Menu
Busca sexta, 10 de abril de 2020
(67) 9860-3221

Reunião na capital discutirá necessidades da Uems

22 fevereiro 2013 - 15h42

Maryuska Pavão

Uma reunião em Campo Grande no próximo mês, envolvendo uma comissão de professores, deputados estaduais e integrante do TCE (Tribunal de Contas do Estado), discutirá as principais necessidades da Uems (Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul) neste ano.

A informação foi repassada ontem (21) pelo presidente da Aduems (Associação dos Docentes da Uems), Wilson Brum Trindade em visita ao Dourados News. Segundo ele, a iniciativa é evitar uma possível greve. “Não estamos descartando nada, tudo vai depender das reuniões e decisões do governo, se não for agradável para ambas as parte, teremos novamente que paralisar os trabalhos ou até uma greve” destacou.

Após um longo período de paralisação ocorrido no ano passado, os representantes da universidade garantem continuar as lutas.

Wilson informou que a categoria retomou as negociações com o Estado em relação ao PCC (Plano de Cargos e Carreiras) e investimentos na Universidade, que enfrenta graves problemas estruturais. “Começamos o ano com algumas lutas antigas, entre elas a autonomia acadêmica e pedagógica, melhora na qualidade de ensino e reajuste salarial” afirmou.

De acordo com Wilson, hoje são 15 unidades da UEMS no Estado, com mais de 300 profissionais e aproximadamente nove mil alunos. “No ano passado uma comissão foi montada para fiscalizar e cobrar do Governo, os repasses destinados a UEMS, pois de todo orçamento da universidade, 87% é para fazer o pagamento da folha, e o que sobra não está sendo suficiente para a manutenção dos campus, salas de aulas e laboratórios” explicou.

Wilson disse ainda que hoje a UEMS possui 56 cursos de graduação, oito mestrados e um doutorado, e precisa de mais investimentos do Estado, pois aproximadamente 86% dos alunos são de Mato Grosso do Sul. “Muitos estão deixando de estudar na UEMS, para tentarem faculdades de outras cidades do país e quem perde com tudo é o próprio Estado que não está investindo”, afirmou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Funcionária de hospital deixa plantão e percebe que moto foi furtada
MS
Confira as dicas dos bombeiros para um feriado prolongado mais seguro
DOURADOS
Após assalto, suspeito deixa documento pessoal cair na fuga
MS
Detran abre as portas na segunda-feira, mas agências de shoppings permanecem fechadas
DOURADOS
Desacerto em compra de casa termina com três presos por ameaça, extorsão e porte ilegal
DOURADOS
Dupla de moto dispara e atinge homem que aguardava para iniciar trabalho
PANDEMIA
Procon raciona compra de luvas e máscaras por consumidor em Dourados
MS
Capital ativa hoje Drive Thru para agilizar exames do novo coronavírus
BRASIL
Pesquisa mostra população entre 10 e 40 anos vulnerável ao sarampo
DOURADOS
Celebrações de Páscoa serão restritas a padres e diáconos transmitidas na web

Mais Lidas

COVID-19
Dourados confirma mais um caso de coronavírus e Estado chega a 89
COVID-19
Dos casos de coronavírus em Dourados, três estão curados e um internado
DOURADOS
Mulher morta em acidente cursava pedagogia e terá corpo levado a Naviraí
DOURADOS
Dupla é presa acusada de tentativa de homicídio e fazer criança como escudo