Menu
Busca quarta, 21 de outubro de 2020
(67) 99659-5905
TODOS JUNTOS

Realidade do HC de Barretos sensibiliza douradenses

01 dezembro 2017 - 10h15
Lideranças de vários segmentos da sociedade de Dourados e região se reuniram no sábado, dia 25, no Sindicato Rural de Dourados, para uma palestra com o diretor geral do Hospital de Câncer de Barretos, Henrique Prata. Seu primeiro compromisso foi na prefeitura municipal onde participou de uma reunião com lideranças políticas do município e do estado, conduzida pela prefeita Délia Razuk.
 
O evento foi organizado pela coordenação estadual do Hospital do Câncer de Barretos, no Mato Grosso do Sul, através do seu diretor estadual, Ademar Capuci, com o apoio do Sindicato Rural de Dourados, por intermédio do presidente Lúcio Damalia e da Associação Comercial e Empresarial de Dourados, através da presidente Elizabeth Salomão e contou com a presença de representantes de clubes de serviços, entidades organizadas e autoridades municipais e estaduais. Marcaram presença, o coordenador do escritório regional do Governo do Estado, Waldenir Machado, deputado federal, Geraldo Resende, deputado estadual Renato Câmara, secretário municipal de saúde, Dr. Renato Vidigal e vereadores do município. 
 
Ao iniciar sua explanação, Henrique Prata citou mais um projeto que acaba de se concretizar no estado de Rondônia. “Estou vindo de Porto Velho, onde inauguramos uma unidade hospitalar”. Ele sensibilizou a todos ao falar sobre o HC de Barretos. Disse que atualmente são cerca de cem mil atendimentos gratuitos, por ano, e que o Mato Grosso do Sul é o estado que mais encaminha pacientes, totalizando mais de 35 mil pessoas ao ano. Ele se surpreendeu ao ver o número de pessoas reunidas e interessadas na causa e defendeu que Dourados tenha uma unidade de atendimento, por ser a segunda maior cidade do estado e absorver demandas de dezenas de municípios que ficam em seu entorno. "Fico extremamente feliz em saber que a sociedade está se organizando e preocupada com o câncer”, disse. 
 
Prata fez um chamamento a toda à sociedade douradense para que se envolva na concretização deste projeto. “O princípio dessa obra é tratar por amor e tratar todas as pessoas iguais. Esse é o segredo que queremos compartilhar com vocês e espero que nos ajudem a fazermos uma força tarefa para podermos achar a melhor solução, em curto prazo, para Dourados”, ressaltou.
 
Lúcio Damalia que falou pelo Sindicato Rural de Dourados, considerou relevante a prevenção destacada por Henrique Prata. “Acho que nós da sociedade devemos nos empenhar por uma unidade de atendimento do Hospital de Barretos aqui, pois como o próprio Henrique falou é muito melhor tratar o problema do câncer no inicio em que os custos são mínimos e o sofrimento menos doloroso tanto para paciente como para a família, sem contar com as sequelas que são menores, por isso defendo a prevenção”, destacou.
 
Na opinião de Elizabeth Salomão, a Associação Comercial é parceira nessa causa tão nobre. “Nossa entidade está de portas abertas e sei que a hora que a campanha for para as ruas, o nosso empresariado vai entender que é preciso colaborar e toda ajuda será benvinda, se todos contribuirmos os objetivos serão atingidos e será mais uma grande conquista na área da saúde para a população local”.   
 
O diretor do HC no MS, Ademar Capuci, informou que atualmente a instituição encontra-se em franca expansão, em várias regiões do país. Conta com cinco unidades hospitalares, sendo quatro em funcionamento e uma em construção; onze unidades de diagnóstico especializado em oito estados, incluindo o projeto Hospital de Amor - Amazônia, que abrange os estados da Amazônia legal e conta com uma ação de cooperação entre governos estaduais. Mato Grosso do Sul já possui dois centros de diagnósticos especializados em funcionamento nos municípios de Campo Grande e Nova Andradina, além de duas unidades móveis, com capacidade de realização de mamografias, preventivos de câncer de colo de útero e atendimentos dermatológicos, já tendo realizado diversos atendimentos em Dourados. 
 
Neste contexto, sem consideraro estado de São Paulo, onde se localiza Barretos, os pacientes oriundos de Mato Grosso do Sul são a maioria, quase o dobro do estado segundo colocado, que é Minas Gerais.
 
O Hospital de Câncer de Barretos, o "Hospital de Amor" é reconhecido no mundo todo pelo atendimento humanizado, resolutivo e totalmente gratuito que presta aos pacientes. É um centro mundial de pesquisa e tratamento de câncer que segue os protocolos médicos dos países mais avançados. Há mais de quatro décadas, tem sido a esperança de pacientes de todos os cantos do Brasil.
 
Durante o evento foi apresentada a Comissão municipal provisória que representará a instituição nas ações que serão promovidas no munícipio. Além da coordenadora e vice- coordenadora, Drª Cristiane Iguma Câmara e Gedália Ávila, fazem parte da comissão:  Lúcio Damalia, Ely Oliveira, Alessandra Fuzzi Lorenzini, Rozemar Mattos, Irma Lupinetti e Sandra Araújo de Oliveira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SANESUL
PPP atrai investidores para universalizar o sistema de esgotamento sanitário em MS
CAMPO GRANDE
Namorado encontra mulher morta sobre a cama
DOURADOS
Vacinação contra o sarampo segue aberta para pessoas de 20 a 49 anos
BRASIL
Bolsonaro diz que governo federal não comprará vacina CoronaVac
PANDEMIA
Adolescente morre por coronavírus em MS e Saúde investiga síndrome rara
FUTEBOL
Invicto e classificado, Palmeiras encerra fase de grupos na Libertadores contra o Tigres
DOURADOS
Orçamento prevê menos dinheiro para Cultura, Planejamento, Serviços Urbanos e Obras Públicas
IBGE
Obesidade mais do que dobra na população com mais de 20 anos
PARANHOS
Motocicleta é recuperada e jovem preso por receptação
CORUMBÁ
Polícia efetua disparo para conter adolescente que ameaçava mãe com faca

Mais Lidas

DOURADOS
Acidente entre carreta e motocicleta mata mulher na BR-163
HOMICÍDIO EM 2013
Condenada pela morte do ex em Dourados é presa na Capital
DOURADOS
Motorista bêbado causa acidente em semáforo da Avenida Marcelino Pires
CONTRABANDO
Depósito de cigarros paraguaios é desarticulado após denúncia em Dourados