Menu
Busca quarta, 25 de novembro de 2020
(67) 99659-5905
DOURADOS

Procon reserva R$ 1,5 milhão para locação temporária de prédio e reforma da sede

21 fevereiro 2020 - 08h58Por André Bento

O Comdecon (Conselho Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor) aprovou a reserva de R$ 1,5 milhão para reforma e ampliação da sede do Procon em Dourados e locação temporária de prédio até a conclusão das obras. A licitação para contratar empresa que execute o serviço será realizada dia 11 de março, às 8h.

No dia 11 de fevereiro, em reunião que marcou a posse dos novos conselheiros, entre as pautas aprovadas para 2020 estava a da reserva de valores para despesas com projetos complementares (hidráulicos, elétricos e outros) e com a plotagem (e ou impressão) pertinentes à ampliação e reforma e ampliação do Programa Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor.

Conforme a ata desse encontro, divulgada no Diário Oficial do Município de quarta-feira (19), o montante também servirá para locação de imóvel urbano, destinado a utilização do Procon, durante o período necessário para ampliação e reforma do prédio próprio, possibilitando-se o pagamento de aluguel com recursos do Comdecom, até o limite de R$ 10 mil por mês, além de eventual IPTU pertinente.

Parte do recurso vai para contratação e pagamento de prestadores de serviços (pessoa física ou jurídica) para fins de desmontagem, montagem, transporte, carga e descarga de móveis e objetos (inclusive retirada, instalação e limpeza de ar condicionados) do Procon de Dourados, para o prédio a ser locado, em razão das mudanças necessárias para a reforma e ampliação do prédio.

Também deve haver contratação de prestadores de serviços (pessoa física ou jurídica) para fins de instalações de rede de internet, telefones e instalações elétricas (inclusive de ar condicionado) necessárias tanto no imóvel a ser locado, quanto no prédio próprio após as obras.

Outra intenção é contratar empresa especializada na prestação de serviços de limpeza, dedetização e pintura no prédio a ser locado.

Antes de definir esses objetivos, porém, os conselheiros analisaram os extratos das contas do Fumdecon (Fundo Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Fundecon) e verificaram que onde são depositadas as multas há saldo de R$ 3.427.089,08 e onde são depositadas as taxas para expedição de Certidão Negativa de Violação dos Direitos dos Consumidores – CNVDC havia R$ 573,47.

Deixe seu Comentário

Leia Também

6ª canoata acontece no Rio Dourado dia 6 de dezembro com apoio de várias entidades
TV DOURADOS NEWS
6ª canoata acontece no Rio Dourado dia 6 de dezembro com apoio de várias entidades
SELEÇÃO
Candidatos são convocados em processo seletivo para atuação na Agepen
Assessor jurídico de prefeitura da fronteira é executado a tiros
CAPITAN BADO
Assessor jurídico de prefeitura da fronteira é executado a tiros
BRASIL
Falta de justificativa por não votar impede expedição de documentos
SAÚDE
Programa estadual financia pesquisa com medicamentos anticâncer
SAÚDE & BEM - ESTAR
Óculos de sol fazem mesmo a diferença?
POLÍCIA
Dupla em motocicleta executa morador a tiros em bairro da Capital
TEMPO
Quarta-feira de sol com algumas nuvens em Dourados; não chove
CAMPO GRANDE
Trabalhador morre após ser atropelado por máquina agrícola em fazenda
IMBRÓGLIO DIPLOMÁTICO
Eduardo Bolsonaro ataca a China em post; embaixada repudia

Mais Lidas

VIOLÊNCIA
Mulher esfaqueia ex após discussão em hotel no Centro de Dourados
ENTERPRISE
Operação contra tráfico internacional de cocaína cumpre mandado de prisão em Dourados
CAPITAL
Funcionária de restaurante é presa em flagrante após furtar dinheiro do caixa
CRIME BÁRBARO
Suspeita de esquartejar e colocar corpo de namorado em malas se entrega à polícia