Menu
Busca quarta, 22 de setembro de 2021
(67) 99257-3397
BEM ESTAR

Projeto Rosa Pink eleva autoestima de mulheres com câncer

15 setembro 2014 - 09h41

Utilizar maquiagem no rosto, passar batom nos lábios ou arrumar o cabelo podem ser tarefas simples e rotineiras para qualquer mulher. Porém, para quem enfrenta o processo de tratamento de um câncer, é natural que deixe de lado ou até mesmo esqueça a vaidade e a beleza física. Pensando em melhorar a autoestima das mulheres no Hospital do Câncer em Dourados, o curso de Estética e Cosmetologia da Unigran promove o Projeto Rosa Pink.

Pacientes oncológicos apresentam alterações na pele devido ao tratamento da quimioterapia e radioterapia. Queda do cabelo, ressecamento da pele e escurecimento das unhas são as principais alterações que ocorrem durante o tratamento. “Com esse projeto buscamos ensinar técnicas de automaquiagem, fazer uma maquiagem para correção da pele que vai disfarçar a aparência doente”, explica a professora responsável pela atividade, Priscilla Fracalossi Riguetti.

As acadêmicas do 4º e 6º semestre maquiaram as pacientes oncológicas tomando todos os cuidados necessários, como por exemplo, utilizando maquiagem hipoalergênica. Conforme a professora, não tem problema usar maquiagem, “desde que utilize produto hipoalergênico, testado dermatologicamente, que esteja dentro do prazo de validade, são cuidados que adotamos para não comprometer a saúde da pele”.

Dona Vilma Casadia tem 57 anos e está fazendo o tratamento de quimioterapia. Para ela, ser maquiada “foi muito bacana. Tem muita gente deprimida e isso eleva nossa autoestima. A minha colega mesmo não queria fazer, mas ela viu fazendo, mudou de ideia e quis fazer também”.

De acordo com a enfermeira responsável e técnica de quimioterapia do Hospital do Câncer, Idalina Ferrari Junior, o HC sempre quis fazer projetos neste sentido e a parceria com a Unigran contribuiu. “Sempre buscamos fazer com que os pacientes sejam melhor atendidos, que se sintam melhores, com a autoestima elevada, que se sintam mais acolhidos e mais valorizados, então esse projeto vem buscando isso”.

A enfermeira avalia que os pacientes em tratamento são carentes de carinho, como qualquer outra pessoa. “Esse acolhimento, essa atenção que o outro dá para o paciente e para o acompanhante é importante. Faz com que ele se sinta amado, bem atendido e fica mais confiante, e isso colabora para o tratamento”, ressalta Idalina.
Doações de lenços

Cada paciente que participa do projeto recebe um lenço como um brinde por ter participado. Os lenços foram doados pela comunidade. A Clínica de Estética da Unigran está arrecadando mais lenços para fazer as doações. Quem puder contribuir é só levar na Clínica ou ligar no telefone (67) 3411-4201.


Deixe seu Comentário

Leia Também

Polícia investiga se candidato foi morto por ouvir polca de Partido
PARAGUAI
Polícia investiga se candidato foi morto por ouvir polca de Partido
IMUNIZAÇÃO
Cabe a estados decidir vacinação de adolescentes, diz Lewandowski
Motorista fica em estado grave após colidir carro em árvore na MS-162
Motorista fica em estado grave após colidir carro em árvore na MS-162
ONLINE
Sebrae e Fundect abrem inscrições para acesso a mercados de inovação
VIOLÊNCIA
Preso em tiroteio que matou sequestrador tem mais de 45 passagens
BRASIL
Senado aprova PEC que flexibiliza gastos na educação em 2020 e 2021
COMITIVA
Queiroga é diagnosticado com Covid-19 e ficará em quarentena em NY
JUDICIÁRIO
Moraes mantém ordem de prisão contra o caminhoneiro Zé Trovão
TRÁFICO
Polícia encontra 7 crianças, ao 'estourar' centro de distribuição de drogas
EMPREGO
Funai é autorizada a abrir concurso com 776 vagas temporárias

Mais Lidas

DOURADOS
'Buguinha' é presa e diz que matou caseiro por legítima defesa
DOURADOS
Envolvida em execução de detetive é presa novamente em Dourados
DOURADOS
Vizinhos sentem mau cheiro e idoso é encontrado morto no Novo Horizonte
SITIOCA CAMPINA VERDE
Caseiro é assassinado com golpe de faca em Dourados