Menu
Busca domingo, 05 de julho de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Recapeamento de ruas transversais pode custar R$ 5,5 milhões

20 novembro 2019 - 13h35Por André Bento

O recapeamento de trechos de 51 ruas transversais que cruzam as principais vias urbanas de Dourados deve custar R$ 5,5 milhões. Essa é a soma dos valores máximos previstos nas duas licitações abertas pelo Governo de Mato Grosso do Sul. Desde 2016, foram investidos R$ 22 milhões para restaurar as avenidas Marcelino Pires, Joaquim Teixeira Alves, e Weimar Gonçalves Torres.

Ao Dourados News, a Agesul (Agência Estadual de Gestão de Empreendimento), que fará as sessões das concorrências do tipo menor preço às 8h do dia 23 de dezembro, para o Setor 1 o valor limite é de R$ 2.571.381,13 e para a obra do Setor 2 o montante do edital é R$ 2.998.674,95.

Somados, os valores das duas licitações para contratação de empresa que execute obras de infraestrutura urbana – restauração funcional do pavimento - chegam a R$ 5.570.056,08.

A Concorrência nº 025/2019-DLO/AGESUL, Processo nº: 57/101.789/2019, prevê execução de obras de infraestrutura urbana – restauração funcional do pavimento - no quadrilátero entre as ruas Barão do Rio Branco e Dr. Camilo Hermelindo da Silva, e as avenidas Joaquim Teixeira Alves e Weimar Gonçalves Torres.

Já a Concorrência nº 026/2019-DLO/AGESUL, Processo nº: 57/101.788/2019, prevê obras no setor 2, compreendido entre o quadrilátero formado pelas ruas Hilda Bergo Duarte e Brasil, e as avenidas Joaquim Teixeira Alves e Weimar Gonçalves Torres.

No primeiro caso, o trecho delimitado como setor 1 compreende 19 ruas. Além da própria Barão do Rio Branco, a Cider Cerzósimo de Souza, Cornélia Cerzósimo de Souza, Eulália Pires, Balbina de Matos, Pedro Celestino, General Osório, Floriano Peixoto, Benjamin Constant, Quintino Bocaiúva, Albino Torraca, Melvin Jones, Firmino Vieira de Matos, João Rosa Góes, Presidente Vargas, João Cândido Câmara, Antônio de Carvalho, Hayel Bon Faker (já recapeada), e a Dr. Camilo Hermelindo da Silva.

O trecho 2 tem 32 ruas. Além da própria Hilda Bergo Duarte, constam a Toshinobu Katayama (já recapeada), Mato Grosso, Ediberto de Oliveira, Rua dos Missionários, Aquidauana, Duque de Caxias, Humberto de Campos, Gaspar Alencastro, Santos Dumont, Floriano Brun, José de Alencar, Alberto Maxwel, Rua dos Caiuás, Izidoro Pedroso, 31 de Março, Coronel Ponciano, Maria da Glória, Hiran Pereira de Matos, Dr. Wanilton Finamore, Rangel Torres, Delfino Garrido, Cabral,  Dom Pedro I, Dom Pedro II, Dom João VI, Natal, Paissandu, Francisco Luiz Viegas, Guanabara, Maipú, e Brasil.

AVENIDAS

Pacote de investimentos oficializado em 2016 pelo governador Reinaldo Azambuja (PSDB) já havia garantido mais de R$ 22 milhões para recapeamento das principais avenidas de Dourados.

A Avenida Marcelino Pires teve o pavimento asfáltico restaurado pela Concrenavi Concreto Usinado, empresa de Naviraí vencedora de licitação e contratada por R$ 11,3 milhões.

Para recapear a Avenida Weimar Gonçalves Torres, a NK Construtora Ltda, de Caarapó, foi contratada por R$ 7,3 milhões.

A Avenida Joaquim Teixeira Alves teve o serviço de restauração executado pela Planacon Construtora Ltda, originalmente contratada por R$ 3,3 milhões, vínculo que posteriormente sofreu acréscimo de R$ 768.286,00.

Deixe seu Comentário

Leia Também

NA CAPITAL
Polícia encontra mais de meia tonelada de maconha em caminhão de mudança
CALENDÁRIO ESCOLAR
Quantidade mínima de dias letivos pode ser suspensa através de MP
ESPORTES
Valtteri Bottas vence GP da Áustria na abertura da Fórmula 1
CORONAVÍRUS
SES amplia agendamento de testes de diagnóstico em Corumbá e Três Lagoas
MEIO AMBIENTE
Homem é autuado por crime ambiental após derrubar 10,6 hectares de árvores em MS
ECONOMIA
Planejamento e pesquisa ajudam microempresa a ter crédito na pandemia
PANDEMIA
Dourados tem 25 pacientes com coronavírus internados em leitos de UTI
SAÚDE
Exercício físico na quarentena pode não melhorar bem estar emocional
CRIME AMBIENTAL
Com ajuda de drone, PMA identifica desmatamento ilegal autua proprietário
ECONOMIA
Noventa dias após lei do auxílio emergencial, ainda há desempregados e mães sem nada

Mais Lidas

POLÍCIA
Assassinado no Izidro é secretário de Agricultura Familiar de Dourados
PANDEMIA
Mulher morre de covid-19 logo após dar à luz em Dourados
DOURADOS
Ex-funcionário é o suspeito de matar secretário de Agricultura
CAMPO GRANDE
Jovem que estava desaparecida é encontrada morta