Menu
Busca quarta, 27 de maio de 2020
(67) 99659-5905

Projovem Trabalhador vai qualificar dois mil em Dourados

08 março 2010 - 11h25

O município de Dourados vai garantir neste ano a qualificação profissional de dois mil trabalhadores através do “Projovem Trabalhador”. O programa do governo federal, desenvolvido pelo Ministério do Trabalho e Emprego e de responsabilidade das prefeituras, acaba de ser incluído no cronograma de ações da Secretaria Municipal de Assistência Social, no incentivo à inclusão social e ao ingresso de jovens e adultos no mercado de trabalho, uma das principais metas do prefeito Ari Artuzi.

Com o objetivo de proporcionar à população na faixa etária entre 18 e 29 anos a reintegração ao processo educacional, dando oportunidade a essas pessoas de ter uma profissão e com isso buscar a independência financeira, o projeto será iniciado em abril.

“Vamos qualificar cinco mil pessoas em 2010. Preparar o trabalhador douradense para a implantação do polo de vestuário e para a expansão das usinas de álcool e açúcar”, afirmou o prefeito.


Inscrições
Os interessados em fazer os cursos devem procurar os Centros de Referência em Assistência Social (Cras) de seus bairros, onde já estão sendo feitas as inscrições.
É necessário apresentar os documentos pessoais como RG e CPF, além da inscrição do PIS e um comprovante de residência.

Segundo a diretora do Departamento de Proteção Social Básica do município, Maristani Salapata, serão oferecidos os cursos de Administração com atuação na área de office-boy, arquivador, almoxarifado e auxiliar administrativo; e Proálcool, que vai qualificar a mão de obra local para atender especificamente a demanda das usinas de açúcar e álcool da região.

Também serão desenvolvidos os cursos de Telemática, com abrangência na área de informática, e o de Turismo e Hospitalidade que vai capacitar os trabalhadores para as atividades do setor hoteleiro (recepcionista, organização de eventos, auxiliar de garçom e camareira).


Projeto
O projeto social que incentiva a capacitação profissional é todo custeado pelo governo federal, com contrapartida da prefeitura. Para ter direito à vaga, o aluno precisa estar matriculado em uma instituição de ensino, mesmo aqueles que já concluíram o ensino médio, vão receber uniforme, kit com material didático, vale transporte e ainda uma ajuda de custo mensal no valor de R$ 100.

A secretária de Assistência Social de Dourados, Itaciana Pires Santiago, disse que a prioridade do Projovem Trabalhador é atender às pessoas em risco social e que não tiveram a primeira chance do emprego ou ainda aquelas que estejam fora do mercado de trabalho, até pela falta de qualificação.

“O processo de seleção dos alunos vai depender desses fatores e também da condição financeira das famílias, já que a renda per capta do grupo não poderá ultrapassar ¼ do salário mínimo. O Projovem Trabalhador vem agora para atender esse público. No caso dos adolescentes e jovens que estão ingressando no mercado de trabalho, o município já tem uma série de programas sociais desenvolvidos com esse intuito, como é o caso do Projovem Adolescente que atende a faixa etária de 16 a 18 anos”, afirmou Itaciana.


Meta para 2010
A secretária disse ainda que das duas mil pessoas que farão os cursos com duração de 350 horas/aula cada, pelo menos 30% devem ser inseridas no mercado de trabalho. Este índice deve ser alcançado até pelo fato de que somente em cursos de qualificação, Dourados deve fechar 2010 com a capacitação profissional de cinco mil trabalhadores. É que além do Projovem, a prefeitura deve profissionalizar mais três mil pessoas com a oferta de cursos totalmente gratuitos, por meio de uma parceria com o Senac – Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial

Itaciana lembrou que, a exemplo de 2009, quando o município direcionou ao mercado de trabalho pelo menos mil profissionais que concluíram as capacitações em diversas áreas, este será mais um ano de investimentos na qualidade da mão de obra local e por consequência disso, no aquecimento da economia com a abertura de novas frentes de trabalho.

“Estamos com estes projetos dando autonomia aos cidadãos para que eles possam trabalhar, resgatar a auto-estima e a dignidade. A proposta da atual administração é dar condições básicas às pessoas mais necessitas, para que elas possam garantir a sua própria renda”,ressaltou a secretária.



Deixe seu Comentário

Leia Também

TRÊS LAGOAS
Empresária paulista perde R$ 50 mil ao negociar compra de sucata
ECONOMIA
Governo Federal libera mais R$ 28,7 bilhões para auxílio emergencial
TRÁFICO
PRF apreende 254 quilos de maconha e prende batedores na fronteira
SUPREMO
Celso de Mello envia à PGR requerimento contra Carla Zambelli
PONTA PORÃ
Motorista não explica procedência de R$ 68 mil e acaba na Polícia Federal
ARTISTA
Pagamento da 1ª parcela do edital “MS Cultura Presente” está disponível
POLÍTICA
Governo vai disponibilizar lista de quem recebeu auxílio emergencial
JUSTIÇA
Após 26 dias presa, mulher que matou marido a facadas ganha liberdade
BANDEIRA TARIFÁRIA
Conta de luz não terá cobrança extra até o fim do ano, informa Aneel
BR-262
Veículo furtado na Bahia é recuperado durante barreira sanitária

Mais Lidas

DOURADOS
Prefeitura estende toque de recolher em 2h em Dourados
PANDEMIA
Dourados tem mais de 150 casos de Covid-19 e secretário diz ser assustadora a crescente na região
PANDEMIA
Dourados investiga morte com suspeita do novo coronavírus
DOURADOS
Empresários cobram de Délia prova científica para justificar toque de recolher