Menu
Busca terça, 07 de julho de 2020
(67) 99659-5905
EDUCAÇÃO

Proposta de municipalização de escola estadual preocupa pais de quase 300 crianças em Dourados

A unidade é a 2ª melhor em educação nas séries iniciais em todo Mato Grosso do Sul

26 novembro 2019 - 10h26Por Vinicios Araújo

O Governo do Estado quer municipalizar a Escola Estadual Rotary Dr. Nelson de Araújo, localizada na rua Ciro Melo, região central de Dourados. A medida preocupa os pais dos quase 300 alunos da unidade, reconhecida como a 2ª melhor no Estado em educação de séries iniciais. 

O temor é com a perda de qualidade na gestão da escola e na efetividade pedagógica. A preocupação se dá devido à crise enfrentada pela Prefeitura de Dourados, com escalonamento de salários e insuficiência na manutenção das atividades educacionais.

“Não há nada formalizado em relação às matrículas, sobre o que vai ser feito com as crianças. A legislação permite que o Estado faça isso, mas primeiro é preciso pensar nas crianças. Hoje a gente tem consciência do estado que a Prefeitura se encontra. Os salários não estão sendo pagos de acordo. Como ela vai assumir mais uma escola?”, questiona a servidora Ednéia de Arruda Ferreira.

Ela é mãe de um aluno autista. O filho estudou durante um tempo no município e não havia sido identificado o transtorno. Somente quando houve a mudança para a instituição estadual, o corpo docente percebeu as diferenças no processo de aprendizagem do aluno e informou a mãe para que buscasse apoio profissional. Isso foi fundamental para que ela entrasse na defesa da escola, buscando impedir a efetivação da proposta apresentada na sexta-feira (22) pela Coordenadoria Regional de Educação.

Nesta manhã (26/11), os pais que tiveram disponibilidade no trabalho, cerca de 30, foram até a coordenadoria para reunião com o responsável pela região, professor Nei Elias Coinete. O encontro foi fechado à imprensa e o posicionamento centralizado na assessoria de comunicação da Secretaria Estadual de Educação.

A medida também deixou servidores da escola temerosos. Conforme relatos colhidos pelo Dourados News, os profissionais que ali atuam serão distribuídos para outras unidades de ensino, porém, a formação do corpo docente é em pedagogia, atuação especializada às séries iniciais de aprendizagem. 

“Eu não sei o que eles vão fazer com a gente. Vamos ficar pulando de escola para escola, mas e depois?”, afirmou servidora cuja identidade será preservada. 

Os pais garantiram que podem entrar com ação no Ministério Público Estadual, caso o Governo do Estado não recue com a proposta. 


“Uma escola com porte de cinco salas atender 300 crianças significa que ela atende muito. O que vai se fazer, vai municipalizar? Como vai fazer isso? O que vai ser feito com esses alunos? Se você dissesse que a escola não tivesse aluno, se ela não tivesse tudo o que ela contempla, ok. Mas essa não é a realidade. O fato é que, não é uma questão dos pais batendo o pé, é pelos nossos filhos. É a educação das nossas crianças. Nós pagamos impostos, e diga-se de passagem altíssimos, para que? O Estado deveria representar o povo, mas com isso eles não estão cumprindo esse papel. É arbitrário o que está acontecendo”, disse Ednéia. 

OUTRO LADO

A reportagem do Dourados News buscou contato com a assessoria de comunicação do Governo do Estado e em nota afirmou que a medida é “resultado de estudos e acompanhamento de caso”. E ainda, que municipalização faz parte do processo de reordenamento do Estado iniciado em 2015. Vaja a nota na íntegra ao final da matéria.

No Município, o secretário municipal de Educação Upiran Gonçalves afirma que a Prefeitura tem interesse em assumir a gestão da escola, desde que ela seja entregue com estrutura material e humana como está.

Professores efetivos seriam mantidos em concessão pelo Estado. No entanto, a ideia do Governo é dar o prédio, os alunos e as carteiras, o que na análise de Upiran "é um tanto quanto complicado". Ele garantiu que irá buscar novo contato com a Secretaria Estadual de Educação para reavaliar a proposta do Estado.

Nota da comunicação da SED:

"Desde 2015, a Rede Estadual de Ensino (REE) passa por um processo de reordenamento, motivado pela diminuição do total de estudantes matriculados nos últimos dez anos: entre 2010 e 2019 esse número atingiu o quantitativo de 51.956 estudantes a menos em todas as etapas ofertadas pela REE, e um aumento de 5 escolas, passando de 362 para 367 unidades. O reordenamento consiste na realocação de turmas de escolas com poucos estudantes, ou, em localidades onde o quantitativo de profissionais seja insuficiente para a manutenção do atendimento nos três turnos (matutino, vespertino e noturno), para outras unidades com a infraestrutura necessária para receber a nova demanda. Em 2020, o processo de reordenamento da Rede Estadual de Ensino será realizado, em regime de colaboração, com os municípios. Este processo segue em curso e todas as medidas serão anunciadas pela Secretaria de Estado de Educação (SED) no dia 29 de novembro, durante o lançamento da Matrícula Digital 2020. O evento também oficializará a ampliação do Ensino Médio em Tempo Integral e a adesão ao programa das escolas cívico-militares do Governo Federal - Pecim. Salientamos que nenhum estudante da REE ficará sem escola e nenhum servidor estadual de educação ficará sem lotação. Com relação aos diretores e coordenadores pedagógicos, neste mês foi realizado processo seletivo e, após o resultado (29.11), os mesmos serão lotados, conforme procedimento classificatório estipulado".

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Com eleição adiada, TSE é consultado sobre prazo de Ficha Limpa
RIO AQUIDAUANA
Ambiental multa homem em mais de R$ 5 mil por degradar mata ciliares
ASSEMBLEIA DE MS
Aprovado direito de incluir nome do cônjuge em faturas
CAMPO GRANDE
Hemosul realiza testagens laboratoriais de resultados do Covid-19, porém sem coletas no local
PANDEMIA
Bodoquena, Bela Vista e Terenos solicitam reconhecimento de calamidade pública
BRASIL
Mais de 200 mil candidatos se inscreveram no primeiro dia de abertura do Sisu
BRASIL
Senado aprova convite a Mourão para debater Conselho da Amazônia
CAMPO GRANDE
Na Capital, anta é resgatada após cair em piscina de chácara
DOURADOS
Dono encontra carro que havia locado “depenado” em barracão
ECONOMIA
Dólar fecha em alta com cautela externa por coronavírus

Mais Lidas

DOURADOS
Antes do crime, homem que matou secretário havia sido demitido por não usar máscara
DOURADOS
Acusado de matar secretário em Dourados acaba preso em barreira sanitária
DOURADOS
Carro que atingiu ciclista pega fogo após bater em árvore ao lado de Avenida
DOURADOS
Adolescente pilota moto embriagado e tio morre após queda na Coronel Ponciano