da vacina e sem previsão de regularizar o cronograma de recebimento de doses.

No sábado (11), o secretário estadual de saúde, Geraldo Resende, disse em entrevista a uma emissora de TV que o Estado vai fazer uso de doses da Pfizer - seguindo autorização do Ministério da Saúde - para quem tomou a primeira dose de Astrazeneca não ter o ciclo de imunização prejudicado.

No entanto, a medida que já começou a ser realizada nesta segunda-feira (13) em São Paulo, ainda não foi oficializada pela SES/MS (Secretaria Estadual de Saúde de Mato Grosso do Sul).

Ainda segundo informado para a reportagem pelo secretário municipal adjunto de saúde de Dourados, o município aguarda a oficialização para adotar a medida e atender as pessoas que precisam tomar a segunda dose da vacina.

No momento, segue a aplicação de segunda dose apenas para quem tomou Pfizer e Coronavac e também para os grupos que recebem a dose de reforço (idosos de 70 anos ou mais e pessoas com comorbidades imunológicas, que começam a ser atendidas nesta terça-feira, dia 14).

Intercâmbio de vacinas

A possibilidade de quem recebeu a dose 1 de Astrazeneca receber a dose 2 com a Pfizer para não estender demais o intervalo de aplicação, devido à falta de doses é uma medida segura, segundo a SBI (Sociedade Brasileira de Imunização).

O chamado 'intercâmbio de vacinas' está aprovado pelo Ministério da Saúde e também é recomendado pela OMS (Organização Mundial de Saúde).

A prática já vinha sendo praticada, por exemplo, para aplicação de segunda dose em gestantes receberam a primeira dose da Astrazeneca e completaram o ciclo de imunização com a Pfizer. O intervalo recomendado de aplicação da segunda dose para a vacina é de 90 dias.


 

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Justiça proíbe pai não vacinado para covid de visitar filha
Polícia prende acusado de matar rapaz a tiros em possível acerto de contas
POLÍCIA
Polícia prende acusado de matar rapaz a tiros em possível acerto de contas
POLÍCIA
Dois homens são mortos a tiros e tem corpos jogados em terreno baldio na fronteira
OPORTUNIDADE
Conselho Regional de Arquitetura prorroga inscrições de concurso até outubro
BRASIL
Crise hídrica: chuvas da primavera não vão encher reservatórios
POLÍCIA
A caminho de hospital, ambulância com paciente grave se envolve em acidente
CIDADES
Prazo para pagar licenciamento de veículos com final 9 termina no dia 30 deste mês
POLÍCIA
Ao defender a mãe, jovem é agredido em bar e fica inconsciente
POLÍCIA
Mulher é atropelada e arrastada por motorista embriagado que não tinha CNH
PANDEMIA
Mato Grosso do Sul recebe mais 167.530 doses de vacina contra a Covid-19

Mais Lidas

DOURADOS
Morto durante o trabalho em fazenda tinha 26 anos
ACIDENTE DE TRABALHO
Maquinário cai e mata trabalhador em fazenda entre Dourados e Itahum
'AMIGÃO'
Bêbado bate carro e deixa amigo ferido em canteiro
REGIÃO
Casal precisa ser socorrido após carro quase ser "engolido" pela chuva